O Mercado do Folhetim: Entre o Jornal, o Cinema e a Televisão

Autores

  • Aguimario Pimentel Silva

Resumo

O artigo  tem  o  objetivo  de  analisar  o  desenvolvimento da  telenovela  brasileira,  recorrendo  às principais influências do  gênero:  o  romance-folhetim  surgido  na França  do século  XIX  e  o Cinema  Novo  surgido  no  Brasil na segunda  metade  do  século  XX.  Para  tanto ,  faz-se uma caracterização  do  folhetim  enquanto  elemento  de mercado e  da  atual  telenovela  enquanto modelo  da cultura  de massa  e  forma  proveniente  da  estrutura folhetinesca.  No percurso, evidencia-se  a  forte  presença da  tradição cinematográfica  na  formação  da  ficção televisiva nacional. O estudo  toma  como base os trabalhos  de  Meyer  (1996), Sodré  (1985),  Hamburger (2011), Xavier (2001),  entre outros.  À guisa  de conclusão, constatamos  que  a atual telenovela brasileira  difere  do romance-folhetim  francês (seu  protótipo)  por  razões mercadológicas, como  a introdução  das  técnicas capitalistas  no  modo  de produção, e  que  no  plano temático  a teleficção  herda  diversos aspectos  do  Cinema Novo,  por  exemplo,  a  orientação para  a verossimilhança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-04-16

Como Citar

Silva, A. P. (2015). O Mercado do Folhetim: Entre o Jornal, o Cinema e a Televisão. REVISTA ELETRÔNICA EXTENSÃO EM DEBATE, 1(3). Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/extensaoemdebate/article/view/1733

Edição

Seção

ARTIGOS