A REPRESENTAÇÃO DO PÍCARO E A SOBREPOSIÇÃO DA FIGURA DO ANTI-HERÓI NA OBRA LAZARILHO DE TORMES

Autores

  • Mirelle Almeida Oliveira
  • Ana Margarita Barandela García

Resumo

Este trabalho teve como objetivo analisar a figura do pícaro e a figura do anti-herói na obra anônima Lazarilho de Tormes, levando em conta seu contexto. Para tanto, se propôs a responder as seguintes perguntas: Quais eventos vão mostrar a sobreposição do anti-herói no desenrolar da história? Como se constitui a ocorrência do par herói/anti-herói na obra? Foram utilizadas, como base teórica, obras de Felipe B. Pedraza e Milagros Rodríguez (1980) e de Mario M. González (1994) para contextualizar a sociedade espanhola da época; também foram utilizados os estudos de José Luis González Escribano (1981) para o esclarecimento do conceito de anti-herói. De acordo com os estudos realizados, é conveniente concluir que, devido às condições impostas pela sociedade ao personagem, a figura do pícaro anti-herói é despertada como uma necessidade de sobrevivência em meio ao caos político, social e econômico instaurado pela aristocracia espanhola.

Referências

ANÔNIMO. Lazarilho de Tormes. [GONZÁLEZ, Mario M. (Org.). COSTA MILTON, Heloísa; ESTEVES, Antonio R. (Tradutores)]. São Paulo: Editora 34, 2012, 224 p. Edição bilíngue.

BRAIT, Beth. Ironia em perspectiva polifônica, 2. ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2008.

CHARTIER, Roger. A construção estética da realidade – vagabundos e pícaros na idade moderna. Tempo, Rio de Janeiro, n. 17, p. 33-55, 2004.

GONZÁLEZ ESCRIBANO, José Luis. Sobre los conceptos de héroe y antihéroe en la Teoría de la Literatura. Archivum, Revista de la Facultad de Filología, Tomo 31-32, 1981-1982, p. 367-408, 1981. Disponível em:< https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/143985.pdf>. Acesso em: 21.out. 2018.

GONZÁLEZ, Mario M. Prefácio. In Lazarilho de Tormes. [RODRÍGUEZ CÁCERES, Milagros (Ed.); SILVA, Pedro Câncio da (Trad.)] São Paulo: Página Aberta, 1992, p. 11-24.

______. A saga do anti-herói. São Paulo: Nova Alexandria, 1994, 357 p.

______. Lazarilho de Tormes: estudo crítico. In Lazarilho de Tormes. [GONZÁLEZ, Mario M. (Org.). COSTA MILTON, Heloísa; ESTEVES, Antonio R. (Tradutores)]. São Paulo: Editora 34, 2012, p. 185- 219.

NASCIMENTO NETO, João Evangelista. Perambulanças de João Grilo: do pícaro lusitano ao malandro brasileiro, as peripécias do (anti-)herói popular. 2014. 244 f. t. 1. Tese (Doutorado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014. Disponível em:< http://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/6905/4/462119%20v1.pdf> Acesso em 22 nov. 2018.

NUNES, Geice Peres. A ironia e o humor no narrador protagonista na obra Lazarillo de Tormes. Revista Ideias, Santa Maria, v. 20, n.20, p. 94-99, 2004. Disponível em:. Acesso em: 28 jan. 2019.

PEDRAZA, Felipe B.; RODRÍGUEZ, Milagros. Manual de literatura española II. Renacimiento. Cénlit Ediciones, 1980.

RAE. Diccionario de la lengua española. 23ª ed. Madrid: Espasa, 2014. Disponível em: < https://dle.rae.es/index.html>. Acesso em: 21 Out. 2015.

ZAMORA VICENTE, Alonso. Qué es la novela picaresca. Alicante: Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes, 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2018.

Downloads

Publicado

19/05/2020

Como Citar

OLIVEIRA, M. A.; BARANDELA GARCÍA, A. M. A REPRESENTAÇÃO DO PÍCARO E A SOBREPOSIÇÃO DA FIGURA DO ANTI-HERÓI NA OBRA LAZARILHO DE TORMES. Revista Areia, [S. l.], n. 3, p. p. 90 – 105, 2020. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/rea/article/view/10245. Acesso em: 17 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos