O discurso e seus limites no Diário da Peste, de Gonçalo Tavares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2317-9945.2021v1n70p122-%20138

Palavras-chave:

Gonçalo Tavares, Discursividade, Pandemia, Diário, Ficção

Resumo

Durante o período de isolamento social decorrente da pandemia de covid-19, o autor português Gonçalo Tavares escreveu e publicou, no jornal português Expresso, noventa textos diários. Dentro da variedade temática que constitui esse discurso, pretende-se analisar o modo como a ficção (BARTHES, 2007) que se inscreve pela linguagem literária produz Efeitos de Realidade (RANCIÈRE, 2010) na produção discursiva sobre a pandemia. Tal recorte visa a uma tentativa de análise à luz da Análise do Discurso de vertente francesa (Michel Pêcheux), mobilizando noções como Acontecimento (PÊCHEUX, 1969, 1990; ORLANDI, 2017). Além disso, referências teóricas – como Mariani (2017) ao tratar do ‘indizível’, e Nunes (2008) sobre o texto documental – nos permitiram interrogar em que medida as publicações de Tavares em um jornal nos concedem um gesto de interpretação acerca da montagem temática do ‘espectro’ pandemia.

Biografia do Autor

Isabela Mendonça de Carvalho Monteiro, CEFET-MG

Graduada em Letras (Português, Licenciatura) pela Universidade Federal de Minas Gerais (2006), atua como revisora no mercado publicitário desde 2006. Atualmente é mestranda e bolsista no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens do CEFET-MG, na linha de Edição, Linguagem e Tecnologia.

Carla Barbosa Moreira, CEFET-MG

Carla Barbosa Moreira é Doutora em Estudos de Linguagens pela UFF (2009). Fez doutorado-sanduíche na Università degli studi di Roma La Sapienza (2008) e Estágio, pós-doutoral na UFMG (2011) e UFF (2014). Desenvolve pesquisas em Análise doDiscurso e História das Ideias Linguísticas. É docente no CEFET-MG, Departamento de Linguagem e Tecnologia e docente titular no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens (CEFET-MG). Coordena o Grupo de Pesquisa Discurso Tecnologia e Divulgação do Conhecimento, certificado pelo CNPq.

Downloads

Publicado

14/07/2021

Como Citar

MONTEIRO, I. M. de C.; MOREIRA, C. B. O discurso e seus limites no Diário da Peste, de Gonçalo Tavares. Leitura, [S. l.], v. 1, n. 70, p. 122–138, 2021. DOI: 10.28998/2317-9945.2021v1n70p122- 138. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/12546. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos