Quase-etnógrafa-etc.

Autores

  • Renata Moreira Marquez Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Arte e antropologia, Reversibilidade, Encontro de Saberes, Formação Transversal em Saberes Tradicionais da UFMG

Resumo

A proposta deste ensaio é refletir sobre práticas de aliança que se desdobram a partir do encontro com mestres e mestras integrantes da Formação Transversal em Saberes Tradicionais da UFMG; práticas que incluem conhecimentos não antropológicos, oriundos da área das Ciências Sociais ditas Aplicadas. Tais práticas de aliança, para se tornarem possíveis, devem beneficiar-se da reflexão autocrítica feita dentro da disciplina antropológica acerca dos encontros com aqueles que costumávamos chamar de “outros”, por um lado, e podem, por outro, partilhar questões e desafios transversais às diversas disciplinas anfitriãs. A figura da “quase-etnógrafa-etc.” pretende dialogar, em contraponto, com a figura do “artista como etnógrafo” do texto de Hal Foster de 1995, por meio da reflexão sobre o papel de professora anfitriã e as reversibilidades, simetrias e colaborações implicadas. A reflexão será conduzida por meio de três episódios no âmbito da UFMG: uma pergunta equivocada; uma proposição bibliográfica; e uma proposição expográfica.

Biografia do Autor

Renata Moreira Marquez, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre  em Arquitetura, doutora  em  Geografia (ambos pela UFMG), com pesquisa de pós-doutorado em Antropologia (UFRJ). Membro  do  grupo  de  pesquisa Cosmópolis, professora associada do Departamento de Análise Crítica e Histórica da Escola de Arquitetura e Design da UFMG e professora parceira da Formação Transversal em Saberes Tradicionais na UFMG.

Referências

BARBOSA NETO, Edgar. O quem das coisas: etnografia e feitiçaria em Les mots, la mort, les sorts. Horizontes Antropológicos. Porto Alegre, ano 18, n. 37, p. 235-260, jan./jun. 2012.

BASBAUM, Ricardo. Amo os artistas-etc. In: MOURA, Rodrigo. Políticas institucionais, práticas curatoriais. Belo Horizonte: Museu de Arte da Pampulha, 2005.

BASBAUM, Ricardo. Diferenças entre nós e eles. In: MARQUEZ, Renata (Org.). conjs., re-bancos*: exercícios&conversas. Belo Horizonte: Museu de Arte da Pampulha, 2012.

BASBAUM, R. Manual do artista-etc. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2013.

BISPO DOS SANTOS, Antônio. Somos da terra. PISEAGRAMA, Belo Horizonte, número 12, p.p. 44-51, 2018.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

CLIFFORD, James. A experiência etnográfica: antropologia e literatura no século XX. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2008.

DE LA CADENA, Marisol. Natureza incomum: histórias do antropo-cego. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n. 69, p. 95-117, abr. 2018.

FOSTER, Hal. O artista como etnógrafo. In: O retorno do real: a vanguarda no final do século XX. São Paulo: Cosac Naify, 2014.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

GELL, Alfred. A rede de Vogel: armadilhas como obras de arte e obras de arte como armadilhas. Arte e Ensaios. Revista do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais. UFRJ. ano VIII, n. 8, p. 174-191, 2001.

KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

KRENAK, Ailton. Encontros: Ailton Krenak. Org. Sergio Cohn. Rio de Janeiro: Azougue, 2015.

LAGROU, Els (Org.). No caminho da miçanga: um mundo que se faz de contas. Rio de Janeiro: Museu do Índio, 2016.

MARQUEZ, Renata. Geografias portáteis. Belo Horizonte: Editora Piseagrama, 2019.

MOLLOY, Sylvia. Viver entre línguas. Belo Horizonte: Relicário, 2018.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Exo/Ed. 34, 2005.

STRATHERN, Marilyn. O efeito etnográfico e outros ensaios. São Paulo: Cosac Naify, 2014.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Brasil, país do futuro do pretérito. Manuscrito para a aula inaugural da PUC-Rio proferida no dia 14 de março de 2019.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. O nativo relativo. Mana. vol.8 no.1. Rio de Janeiro, Apr. 2002.

Downloads

Publicado

27/05/2021

Edição

Seção

Encontro de Saberes: Transversalidades e Experiências