Sebastiana de Oxóssi (1933-2019): Mãe Grande Kilombola Guerreira do Futuro Ancestral

Autores

  • Luciana de Oliveira Universidade Fedeal de Minas Gerais
  • Fernanda de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.28998/rm.2021.n.especial.13142

Palavras-chave:

ensaio visual, quilombo, matriz-africana, saberes tradicionais

Resumo

No presente ensaio visual buscamos construir uma homenagem para a grande mestra Sebastiana de Oxóssi ou Mãe Tiana. As imagens foram realizadas em diversos contextos de sua participação como professora visitante da Formação Transversal em Saberes Tradicionais no campus da UFMG, envolvendo também visitas nossas ao seu território, o quilombo Carrapatos da Tabatinga, sobre o qual atualmente incide a cidade de Bom Despacho-MG. Assim, trazemos nas imagens um pouco das diversas faces, poses e vestes de Tiana, cuja mestria inscrevia-se no corpo e se mostrava no domínio das formas de interação com pessoas, objetos sagrados, elementos da natureza e seres espirituais por meio de oralituras pronunciadas em estilo muito próprio. Em seu conjunto, as imagens em preto e branco, buscam sugerir a força da afirmação de sua presença preta em um espaço historicamente branco como também reforçam o luto que ainda elaboramos e as saudades que sua partida para um novo ciclo vital nos legou. O ensaio-homenagem se completa por uma breve rememoração poético-política de sua biografia notável.

Biografia do Autor

Luciana de Oliveira, Universidade Fedeal de Minas Gerais

Professora e pesquisadora do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais. Integrante da equipe organizadora da Formação tRansversal em Saberes Tradicionais da mesma universidade, professora parceira de Valdomiro Flores e Tereza Amarília Flores.

Referências

_

Downloads

Publicado

17/12/2021