As vinícolas do Pinho de Baixo (Irati, Paraná) e a potencialidade para o turismo de experiências

Autores

  • Elieti de Fátima Goveia Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (UNICENTRO)
  • Alan Guizi Universidade Anhembi Morumbi (UAM) https://orcid.org/0000-0003-1404-9908
  • Patricia Denkwicz Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)

Palavras-chave:

Turismo de experiências, Turismo rural, Turismo em vinícolas, Pinho de Baixo, Irati – Paraná.

Resumo

A economia de experiências, conforme Pine II e Gilmore (1999) e Jensen (1999), tem servido de base para o desenvolvimento de atividades turísticas, que levam em conta momentos e experiências diferenciadas para os turistas, por meio da imersão em novas culturas e contextos locais e turísticas. Neste contexto, adotam-se como estudos de casos as vinícolas da região do Pinho de Baixo (Irati, Paraná), buscando-se responder a seguinte questão de investigação: Qual a potencialidade das vinícolas da região do Pinho de Baixo (Irati, Paraná) para o turismo de experiências? Para isso, foram contactados as quatro vinícolas da região, que ainda continuam suas produções desde o ano de 1925, onde se desenvolveram visitas técnicas e entrevistas semiabertas, cujo conteúdo foi posteriormente analisado tendo como base Bardin (2011). Ao final, juntamente aos resultados, foi apresentado um quadro síntese apresentando em quais aspectos do turismo de experiências, as vinícolas entrevistadas possuem potencialidades, destacando-se sobretudo o escapismo, aspectos culturais e históricos e novos conhecimentos ligados à produção do vinho.

Biografia do Autor

Elieti de Fátima Goveia, Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (UNICENTRO)

Mestre em Ciências Sociais aplicadas pelas Faculdades Reunidas de Administração, Ciências Contáveis e Econômicas de Palmas (FACEPAL). Professora no Departamento de Turismo da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (UNICENTRO)

Alan Guizi, Universidade Anhembi Morumbi (UAM)

Doutorando em Turismo pela Universidade de Aveiro, Portugal (UA). Professor na Escola de Turismo e Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi (UAM)

Patricia Denkwicz, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)

Doutora em Meio Ambiente pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professora no curso de Turismo e Meio Ambiente na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)

Downloads

Publicado

07/05/2021