Turismo e elementos culturais na região sudoeste do Paraná, Brasil

Autores

  • Ana Paula Perardt Farias Mestre em Turismo pela Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil
  • Miguel Bahl Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, USP, Brasil. Professor da Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
  • Alan Guizi Doutorando em Turismo pela Universidade de Aveiro, UA, Portugal. Professor da Universidade Anhembi Morumbi, UAM, Brasil

Palavras-chave:

Turismo, Elementos culturais, Turismo Cultural, Identidade

Resumo

Este estudo aborda os conceitos de turismo e elementos culturais, na região Sudoeste do Paraná (Brasil), considerada de recente colonização no contexto paranaense, marcada por seu mix de culturas trazidas por migrantes. Neste meio, define-se como objetivo geral de estudo, “constatar quais elementos culturais poderiam ser utilizados como potenciais atrativos turísticos da região Sudoeste paranaense”. Cuja problemática foi: Quais elementos culturais poderiam ser utilizados como potenciais atrativos turísticos da região Sudoeste do Paraná? Este estudo de caráter quantitativo e qualitativo foi dividido, metodologicamente, em três etapas, sendo a primeira de característica quantitativa e envolvendo questionário online o qual foi respondido 152 vezes por habitantes ou por pessoas naturais da região de estudo. As respostas obtidas nos questionários foram utilizadas para a geração de um roteiro de entrevistas aplicadas com cinco diretores de turismo e cultura de quatro municípios da região estudada, consideradas capitais de microrregiões administrativas. E, por fim, as respostas obtidas nessas entrevistas, foram também utilizadas para a formatação de um novo roteiro de entrevistas a qual foi realizada com a diretora técnica da Paraná Turismo, órgão paranaense de turismo, Deise Bezerra. O fato de a região ser nova no contexto paranaense, coloca este estudo como um dos pioneiros na discussão desse tema na região, e mostra que o Sudoeste paranaense possui diversos elementos culturais, mas que ainda não são pensados, planejados ou trabalhados para o turismo.

Downloads

Publicado

16/12/2019

Edição

Seção

Artigos