Turismo, gastronomia & pesquisa científica:

uma análise descritiva dos Grupos de Pesquisa CNPq

Autores

  • Maria Henriqueta Sperandio Garcia Gimenes Minasse Universidade Anhembi Morumbi
  • Mariana da Silva Lopes Universidade Anhembi Morumbi
  • Pércia Helena Sabbag Mazo Universidade Anhembi Morumbi
  • Cinthia Shinagava de Carvalho Universidade Anhembi Morumbi

Palavras-chave:

Turismo, Gastronomia, Pesquisa Científica, Produção Cient´ífica, Grupo de Pesquisa

Resumo

A pesquisa científica sobre Turismo e Gastronomia no Brasil tem crescido nas últimas décadas e vem despertando a atenção de diferentes pesquisadores, interessados em melhor compreender seu desenvolvimento. Este artigo objetiva apresentar as análises preliminares de um estudo descritivo dos Grupos de Pesquisa registrados no CNPq na área de Turismo que possuem o termo Gastronomia dentre seus descritores chave, procurando registrar suas características gerais, temáticas pesquisadas no momento, abordagens metodológicas, métodos e técnicas de coleta e análise de dados mais utilizados, dificuldades em manter um Grupo ativo e produtivo, desafios da pesquisa sobre Turismo e Gastronomia no Brasil, questões que merecem ser melhor desenvolvidas no contexto da pesquisa sobre Turismo e Gastronomia no Brasil, dentre outras informações. A coleta de dados foi realizada em duas etapas. A primeira consistiu em uma consulta ao Diretório, o que permitiu obter informações gerais sobre os 26 Grupos cadastrados; a segunda foi realizada a partir de um questionário eletrônico, composto por 16 perguntas abertas e fechadas, elaborado na plataforma Survey Monkey e enviado aos líderes dos Grupos. Foram obtidos 17 questionários respondidos.  Dentre os principais resultados, destacam-se: os grupos concentram-se principalmente nas regiões Nordeste e Sudeste; a grande maioria dos Grupos foi criada a partir de 2010 e privilegiam a perspectiva cultural. Utilizam, em sua maioria, pesquisas de abordagem mista, estratégias de coleta de dados de caráter qualitativo, e análise estatística descritiva, análise de conteúdo e de discurso. Os métodos mais utilizados são estudo de caso, etnografia e análise bibliométrica. As principais dificuldades mencionadas para manter um Grupo de Pesquisa produtivo referem-se à composição e dinâmica da equipe e à escassez de fomentos. Os principais desafios para realizar pesquisas sobre Turismo e Gastronomia no Brasil apontados foram dificuldades de caráter teórico e metodológico, obtenção de recursos e dificuldade na formação de novos pesquisadores.

Biografia do Autor

Maria Henriqueta Sperandio Garcia Gimenes Minasse, Universidade Anhembi Morumbi

Programa de Pós-Graduação em Hospitalidade

Programa de Pós-Graduação Gestão em Alimentos e Bebidas

 

Mariana da Silva Lopes, Universidade Anhembi Morumbi

Mestre em Gestão de Alimentos e Bebidas pela Universidade Anhembi Morumbi, Brasil

Doutoranda em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi, Brasil

Pércia Helena Sabbag Mazo, Universidade Anhembi Morumbi

Mestre em Comunicação pela Universidade Paulista UNIP, Brasil

Doutoranda em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi, Brasil

Professora no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia – Avaré, Brasil

Cinthia Shinagava de Carvalho, Universidade Anhembi Morumbi

Mestranda em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi, Brasil

Bacharel em Turismo pela Universidade São Marcos, UNIMARCO, Brasil

Referências

BARBOSA, F.; COLLAÇO, J. Eating identities and places. Antropology of food, 13 (1), 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Almedina, 2011.

BORGES, A. M.; AUTRAN, M. P.; RUBIM, R. E. Pesquisa em Gastronomia: análise dos grupos de pesquisa cadastrados no Diretório do CNPq – ano de 2010. Anais do VII Seminário ANPTUR, São Paulo, 2010.

FERRO, R. Pesquisa em Gastronomia no Brasil: configuração do campo e interfaces com a Hospitalidade (1999-2016). Programa de Pós-Graduação em Hospitalidade (Mestrado), Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, Brasil, 2018.

FERRO, R.; Rejowski, M. Metodologia da Pesquisa em Gastronomia no Campo Científico do Turismo, Revista Rosa dos Ventos, 12 (3), 463-483, 2020.

LOCKS, E. B., & TONINI, H. Enoturismo: o vinho como produto turístico. Revista Turismo em Análise, 16 (2), 157-173, 2005.

MINASSE, M. H. S. G. G. Turismo Gastronômico como Objeto de Pesquisa: Análise das Publicações em Periódicos Brasileiros (2005-2017). Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 14 (1), 92-111, 2020.

GIMENES, M. H. (2012). Estudos sobre gastronomia no Brasil: um estudo exploratório descritivo sobre dissertações de mestrado concluídas entre 2007 e 2011. Revista Rosa dos Ventos, 4 (3), 279 - 299, jul- set., 2012.

HJALAGERr, A - M.; RICHARDS, G. Still undigested: research issues in tourism and gastronomy. Hjalager, A.-M. & Richards, G.(org). Tourism and gastronomy. New York: Routledge, 224-234, 2002.

KESIMOGLU, A. A reconceptualization of gastronomy as relational and reflexive. Hospitality & Society, 5(1), 71-92, 2015.

MITCHELL, R.; HALL, C. Consuming tourists: Food Tourism, consumer behavior. In: HALL, C. M. et al. (org.). Food Tourism around the world. Elsevier: Burlington, p.60- 80, 2003.

RIBEIRO-MARTINS, C.; SILVEIRA-MARTINS, E. Turismo gastronômico: uma pesquisa bibliométrica em bases de dados nacionais e internacionais. Revista Turismo –Visão e Ação, 20(1), jan-abr, 184-208, 2018.

SCARPATO, R. Sustainable gastronomy as a tourist product. HJALAGER, A.-M.; RICHARDS, G.(org). Tourism and gastronomy. New York: Routledge, 132-152, 2002a.

SCARPATO, R. Gastronomy studies in search of hospitality. Journal of Hospitality and Tourism Management, 9(2), jun.,1-12, 2002b.

TIMOTHY, D. (2016). Introduction: heritage cuisines, foodways and culinary traditions. In: TIMOTHY, D. (ed). Heritage cuisines – traditions, identities and tourism: New York: Routledge, 1-24, 2016.

VOGEL, D. R.; DE BARROS, B. I.; MARINHO, K. B. Pesquisa científica em Gastronomia: análise bibliométrica em periódicos brasileiros. Revista Rosa dos Ventos, 11 (4), 922-938, 2019.

Downloads

Publicado

29/06/2022

Edição

Seção

Artigos