A Casa Velha como espaço de memória: a musealização no espaço rural

Autores

  • Susana de Araújo Gastal Universidade de Caxias do Sul
  • Ana Maria Costa Beber
  • Viviane Rocha

Palavras-chave:

Turismo rural, Pluriatividades, Patrimônio, Museu, Casa Velha, Ijuí-RS, Brasil.

Resumo

Este artigo tem como propósito discutir a presença de museus, quer se deem como espaços museológicos ou mesmo lugares de memória, no contexto do que vem sendo tratada como as multifuncionalidade e pluriatividades associadas ao rural. Entre elas, coloca-se o turismo e, na abordagem aqui proposta, o patrimônio, como vetores de desenvolvimento local econômico, social e cultural. Consideram-se (a) as mudanças no âmbito da Pós-modernidade em termos de trato com a memória, a cultura e o patrimônio; (b) o relato de experiência associada à museologização de uma propriedade - a “Casa Velha” – herança do legado da imigração itálica no município de Ijuí, no Rio Grande do Sul. Metodologicamente utilizou-se de revisão bibliográfica, para discutir os conceitos <pós-modernidade>, <neoruralidade> e <patrimônio>, e entrevistas para registrar o contexto de criação e implantação de um espaço museológico em área rural, resultando em depoimentos de nove membros da família ligada à Casa Velha, que ainda residem no local. Como resultados, encaminha-se o reforço à importância de se considerar valores memorialísticos afetivos e simbólicos presentes no patrimônio material e imaterial, tanto em termos de espaço arquitetônico como de objetos e processos a eles associados, como sua inserção nas pluriatividades demandadas e consagradas em neoruralidades, na sua contribuição ao desenvolvimento local, no caso em estudo, em médio prazo.

Downloads

Publicado

22/12/2017