Crianças, jovens e a cidade: riscos, violências e delinquências em Portugal

Maria João Leote de Carvalho, Vera Mònica Duarte

Resumo


Tendo por pano de fundo as profundas mudanças demográficas, sociais e econômicas registradas nos últimos anos no tecido (sub)urbano em Portugal, neste artigo promove-se um diálogo dinâmico entre duas investigações qualitativas desenvolvidas pelas autoras com crianças e jovens envolvidos em violência e delinquência na sociedade portuguesa. No entrecruzamento entre os principais resultados de ambas, centra-se o olhar sobre como crianças e jovens representam a sua participação em atos de violência e delinquência em contexto urbano e como sentem a exposição à violência urbana. Ter em consideração o olhar das crianças e dos jovens sobre os problemas sociais que os afetam abre horizontes que remetem para a sua compreensão como atores sociais na construção da realidade e da mudança social nas mais variadas dimensões. Deste modo, as formas como percecionam, representam e se relacionam com desordens e violência nos locais onde residem não podem ser dissociadas dos processos de socialização e modos de vida que aí desenvolvem e sobre os quais também intervêm. Traz-se ainda para discussão a influência da dimensão do gênero nestas problemáticas, salientando as diferentes expressões que estes fenômenos assumem, bem como determinados contornos identificados no processo de aprendizagem social da delinquência.

Palavras-chave


crianças, jovens, violência urbana, delinquência, género

Texto completo:

PDF







 

                                  Resultado de imagem para doajResultado de imagem para ibict