Rodando a Baiana e Interrogando um Princípio Básico do Comunismo e da História Social: O Sentido Marxista Tradicional de Classe Operária

Autores

  • Antonio Luigi Negro Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.28998/rchvl2n05.2012.0002

Resumo

Procuro examinar nesse artigo os problemas do sentido marxista tradicional de classe operária para a História Social no Brasil. Ao fazer uma distinção entre o fenômeno histórico da classe trabalhadora inglesa das décadas de 1830 e 1840 e o modo como foi transformado em conceito, chamo atenção para especificidades históricas da formação da classe trabalhadora no Brasil. Estas especificidades têm de ser consideradas mas podem ser ignoradas se o uso dado ao conceito permanecer limitado ao sentido marxista tradicional de classe operária.

Biografia do Autor

Antonio Luigi Negro, Universidade Federal da Bahia

História Social do Trabalho

Downloads

Publicado

06/12/2016

Como Citar

Negro, A. L. (2016). Rodando a Baiana e Interrogando um Princípio Básico do Comunismo e da História Social: O Sentido Marxista Tradicional de Classe Operária. Revista Crítica Histórica, 3(5). https://doi.org/10.28998/rchvl2n05.2012.0002