O Custo de uma Devoção: Horas de Trabalho e Itens de um Ritual do Candomblé no início do século XX

Autores

  • Flávio Gonçalves dos Santos Universidade Estadual de Santa Cruz

DOI:

https://doi.org/10.28998/rchvl2n05.2012.0009

Resumo

Neste texto analisa-se a interseção entre a cultura material, isto é, as relações comerciais de objetos de culto aos orixás e as formas de prestação de serviços dos terreiros de candomblés. A partir de fontes bibliográficas e jornalísticas, foi possível apreender as nuanças que reproduziam o mercado consumidor dos objetos de culto aos orixás. Essas fontes foram tão valiosas que ofereceram dados com os quais se vislumbraram os custos para se cultuar os orixás ou para se buscar soluções para os mais variados problemas cotidianos que afligiam as pessoas.

Biografia do Autor

Flávio Gonçalves dos Santos, Universidade Estadual de Santa Cruz

História

Referências

BATISTA, José Renato de Carvalho. "'No candomblé nada é de graça...': estudo preliminar sobre a ambiguidade nas trocas no contexto religioso do Candomblé”. Revista de Estudos da Religião, São Paulo,

ano 5, n. 1, pp. 68-94, 2005. Trimestral.

CARNEIRO, Edison. “O médico dos pobres”. In: VV.AA. O negro no Brasil: trabalhos apresentados no II Congresso Afro-brasileiro (Bahia). Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 1940.

HERSKOVITS, Melville J. “Some economic aspects of the Afrobahian Candomble”. In:HERSKOVITS, Melville J. Miscelânea Palu Rivet Octogenariio Didacta. México, DF: Universidad Autonoma de Mexico, 1958.

HERSKOVITS, Melville J. The new world Negro. Bloomington: Minerva Press, 1966. (Selected Papers in Afroamerican Studies).

LIMA, Vivaldo da Costa. A família de santo nos candomblés jeje-nagôs da Bahia. Salvador: [s.n.], 1977.

PIERSON, Donald. Brancos e pretos na Bahia: estudo do contato social. São Paulo: Ed. Nacional, 1971.

SANTOS, Flávio Gonçalves dos. Os discursos afro-brasileiros face às ideologias raciais na Bahia/ 1889-1937. Dissertação de Mestrado em História, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2001.

VERGER, Pierre. Fluxo e refluxo do tráfico de escravos entre o Golfo do Benin e a Baia de Todos os Santos, entre os séculos XVII e XIX. São Paulo: Currupio, 1987.

VERGER, Pierre. Lendas africanas dos orixás. Salvador: Corrupio, 1981.

VERGER, Pierre. Candomblés da Bahia. 9. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

Downloads

Publicado

01/06/2012

Como Citar

Santos, F. G. dos. (2012). O Custo de uma Devoção: Horas de Trabalho e Itens de um Ritual do Candomblé no início do século XX. Revista Crítica Histórica, 3(5). https://doi.org/10.28998/rchvl2n05.2012.0009