Eleitos versus Pecadores: O Ideal Cavaleiresco N’a Demanda do Santo Graal

Autores

  • Adriana Maria de Souza Zierer Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.28998/rchvl4n07.2013.0011

Resumo

O objetivo do artigo é discutir as imagens dos cavaleiros medievais através da novela de cavalaria anônima A Demanda do Santo Graal (século XIII). Sabendo da importância da cavalaria na Idade Média, os grupos dirigentes pretendiam controlar esta instituição, ou, segundo o sociólogo Nobert Elias, “civilizar” a sua agressividade. Neste sentido, serão analisados os principais cavaleiros da narrativa e seus atributos. Galaaz, nome de ascendência bíblica que significa o “puro dentre os puros” é o cavaleiro eleito para encontrar o Santo Vaso. A maior parte dos cavaleiros, no entanto é composta por pecadores, como o próprio pai de Galaaz, Lancelot. As faltas dos cavaleiros estão ligadas aos sete pecados mortais.

Referências

FONTES

A Demanda do Santo Graal. (ed. Crítica e fac-similar de Augusto Magne). Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, v. I (1955) e v. II (1970).

A Demanda do Santo Graal. Ed. de Irene Freire Nunes. Lisboa: Imprensa Nacional/Casa da Moeda, 1995.

A Demanda do Santo Graal. Texto sobre os cuidados de Heitor Megale. São Paulo: T.A. Queiroz, 1988.

CHRÉTIEN DE TROYES. “Lancelot ou o Cavaleiro da Charrete”. In: Romances da Távola Redonda (Trad. Rosemary Abílio). São Paulo: Martins Fontes, 1991, p. 119-197.

CHRÉTIEN DE TROYES. Perceval ou o Romance do Graal. (Trad. Rosemary Abílio). São Paulo: Martins Fontes, 1992.

RAMON LLULL. O Livro da Ordem de Cavalaria(1279-1283). Tradução de Ricardo da Costa. São Paulo: Instituto Brasileiro de Filosofia e Ciência “Raimundo Lúlio” (Ramon Llull), 2000.

ESTUDOS

BUESCU, Maria Gabriela C. Perceval e Galaaz, Cavaleiros do Graal. Lisboa: Instituto de Cultura Portuguesa, 1991.

CARDINI, O Guerreiro e o Cavaleiro. In: LE GOFF, Jacques. O Homem Medieval. Lisboa: Editorial Presença, 1989, p. 57-78.

CARDINI, F. Guerra e Cruzada. In: LE GOFF, Jacques; SCHMITT, Jean-Claude. Dicionário Temático do Ocidente Medieval. São Paulo: Imprensa Oficial/EDUSC, 2002, v. 1, p. 473-487.

CHORA, Ana Margarida. Os Cavaleiros do Graal e o Anti-Heroísmo Hagiográfico. Medievalista on line. Lisboa, Instituto de Estudos Medievais, v. 12, Julho-Dezembro 2012, p. 1-29. Disponível em:

http://www2.fcsh.unl.pt/iem/medievalista/ Acesso em 30/01/2013.

DUBY, G. A Sociedade Cavaleiresca. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

DUBY, Georges. “História Social e Ideologias das Sociedades.” In: LE GOFF, Jacques e NORA, Pierre. História: Novos Problemas. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1976.

DUBY, Georges. As Três Ordens ou o Imaginário do Feudalismo. Lisboa: Editorial Estampa, 1982.

ELIAS, Norbert. O Processo Civilizador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1994, 2 vols.

FERNANDES, Rául César. “Maravilhas e Aventuras n´A Demanda do Santo Graal. Espéculo”. Revista de Estudos Literários. Madrid, Universidad Complutense de Madrid, 2010, v. 45, p. 1-14. Disponível

em: www.ucm.es/info/especulo/numero45/sinalesp.html, acesso em 20/01/2013.

FLORI, Jean. A Cavalaria. São Paulo: Madras, 2005.

LE GOFF, Jacques. O Imaginário Medieval. Lisboa: Editorial Estampa, 1994.

LE ROUX, Françoise e GUYONVARC’H, Christian-J. A Civilização Celta. Lisboa: Europa-América, 1990.

MARTIN, Hérvé. Mentalités Médiévales XI-XV siècle. Paris: PUF, 1996.

MEGALE, Heitor. O Jogo dos Anteparos. A Demanda do Santo Graal: A Estrutura Ideológica e a Construção da Narrativa. São Paulo: T. A. Queiroz Ed., 1992.

MOISÉS, Massaud. A Literatura Portuguesa. Rio de Janeiro: Cultrix, 1975.

MONGELLI, Lênia Márcia. Por quem Peregrinam os Cavaleiros de Artur. São Paulo: Íbis, 1995.

PASTOREAU, Michel. No Tempo dos Cavaleiros da Távola Redonda. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

PEREIRA, Rita de Cássia. O Herói e o Soberano — Modelo Heróico e Representações da Soberania na Demanda do Santo Graal. Dissertação de Mestrado em História. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1996.

SCHMITT, Jean-Claude. O Corpo das Imagens. São Paulo: EDUSC, 2007.

ZIERER, A. M. S. Virtudes e Vícios dos Cavaleiros n’ A Demanda do Santo Graal. In: MONGELLI, Márcia (Org.). De Cavaleiros e Cavalarias. Por terras de Europa e Américas. São Paulo: Humanitas, 2012, p. 37-47. Disponível em: http://editora.fflch.usp.br/sites/editora.fflch.usp.br/files/37-47.pdf

Acesso em 20/01/2013.

ZIERER, Adriana. Literatura e História n’A Demanda do Santo Graal: o rei, o cavaleiro e a mulher. In: ZIERER, Adriana, FEITOSA, Márcia Manir (Orgs). Literatura e História Antiga e Medieval: olhares interdisciplinares. São Luís: EDUFMA, 2011, p. 13-44.

ZIERER, A. M. S. O Livro da Ordem de Cavalaria, de Ramon Llull: uma proposta pedagógica de sociedade na Idade Média. Notandum. São Paulo (USP), v.27, 2011b, p.171-187. Disponível em:

www.hottopos.com/notand27/index.htm Acesso em 20/01/2013.

Downloads

Publicado

01/07/2013

Como Citar

Zierer, A. M. de S. (2013). Eleitos versus Pecadores: O Ideal Cavaleiresco N’a Demanda do Santo Graal. Revista Crítica Histórica, 4(7). https://doi.org/10.28998/rchvl4n07.2013.0011

Edição

Seção

Dossiê Temático