Nos bastidores do poder: Política e relações familiares no Piauí do século XIX

Autores

  • Marcelo de Sousa Neto

DOI:

https://doi.org/10.28998/rchvl7n13.2016.0008

Resumo

A organização política no Piauí do século XIX constituiu-se enquanto um bem familiar que deixou profundas marcas na organização e cotidiano político local e na composição dos grupos dirigentes de então. Discutir os espaços de atuação e enfrentamento político no período em foco é, em seu sentido amplo, discutir a história das famílias e das redes de relações constituídas, espaços estes nos quais a relação entre família e poder representaram uma constante. Dessa forma, o presente estudo propõe debruçar-se um pouco mais sobre a história das famílias piauienses e suas práticas, seguindo as trilhas deixadas por Tanya Brandão (1995 e 1999), Moysés Castelo Branco Filho (1982 e 1983), Pedro Vilarinho Castelo Branco (2005), Ana Regina Rêgo (2001) e Sousa Neto (2013), como arcabouço teórico-metodológico para pensar as relações entre família e poder político na Província do Piauí. Justifica-se o estudo ao reconhecemos, como destaca Maria Beatriz Nizza da Silva (1998), uma produção crescente sobre o tema família, mas ainda carente de estudos sobre capitanias periféricas da empresa colonial portuguesa. Verificou-se que no Piauí a família assumiu contornos particulares e multifacetados que deixaram marcas profundas em sua organização sócio-política, na qual seus membros, por meio de uma estreita rede de alianças, assumiram espaços de poder político e econômico que permitiram sua atuação nas mais diversas esferas sociais.

Referências

ABREU, Capistrano de. Capítulos de história colonial. 6. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1976.

ALENCASTRE, José Martins Pereira de. Memória cronológica, histórica e corográfica da província do Piauí. Teresina: SEDUC, 2005.

ALENCASTRO, Luiz Felipe. Modelos da História e da historiografia imperial. In: NOVAIS, Fernando A. História da vida privada no Brasil: Império. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

ARAÚJO COSTA, Sebastião Martins de; ROCHA, Moacyr Sipaúba da; REZENDE, José Ferreira de Sousa. Dados genealógicos da família Rocha. 3. ed. rev. e ampli. Teresina, 1999.

BRANDÃO, Tanya Maria Pires. A elite colonial piauiense: família e poder. Teresina: Fundação Monsenhor Chaves, 1995.

BRANDÃO, Tanya Maria Pires. A religiosidade no Piauí colonial: catolicismo adaptado ao modo de vida. In: CLIO. Revista de Pesquisa Histórica. Recife: Editora Universitária da UFPE, n. 22, 2006.

BRANDÃO, Tanya Maria Pires. Antigas lutas, novos cenários: a elite piauiense e a independência. In: CLIO. Revista de pesquisa histórica. n. 20, 2002. Recife. Universidade Federal de Pernambuco. Programa de pós-graduação em história. Centro de filosofia e ciências humanas. Recife: Universitária da UFPE, 2004.

BRANDÃO, Tanya Maria Pires. Matrimônio: legalidade e sagração da família no Piauí colonial. In: SILVA, Maria Beatriz Nizza. Sexualidade, família e religião na colonização do Brasil. Lisboa: livros horizonte, 2001.

BRANDÃO, Tanya Maria Pires. O escravo na formação social do Piauí: perspectiva histórica do século XVIII. Teresina: Editora da Universidade Federal do Piauí, 1999.

CARDOSO, Ciro Flamarion Santana. O trabalho na Colônia. In: LINHARES, Maria Yeda (Org.). História geral do Brasil. 9. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1996.

CARVALHO, Abimael Clementino de. Família Coelho Rodrigues: passado e presente. Fortaleza: Imprensa oficial do Ceará, 1988.

CASTELLO BRANCO FILHO, Moysés. A família rural do Piauí. Teresina; Companhia Editora do Piauí, 1983.

CASTELLO BRANCO FILHO, Moysés. O povoamento do Piauí. Rio de Janeiro: Cia Brasileira de Artes Gráficas, 1982.

CASTELO BRANCO, Pedro Vilarinho. Famílias e escritas: a prática discursiva dos literatos e as relações familiares em Teresina nas primeiras décadas do século XX. Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em História da UFPE. Recife, 2005.

CASTELO BRANCO, Pedro Vilarinho. Mulheres plurais: a condição feminina em Teresina na Primeira República. Teresina: F.C.M.C., 1996.

CHAVES, Joaquim Raimundo Ferreira. Obra completa. Prefácio de Teresinha Queiroz - Teresina: Fundação Cultural Mons. Chaves, 1998.

COSTA, Francisco Augusto Pereira da. Cronologia histórica do estado do Piauí. Rio de Janeiro: Artenova, vol. I e II, 1974.

DEL PRIORE, Mary. A família no Brasil colonial. São Paulo: Moderna, 1999.

GRAHAN, Richard. Clientelismo e política no Brasil do século XIX. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1997.

KUZNESOF, Elizabeth. A família na sociedade brasileira: parentesco, clientelismo e estrutura social (São Paulo). Revista Brasileira de História, São Paulo, n. 9, 1988/89.

LEWIN, Linda. Política e parentela na Paraíba: um estudo de caso da oligarquia de base familiar. Tradução André Villalobos. Rio de Janeiro: Record, 1993.

MARIANO, Serioja Rodrigues Cordeiro. Gente opulenta e de boa linhagem: família, política e relações de poder na Paraíba. Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História da UFPE.

Recife, 2005.

NEVES, Abdias. A guerra do Fidié. 2. ed. Rio de Janeiro: Artenova, 1974.

NEVES, Abdias. O Piauí na confederação do Equador. Teresina: Ed. EDUFPI, 1997.

NOVAIS, Fernando A. Condições da privacidade na colônia. In: SOUZA, Laura de Mello e. História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Cia das Letras, 1997.

NUNES, Odilon. Pesquisas para a história do Piauí. Rio de Janeiro: Artenova, vol. I, II, III e IV, 1975.

PINTO, Luiz de Aguiar Costa. Lutas de família no Brasil: introdução ao seu estudo. 2. ed. São Paulo: Editora Nacional, 1980.

RÊGO, Ana Regina Barros Leal. Imprensa piauiense: atuação política no século XIX. – Teresina: Fundação Cultural Monsenhor Chaves, 2001.

SANTANA, Raimundo Nonato Monteiro. Piauí: formação – desenvolvimento - perspectivas. Teresina: Harley, 1995.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da. História da Família no Brasil colonial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1998.

SOUSA, Esmaragdo de Freitas. O Visconde da Parnaíba. Rio de Janeiro: Ed. Jornal do Comércio, 1947.

SOUSA NETO, Marcelo de. Entre Vaqueiros e Fidalgos: sociedade, política e educação no Piauí do século XIX. Teresina: Fundação Monsenhor Chaves, 2013.

TITO FILHO, José de Arimatéia. Esmaragdo de Freitas, homens e episódios. Teresina: COMEPI, 1973.

Downloads

Publicado

01/06/2016

Como Citar

Neto, M. de S. (2016). Nos bastidores do poder: Política e relações familiares no Piauí do século XIX. Revista Crítica Histórica, 7(13). https://doi.org/10.28998/rchvl7n13.2016.0008