Conflitos Trabalhistas nas “‘Terras do Açúcar”: Zona da Mata Pernambucana (Anos 1960)

Autores

  • José Marcelo Marques Ferreira Filho Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.28998/rchvl2n05.2012.0006

Resumo

Direito e Justiça do Trabalho para os assalariados rurais são recentes no Brasil. Da abolição da escravidão aos anos 1960, tais trabalhadores permaneceram legalmente invisíveis. A conquista dos direitos trabalhistas foi singular para os proletários rurais. Este artigo discute formas de usos do Direito e Justiça do Trabalho pelos canavieiros de Pernambuco nos primeiros anos após a promulgação do Estatuto do Trabalhador Rural e criação de Juntas de Conciliação e Julgamento na zona canavieira do Estado (ambos em 1963). Discussões sobre ganhos e perdas na Justiça cedem lugar a uma análise pormenorizada das ações dos trabalhadores, seus limites de possibilidades e alcance de suas estratégias. Seus atos de mobilização, individuais e coletivos, num território particularmente violento, refletiam ao mesmo tempo sua capacidade de ação, mas também sua miséria perene.

Biografia do Autor

José Marcelo Marques Ferreira Filho, Universidade Federal de Pernambuco

História

Downloads

Publicado

17/03/2017

Como Citar

Ferreira Filho, J. M. M. (2017). Conflitos Trabalhistas nas “‘Terras do Açúcar”: Zona da Mata Pernambucana (Anos 1960). Revista Crítica Histórica, 3(5). https://doi.org/10.28998/rchvl2n05.2012.0006