DEUS E CAIM NA TERRA DE SARAMAGO: UM CANTO PARALELO NA RECRIAÇÃO DO MITO

Autores

  • Maria de Fátima Monteiro Universidade Federal de Alagoas- Ufal
  • Maria Gabriela Cardoso Fernandes da Costa

Resumo

A proposta deste artigo é analisar comparativamente a Bíblia Sagrada e a obra Caim (2009), de José Saramago, a partir dos conceitos de sagrado e profano. Com base nos preceitos da literatura comparada, leia-se Genette (2010), Perrone-Moisés (1990), Samoyault (2008) – entre outros teóricos que serão referidos ao longo do trabalho – e Eliade (1972) no que tange os estudos sobre o mito, o sagrado e o profano, pretende-se identificar o processo de transformação que ocorre na obra de Saramago em relação ao texto bíblico, buscando avaliar como esse processo se dá ao longo da narrativa, na qual o diálogo entre sagrado e profano é uma constante.  Para o estudo aqui proposto, defendemos a tese de que os textos bíblicos são, também, material literário, sendo possível, dentro dessa perspectiva, analisá-los comparativamente com outros textos não-sagrados, sem destituí-los de seus valores originais.

 

Downloads

Publicado

14/06/2019

Como Citar

MONTEIRO, M. de F.; DA COSTA, M. G. C. F. DEUS E CAIM NA TERRA DE SARAMAGO: UM CANTO PARALELO NA RECRIAÇÃO DO MITO. Revista Areia, [S. l.], n. 2, p. p. 32 – 43, 2019. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/rea/article/view/7986. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)