Sinais bimanuais da Libras: um estudo da produção de sinais realizados no subespaço “costas da mão” do parâmetro locação

Autores

  • Valéria Simplício da Silva Universidade Federal de Sergipe
  • Edivaldo da Silva Costa
  • Margarida Maria Teles

DOI:

https://doi.org/10.28998/2317-9945.2019v2n63p106-119

Palavras-chave:

Alofone. Costas da mão. Locação. Mão de apoio. Variação fonológica

Resumo

O objetivo deste artigo foi realizar uma análise de como se apresentam os sinais da Língua Brasileira de Sinais (Libras) pelos sinalizadores surdos de Sergipe, produzidos com as duas mãos, em que a mão ativa configura o sinal e a passiva serve de apoio para o sinal configurado, no subespaço “costas da mão”, da locação “mão de apoio”. Esse estudo teve como metodologia a pesquisa bibliográfica, utilizando como principais bases teóricas os estudos linguísticos de Quadros e Karnopp (2004), Felipe (1998), Brito (1998) e Karnopp (1999), e a pesquisa de campo, por meio da observação direta da sinalização dos participantes e do vídeo-registro das variantes que ocorrem na forma como se apresenta o subespaço “costas da mão”, da locação mão de apoio, na produção dos sinais, identificando se a frequência é maior na forma de mão aberta ou fechada. Os resultados encontrados nesta pesquisa nos levaram a uma análise de que as variações que ocorrem na forma da mão do subespaço “costas da mão” quando um sinal é produzido sobre ela podem se caracterizar como um alofone, uma vez que essas variações não alteram o sentido nem o significado dos sinais.

 

Libras’ bimanual signs: a study regarding the production of signs realized in the subspace “back of the hand” of the location parameter

The aim of this article was to perform an analysis of how the signs of the Brazilian Sign Language (Libras), produced with two hands, in which the active hand configures the sign and the passive one works as a support for the configured sign, in the subspace “back of the hand”, of the location “hand of support”, are used by the deaf people from Sergipe. The methodology of this study is the bibliographic research, using as main theoretical framework the linguistic studies by Quadros and Karnopp (2004), Felipe (1998), Brito (1998) and Karnopp (1999), and the field research, using the direct observation of the participants signing and the video-recording of the variants that occur in the way the subspace “back of the hand”, of the hand support location, is presented in the production of the signs, in order to identify if the frequency is greater in the form of hand open or closed. The results found in this research led us to conclude that the variations that take place in the form of the hand of the subspace “back of the hand”, when a sign is produced on it, can be characterized as an allophone, since these variations do not alter the sense and meaning of the signs.

Keywords: Back of the hand. Location. Support hand. Phonological variation

 

DOI: 10.28998/2317-9945.2019n63p106-119

Biografia do Autor

Valéria Simplício da Silva, Universidade Federal de Sergipe

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal da Bahia. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professora Assistente do Departamento de Letras Libras da Universidade Federal de Sergipe

Edivaldo da Silva Costa

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professor Adjunto do Departamento Letras  Libras da Universidade Federal de Sergipe

Margarida Maria Teles

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professora Assistente do Departamento de Educação da Universidade Federal de Sergipe

Downloads

Publicado

10/06/2019

Como Citar

SIMPLÍCIO DA SILVA, V.; DA SILVA COSTA, E.; TELES, M. M. Sinais bimanuais da Libras: um estudo da produção de sinais realizados no subespaço “costas da mão” do parâmetro locação. Leitura, [S. l.], v. 2, n. 63, p. 106–119, 2019. DOI: 10.28998/2317-9945.2019v2n63p106-119. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/7066. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos