Da experiência à análise arquivísticas: um estudo de caso realizado no Arquivo do Fórum Regional Desembargador José Flóscolo da Nóbrega (João Pessoa - Paraíba)

Autores

  • Wellington da Silva Gomes Universidade Federal da Paraíba
  • Manuela Eugênio Maia Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) http://orcid.org/0000-0003-4000-4244

DOI:

https://doi.org/10.28998/cirev.2018v5n2j

Palavras-chave:

Arquivo do Tribunal de Justiça da Paraíba. Fórum Desembargador José Flóscolo da Nóbrega. Gestão de documentos.

Resumo

A complexa atividade de gestão de documentos abrange todo o espaço institucional de produção, organização, controle e uso de documentação arquivística. O objetivo do estudo foi analisar as práticas arquivísticas desempenhadas no período de atuação de estágio (entre 22 de novembro de 2014 e 22 de novembro de 2016), bem como as orientações realizadas no Arquivo do Fórum Regional Desembargador José Flóscolo da Nóbrega, localizado no município de João Pessoa. Metodologicamente, a investigação assumiu caráter descritivo e exploratório; sua natureza aplicada, lançou propostas na melhoria das práticas do arquivo. Usou-se como instrumento de coleta de dados a observação participante, o registro diário e o relatório de atividades realizadas. Interpretando a realidade à luz dos autores já consolidados na área da Arquivologia, o estudo ancorou-se numa abordagem qualitativa. Como resultado, foi apresentado a descrição das técnicas e dos procedimentos adotados na realização das atividades, subsidiados pelo campo teórico da Arquivologia, trazendo precisão e tramitação do fluxo documental do arquivo do referido fórum. Conclui-se que o fazer arquivístico não se limita apenas à implementação de procedimentos e de métodos no gerenciamento da informação. A busca por melhores condições de trabalho e o reconhecimento nas instituições é uma luta constante dos arquivistas, fazendo parte ainda da realidade brasileira.

Biografia do Autor

Wellington da Silva Gomes, Universidade Federal da Paraíba

Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Arquivista graduado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Manuela Eugênio Maia, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Professora assistente (desde 2007) no curso de Arquivologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Doutora (2018) pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), mestra em Educação (2004), graduada em Biblioteconomia (2006) e Pedagogia (1999) pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Referências

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005.

AUTODESK HOMESTYLER. 2016. Disponível em: <http://pt.homestyler.com/designer>. Acesso em: 21 fev. 2018.

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanente: tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

BERNARDES, I. P.; DELATORRE, H. Gestão documental aplicada. São Paulo: Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2008.

BRASIL. Lei n° 8.159, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Brasília: Planalto, 1991. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8159.htm>. Acesso em: 15 fev. 2018.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan./abr. 2007.

CONELSEN, J. M.; NELLI, V. J. Gestão integrada da informação arquivística: o diagnóstico de arquivos. Arquivística.net, v. 2, n. 2, p. 70-84, ago./dez. 2006.

FLORES, D.; LAMPERT, S. R.. As funções de produção, classificação e avaliação de documentos arquivísticos no software Nuxeo Document Management. Informação arquivística, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 41-64. jan/jun. 2013.

INDOLFO, A. C. et al. Gestão de documentos: conceitos e procedimentos básicos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1995.

LE COADIC, Y. F. A Ciência da Informação. 2. ed. rev. e atual. Brasília: Briquet de Lemos, 2004.

LOPEZ, A. P. A. Princípios arquivísticos e documento digitais. Revista Arquivo Rio Claro, Rio Claro, n. 2, p. 70-85. 2004.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 30. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RICHARDSON, R. J. et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

RONDINELLI, R. C. O documento arquivístico ante a realidade digital: uma revisitação conceitual necessária. Rio de Janeiro: FGV, 2013.

ROUSSEAU, J. Y.; COUTURE, C. Os fundamentos da disciplina arquivísticas. Lisboa: Publicações Dom Quixote,1998.

SCHELLENBERG, T. R.. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 6. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

SILVA, A. M. et al. Arquivística: teoria e prática de uma Ciência da Informação. 3. ed. Porto: Afrontamento, 2009.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA. Histórico de Tribunal. João Pessoa: TJPB, 2005a. Disponível em: <http://www.tjpb.jus.br/institucional/historico-do-tribunal/>. Acesso em: 15 fev. 2018.

_______. Histórico de Tribunal. João Pessoa: TJPB, 2005b. Disponível em: <https://www.tjpb.jus.br/institucional/historico-do-tribunal/primeira-fase/>. Acesso em: 15 fev. 2018.

_______. Histórico de Tribunal. João Pessoa: TJPB, 2005c. Disponível em: <https://www.tjpb.jus.br/institucional/historico-do-tribunal/segunda-fase/>. Acesso em: 15 fev. 2018.

Downloads

Publicado

22/08/2018

Como Citar

Gomes, W. da S., & Maia, M. E. (2018). Da experiência à análise arquivísticas: um estudo de caso realizado no Arquivo do Fórum Regional Desembargador José Flóscolo da Nóbrega (João Pessoa - Paraíba). Ciência Da Informação Em Revista, 5(2), 118–129. https://doi.org/10.28998/cirev.2018v5n2j

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa | Research Reports