Contribuições da teoria política positiva e da democracia participativa ao estudo do absenteísmo eleitoral

Autores

  • Rodrigo Albuquerque UFPE

Palavras-chave:

democracia participativa, teoria política positiva, apatia política, absenteísmo eleitoral

Resumo

A apatia política manifesta-se como um dos principais entraves à consolidação da democracia enquanto regime de governo que garante a ampla participação da população. Considerando a visão essencialmente normativa de versões iniciais das teorias sobre a democracia, a teoria política positiva fornece um instrumental útil para a análise das causas fundamentais de uma das dimensões da apatia política, qual seja, a abstenção eleitoral. Identificada a sua origem principalmente em termos de custos associados ao exercício do direito de voto e da obtenção de informação sobre os assuntos políticos e investigados os meios de sua solução, este ensaio teórico busca examinar o que está em jogo no problema da apatia política a partir do exame das causas do absenteísmo eleitoral, discutindo a hipótese de que se os custos associados ao voto contribuem para a abstenção individual, modelos de democracia participativa são potencialmente capazes de mitigar os efeitos mais nocivos da apatia política.

Downloads

Publicado

16/05/2018

Como Citar

Albuquerque, R. (2018). Contribuições da teoria política positiva e da democracia participativa ao estudo do absenteísmo eleitoral. Latitude, 8(1). Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/1520

Edição

Seção

Artigos