Organização e classificação para documentos digitais de arquivos pessoais nas nuvens

Autores

  • Hélio Márcio Pajeú Universidade Federal de Pernambuco
  • Rhayza Rodrigues Moura Universidade Federal de Pernambuco
  • David Oliveira de Carvalho Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.28998/cirev.2018v5n3f

Palavras-chave:

Arquivo pessoal. Classificação arquivística. Documento digital. Preservação digital. Quadro de arranjo.

Resumo

Apresenta aspectos teóricos e contemporâneos acerca da organização da informação e a constante produção exponencial de informações e documentos, propondo, a partir disso, à luz dos princípios teórico-metodológicos arquivísticos, um quadro de arranjo para documentos digitais de arquivo pessoal. Trata-se de uma pesquisa descritiva que se caracteriza tanto como aplicada quanto intervencionista por propor uma resolução a um problema concreto. Quanto aos meios, a pesquisa se caracteriza como estudo de caso e bibliográfica. Efetivamente foram realizadas etapas de classificação e organização do acervo que consistiram em: identificar as tipologias documentais existentes; analisar seus conteúdos e seu contexto de produção; empregar procedimentos de classificação adequados coerentes com a teoria arquivística; propor uma forma de arquivamento em quadro de arranjo; e migração do suporte documental para mídia alternativa com maior condição de preservação. O serviço em nuvens aliado à estruturação do quadro de arranjo permitiu considerável melhora na busca e recuperação dos documentos, que passaram a ser encontrados com precisão e rapidez. O estudo tende a contribuir para a sensibilização do entendimento de que a adoção de métodos arquivísticos é necessária à organização dos documentos produzidos e acumulados por indivíduos no âmbito particular.

Biografia do Autor

Hélio Márcio Pajeú, Universidade Federal de Pernambuco

Departamento de Ciência da Informação, Recursos e Serviços de Informação e Cultura

Rhayza Rodrigues Moura, Universidade Federal de Pernambuco

Bibliotecária da Biblioteca Central da UFPE, Bacharela em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Pernambuco

David Oliveira de Carvalho, Universidade Federal de Pernambuco

Mestre em Ciência da Informação e Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Referências

ARAUJO, É. Informática Cloud Computing. Focus Concursos on line, 2015.

ARQUIVO NACIONAL (BRASIL). Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005. (Publicações Técnicas, n.51).

BELLOTO, H. L. Arquivos Permanentes: tratamento documental. 4.ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

CAMARGO, A. M. A. Arquivos pessoais são arquivos. Revista do Arquivo Público Mineiro, Belo Horizonte, n. 2, p. 26-39, jul/dez. 2009.

DIAS, J. M. F.; RODRIGUES, R. C. M. C.; PIRES, D. F. A segurança de dados na computação em nuvens nas pequenas e médias empresas. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação e Gestão Tecnológica, v. 2, n. 1, p. 56-69, 2012.

GONÇALVES, J. Como classificar e ordenar documentos de arquivo. São Paulo: Arquivo do Estado de São Paulo, 1998. (Projeto como fazer, v. 2).

INNARELLI, H. C. Preservação digital e seus dez mandamentos. In: SANTOS, V. B.; INNARELLI, H. C.; SOUSA, R. T. B. (Org.). Arquivística: temas contemporâneos: classificação, preservação, gestão do conhecimento. Distrito Federal: SENAC, 2009.

HEYMANN, L. Q. O indivíduo fora do lugar. Revista do Arquivo Público Mineiro, Belo Horizonte, n.2, p. 40-57, jul./dez. 2009.

LOPEZ, A. P. A. Arquivos pessoais e as fronteiras da arquivologia. Gragoatá, Niterói, n. 154, p. 1-140, 2003.

MCKEMMISH, S. Provas de mim... Novas considerações. In: TRAVANCAS, I.; ROUCHOU, J.; HEYMANN, L. (Org.). Arquivos Pessoais: reflexões multidisciplinares e experiências de pesquisa. Rio de Janeiro: FGV, 2013, p. 15-43.

PAES, M. L. Arquivo: teoria e prática. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

RONDINELLI, R. C. Gerenciamento Arquivístico de Documentos Eletrônicos. 4. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

SCHELEMBERG, T. R. Arquivos Modernos: princípios e técnicas. 6. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

SANTOS, P. R. E. Arquivo pessoal, ciência e saúde pública: o arquivo Rostan Soares entre o laboratório, o campo e o gabinete. In: SANTOS, P. R. E.; SILVA, M. C. S. M. (Org.). Arquivos pessoais: história, preservação e memória da ciência. Rio de Janeiro: Associação dos Arquivos Brasileiros, p. 21-50, 2012.

SOUSA, R. T. B. A classificação como função matricial do que-fazer arquivístico. In: SANTOS, V. B.; INNARELLI, H. C.; SOUSA, R. T. B. (Org.). Arquivística: temas contemporâneos: classificação, preservação, gestão do conhecimento. Distrito Federal: SENAC, 2009.

TAMMARO, A. M.; SALARELLI, A. A Biblioteca Digital. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2008.

VERAS, M. Arquitetura corporativa de nuvem: amazona web servisse (AWS). Brasport, 2013. 387 p.

WEINRICH, H. Lete: arte e crítica do esquecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

Downloads

Publicado

31/12/2018

Como Citar

Pajeú, H. M., Moura, R. R., & Carvalho, D. O. de. (2018). Organização e classificação para documentos digitais de arquivos pessoais nas nuvens. Ciência Da Informação Em Revista, 5(3), 58–70. https://doi.org/10.28998/cirev.2018v5n3f

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa | Research Reports