CURRICULARIZAÇÃO DA EXTENSÃO NO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores

  • Nelma Camelo Araujo UFAL
  • Edivanio Duarte Souza UFAL
  • Francisca Rosaline Leite Mota UFAL
  • Livia Aparecida Ferreira UFAL
  • Marcos Aurelio Gomes UFAL

Palavras-chave:

Currículo.Atividade curricular de extensão. Extensão universitária. Curso de Biblioteconomia.

Resumo

O ensino, a extensão e a pesquisa compõem os pilares da formação superior. A curricularização vem sendo condição para a efetividade e a qualidade das atividades de extensão nas universidades públicas brasileiras. Nesse contexto, este ensaio relata a experiência de implantação das Atividades Curriculares de Extensão (ACE) no Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), compondo o novo Projeto Político Pedagógico do Curso (PPC), 2019.

Biografia do Autor

Nelma Camelo Araujo, UFAL

Docente da Universidade Federal de Alagoas

E-mail: nelmacamelo@gmail.com

Edivanio Duarte Souza, UFAL

Professor/a Adj  no Curso de Biblioteconomia da UFAL.

Francisca Rosaline Leite Mota, UFAL

Professor/a Adj  no Curso de Biblioteconomia da UFAL.

Livia Aparecida Ferreira, UFAL

Professor/a Adj  no Curso de Biblioteconomia da UFAL.

Marcos Aurelio Gomes, UFAL

Professor/a Adj  no Curso de Biblioteconomia da UFAL.

Referências

ARAÚJO, C. A. A. Arquivologia, Biblioteconomia, Museologia e Ciência da Informação: o diálogo possível. Brasília: Brinquet de Lemos/Livros, 2014. 200p.

BRASIL. Fundação Biblioteca Nacional. Relação de bibliotecas no estado de Alagoas. Rio de Janeiro: FBN, 2013. Disponível em: http://www.cultura.al.gov.br/politicas-e-acoes/sistema-estadual-de-bibliotecas-publicas/guia-das-bibliotecas-publicas/AL-Lista-das-Bibliotecas-Publicas%20-1.pdf. Acesso em: 10 ago. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP/MEC nº003, de 17 de junho de 2004. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico‐raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro‐brasileira e Africana. Brasília, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cnecp_003.pdf. Acesso em: 4 nov. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP/MEC nº8, de 06 de março de 2012. Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos. Brasília, 2012a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10389-pcp008-12-pdf&category_slug=marco-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 4 nov. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CSE/CNE/MEC nº492, de 03 de abril de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Filosofia, História, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia. Brasília, 03 abr. 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES0492.pdf. Acesso em: 4 nov. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria INEP/MEC nº828, de 11 de março de 2005. Reconhecer, pelo prazo de cinco anos, o curso de Biblioteconomia, bacharelado, ministrado pela Universidade Federal de Alagoas, na cidade de Maceió, Estado de Alagoas, mantida pela União. Diário Oficial da União, Brasília, n. 49, p. 6-7, 14 mar. 2005. Disponível em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=14/03/2005&jornal=1&pagina=6&totalArquivos=128. Acesso em: 4 nov. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CP/MEC nº1, de 30 de maio de 2012. Estabelece Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos. Brasília 2012b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rcp001_12.pdf . Acesso em: 4 nov. 2019

Downloads

Publicado

18/12/2019