A CURRICULARIZAÇÃO DA EXTENSÃO NA FALE: RELATOS DE EXPERIÊNCIA NO CURSO DE LETRAS/FRANCÊS.

Autores

  • Simone Makiyama UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL.
  • Rosária Cristina Costa Ribeiro FALE-UFAL

Palavras-chave:

Currículo. Extensão. Licenciaturas. Letras.

Resumo

O processo de curricularização da extensão universitária na Universidade Federal de Alagoas (UFAL) veio acompanhado de uma adequação às novas Diretrizes Curriculares no que diz respeito aos cursos de Licenciatura em Letras. Assim, foram desenvolvidos, simultaneamente, dois processos paralelos que trouxeram uma nova proposta para o processo de ensino e aprendizagem em relação à formação inicial do professor. Partindo das reflexões em torno desses dois processos, este artigo traz um relato de experiência da implementação da curricularização da extensão no curso de Letras-Francês da UFAL. Nosso relato de experiência inicia com o histórico documental que fundamentam este processo nos âmbitos nacional e institucional, seguido pelas discussões teóricas realizadas pela Coordenação de Extensão da Faculdade de Letras e a fase prática de inserção das Ações Curriculares de Extensão (ACE) no Projeto Pedagógico do Curso (PPC) de Letras-Francês. Nosso trabalho encerra-se exatamente com a análise deste texto e as perspectivas para a implementação de forma prática.

Biografia do Autor

Simone Makiyama, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL.

Professora adjunta, nível 3, trabalha na Universidade Federal de Alagoas desde 2010, atuando nas disciplinas de ensino de língua inglesa, análise e produção de materiais didáticos e Estágio Supervisionado para alunos de licenciatura do curso de Letras-inglês. Coordenou o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID/CAPES) em língua inglesa 2014-2018 e atulamente coordena o subprojeto Letras Interdisciplinar do mesmo programa, edicão 2018-2020. Tem experiência de mais de 20 anos no ensino de língua inglesa e preparação de exames internacionais. É coordenadora da Câmara de Extensão da Faculdade de Letras - UFAL, membro do Conselho e do Colegiado do curso de Letras - modalidades presencial e de ensino à distância. Participa dos grupo de Pesquisa Observatório da Linguagem em Uso (ObservU) e Grupo de Estudos em Discurso e Ontologia (Gedon). Graduada em Letras com habilitação em línguas portuguesa e inglesa pela Universidade Federal de Mato Grosso (1993), com mestrado (2008) e doutorado (2013) em Linguística, ambos pela Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência na área de Linguística Aplicada e atua principalmente nos seguintes temas: ensino e aprendizagem de língua inglesa, formação de professores, crenças, ideologia e discurso.

Rosária Cristina Costa Ribeiro, FALE-UFAL

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005 - Bacharelado e Licenciatura), mestrado e doutorado no Programa de Pós Graduação em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007/2013). Foi bolsista CAPES-PDSE na Université de Montpellier 3 (Groupe RIRRA 21, ano 2012). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Francesa, atuando principalmente nos seguintes temas: Língua e literatura francesas, século XIX, romance histórico, categorias da narrativa, educação e tradução. Atualmente, é professora do magistério superior na FALE - Faculdade de Letras, UFAL-Maceió, atuando nas áreas de Língua e Literatura francesas, e vice-líder do Grupo de Estudos Franceses de Aquisição de Língua e Literatura - GEFALL, da Universidade Federal de Pernambuco, vice-coordenadora da Câmara de Extensão da FALE e coordenadora dos cursos Casa de Cultura no Campus - Francês e Casa de Cultura de Expressão Francesa - Espaço Cultural.

Referências

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, p. 1, 25 jun 2014. 8 p. Disponível em:

https://www.jusbrasil.com.br/diarios/72231504/dou-edicao-extra-secao-1-26-06-2014-pg-8?ref=next_button Acesso em 22 out 2019.

Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições de Educação Superior Brasileiras (Forproex). Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus: 2012. 40p. Disponível em: <https://www.ufmg.br/proex/renex/images/documentos/2012-07-13-Politica-Nacional-de-Extensao.pdf> Acesso em 23 out 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução Nº 2/2015 CNE/CP de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. Resolução Nº. 65/2014-Consuni/Ufal de 03 de novembro de 2014. Estabelece a atualização das diretrizes gerais das atividades de extensão no âmbito da Ufal. Disponível em: <https://ufal.br/ufal/extensao/documentos/diretrizes-gerais-das-atividades-de-extensao-no-ambito-da-ufal/view> Acesso em 22 out 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. Resolução Nº. 04/2018-Consuni/Ufal de 19 de fevereiro de 2018. Define os componentes curriculares comuns aos cursos de graduação de formação de professores para a educação básica, no âmbito da Ufal.. Disponível em: <https://ufal.br/transparencia/documentos/resolucoes/2018/rco-n-06-de-19-02-2018.pdf/view> Acesso em 23 out 32019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. Resolução Nº. 04/2018-Consuni/Ufal de 19 de fevereiro de 2018. Regulamenta as ações de extensão como componente curricular obrigatório nos projetos pedagógicos de cursos de graduação da Ufal. Disponível em: <https://ufal.br/ufal/extensao/documentos/rco-n-04-de-19-02-2018.pdf/view>. Acesso em 23 out 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. Projeto Pedagógico do Curso - Letras-Francês. Texto aprovado pela Câmara Acadêmica e CONSUNI em setembro de 2019. (no prelo).

Downloads

Publicado

18/12/2019