A sistematização do campo da antropologia jurídica

Autores

  • Lívia Dias Pinto Vitenti Universidade de Brasília

Palavras-chave:

Antropologia, Antropologia Jurídica, Direito, sistemas consuetudinário, etnografias do conflito

Resumo

As relações travadas entre a Antropologia e o Direito se originam, sobretudo, da compreensão acerca do universo jurídico e legal das sociedades não ocidentais. Campos importantes, como o da comparação e o dos conflitos foram analisados ao longo do tempo, fato que me possibilitou encontrar, nas mais diversas etnografias, ferramentas para o entendimento do campo da Antropologia hoje denominado Antropologia Jurídica. Contudo, considerando que a variedade de trabalhos não pode ser analisada em sua totalidade, o presente artigo tratará, por uma questão de seleção de teorias, principalmente sobre Bronislaw Malinowski, Radcliffe-Brown, E. Evans-Pritchard, E. Adamson Hoebel, Max Gluckman, Paul Bohannan e Clifford Geertz. Autores como Laura Nader, Leopold Pospísil e Jane Collier serão utilizados como excelentes comentadores do tema. Concluirei com pistas para debates contemporâneos acerca da Antropologia Jurídica.  

 

 

 

 

 

 

Biografia do Autor

Lívia Dias Pinto Vitenti, Universidade de Brasília

Professora substituta

Departamento de Antropologia - DAN

Referências

BOHANNAN, Paul. Justice and Judgment amog the TIV. London: Oxford University Press, 1968.

COLLIER, Jane F. Problemas teórico-metodológicos en la antropología jurídica. In: CHENAUT, Victoria y María Teresa Sierra (Orgs.). Pueblos indígenas antes el derecho, México: CIESAS, 1995. p. 45-78.

DURKHEIM, Emile. Da Divisão do Trabalho Social. São Paulo: Editora Martins Fontes, 1995.

EVANS-PRITCHARD, E. Os Nuer. São Paulo: Editora Perspectiva, 2002.

GEERTZ, C. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Petrópolis, Editora Vozes, 2004.

GLUCKMAN, M. The Judicial Process among the Barotse of Northern Rhodesia. London: Manchester University Press, 1967.

HOEBEL, E. A. The Law of Primitive Man. Cambridge, Massachusetts: Harvard University Press, 1967.

MALINOWSKI, B. Crime e Costume na Sociedade Selvagem. Brasília: Editora Universidade de Brasília, UnB, 2003.

NADER, L. Law in Culture and Society. California: University of California Press Berkeley and Los Angeles, 1997.

POSPÍSIL, L. Anthropology of Law: A comparative theory. HRAF. Press New Haven, 1974.

RADCLIFFE-BROWN, A. Estrutura e Função na Sociedade Primitiva. Petrópolis: Editora Vozes, 1973.

Downloads

Publicado

15/05/2018

Como Citar

Dias Pinto Vitenti, L. (2018). A sistematização do campo da antropologia jurídica. Latitude, 9(2). Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/2039

Edição

Seção

Artigos