O habitus em Bourdieu e a teoria da justificação de Boltanski e Thévenot

Autores

  • Guilherme Paiva de Carvalho Martins UERN
  • Marcela Carvalho Martins Amaral UnB

Palavras-chave:

ação social, habitus, justificação

Resumo

O artigo trata das teorias da ação social na sociologia. Para tanto, destaca a noção de habitus em Bourdieu e os modos de justificação de Boltanski e Thévenot. Com o conceito de habitus, Bourdieu pretende superar a dicotomia entre indivíduo e sociedade. Ao enfatizar a importância das estruturas sociais no direcionamento da ação, Bourdieu se aproxima do estruturalismo. Em Boltanski e Thévenot, os modos como as pessoas justificam as suas práticas e as operações críticas são essenciais para a investigação da ação social. Para categorizer os regimes de ação mediante a análise dos modos de justificação, Boltanski e Thévenot utilizam o aporte teórico da filosofia política.

Downloads

Publicado

17/05/2018

Como Citar

Martins, G. P. de C., & Amaral, M. C. M. (2018). O habitus em Bourdieu e a teoria da justificação de Boltanski e Thévenot. Latitude, 3(2). Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/535

Edição

Seção

Artigos