Comportamento de citação no campo da Cancerologia brasileira

Autores

  • Kátia de Oliveira Rodrigues Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marlene Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.28998/cirev.2018v5n2a

Palavras-chave:

Análise de citação. Comunicação científica. Comportamento de citação.

Resumo

O artigo tem como objetivo caracterizar o comportamento de citação dos docentes-pesquisadores do campo da Cancerologia brasileira, através da análise das referências elencadas por estes em suas produções científicas publicadas no período de 2005-2015. A amostra foi constituída de 1.016 citações.  Os resultados sugerem que, no campo em análise, o artigo é a principal tipologia das produções citadas entre os docentes-pesquisadores, correspondendo a 80% das citações. O comportamento de citação observado em relação à autoria múltipla se reproduz em todo o período analisado, com ocorrência superior ao de autoria individual, 936 (92,1%) e 80 (7,9%), respectivamente. Em relação ao idioma das citações, o inglês corresponde a 1005 (99,0%) das citações.

Biografia do Autor

Kátia de Oliveira Rodrigues, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora Assistente do Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia

Marlene Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora em Ciêncai da Informação pela Universidade de Brasília. Professora Associada da Universidade Federal de Minas Gerais

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6022: informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro, 2003.

BUFREM, L. S. Relações interinstitucionais e autoria em artigos de revistas científicas de Ciência da Informação no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 10., 2009, João Pessoa, PB. Anais eletrônicos... João Pessoa: UFPB, 2009. Disponível em: <http://enancib.ibict.br/index.php/enancib/xenancib/paper/viewFile/3299/2425>. Acesso em: 25 out. 2016.

CAMPOS, J. L. A. et al. Insularity and citation behavior of scientific articles in young fields: the case of etnobiology. Scientometrics, Amsterdam, v. 109, p. 1037-1055, 2016. Disponível em: <https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2Fs11192-016-2067-2.pdf>. Acesso em: 15 fev. 2017

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO. 2017. Disponível em: <https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/>. Acesso em: 15 jan. 2017.

______. Documento de área Medicina I. 2009. Disponível em: <http://capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/MED_I20nov09q.pdf>. Acesso em: 05 ago. 2012.

______. Documento de área Medicina I. 2012. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacaotrienal/Docs_de_area/M edicina_I_doc_area_e_comiss%C3%A3o_att08deoutubro.pdf>. Acesso em: 05 ago. 2014.

______. Documento de área Medicina I. 2016. Disponível em: <http://capes.gov.br/images/documentos/Documentos_de_area_2017/15__MED_I_d ocarea_2016.pdf>. Acesso em: 05 ago. 2016.

FREIRE, I. M. O desviante secreto: um exercício conceitual. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 25, n. 3, p. 1-17, dez. 1996. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/642/646>. Acesso em: 14 nov. 2014

GARVEY, W. D. Communication: the essence of Science. Oxford: Pergamon, 1979.

LADLE, R. J.; TOOD, P. A.; MALHADO, A. C. M. Assessing insularity in global Science. Scientometrics, Amsterdam, v. 93, p. 745-750, 2012. Disponível em: <https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2Fs11192-012-0703-z.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2015.

LANCASTER, F. W.; LEE, S.-Y. K.; DILUVIO, C. Does place of publication influence citation behavior? Scientometrics, Amsterdam, v. 19, n. 3-4, p. 239-244, 1990. Disponível em: <https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2FBF02095350.pdf>. Acesso em 15 mar. 2016.

LIRA, R. P. C. et al. Influence of English language in the number of citations of articles published in Brazilian journals of ophthalmology. Arquivo Brasileiro de Oftalmologia, São Paulo, v. 76, n. 1, p. 26-28, 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/abo/v76n1/a08v76n1.pdf>. Acesso em: 05 out. 2015.

MEADOWS, A. J. A comunicação científica. Tradução de Antonio Agenor Briquet de Lemos. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 1999.

MUELLER, S. P. M. Literatura científica, comunicação científica. In : TOUTAIN, L. M. B. B. (Org.). Para entender a Ciência da Informação. Salvador: EDUFBA, 2007. (Saladeaula; 6).

MUGNAINI, R.; MENEGHINI, R.; PACKER, A. Citation profiles in Brasilian journals of the SciELO databasse in different scientific areas. In: INTERNATIONAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL SOCIETY FOR SCIENTOMETRICS AND INFORMTRICS, 11., 2007, Madrid. Proceedings... Madrid, 2007. Disponível em : <https://www.researchgate.net/publication/275274284_Citation_profiles_in_Brazilian_journals_of_the_SciELO_database_in_different_scientific_areas>. Acesso em : 15 dez. 2015.

NIEDER, C. et al. Scientific impact of studies published in temporarily available radiation oncology journasl: a citation analysis. SpringerPlus, [S.l.], v. 4, n. 93, p. 2-6, 2015. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4348359/ pdf/40064_2015_Article_885.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2016.

NISHY, P; RANA, M. S.; MINI, S. Citations behaviour of Indian scientists from an interdisciplinary research institute: A case study of CSIR-NIIST. Annals of Library and Information Studies, Nova Deli, v. 63, p. 68-73, 2016. Disponível em: <http://nopr.niscair.res.in/bitstream/123456789/33891/1/ALIS%2063%281%29%2068-73.pdf>. Acesso em: 10 jan. 2016.

SKILTON, P. F. Does the human capital of teams of natural Science authors predict citation frequency? Scientometrics, Budapest, v. 78, n. 3, p. 525-542, 2009. Disponível em: <https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2Fs11192-007-1953-z.pdf>. Acesso em: 09 out. 2015.

SMART, J. C.; BAYER, A. E. Author collaboration and impact: a note on citation rates of single and multiple authored articles. Scientometrics, Budapest, v. 10, n. 5-6, p. 297-305, 1986. Disponível em: <https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2FBF02016776.pdf>. Acesso em: 03 out. 2015.

STUMPF, I. R. C. Passado e futuro das revistas científicas. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 25, n. 3, 1996. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/article/viewFile/463/422>. Acesso em: 20 jun. 2006.

TEIXEIRA, L. A. O câncer na mira da medicina brasileira. Revista Brasileira de História da Ciência, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 104-117, jan.-jun. 2009. Disponível em: <http://www.historiadocancer.coc.fiocruz.br/images/site/pdfs/luiz_cancermira.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2016.

THORNLEY, C. et al. The role of trust and authority in the citation behaviour of researchers. Informationresearch, Boras, v. 20, n. 3, sep. 2015. Disponível em: <https://researchoutput.csu.edu.au/ws/portalfiles/portal/9366265>. Acesso em 23 ago. 2016.

VAN DALEN, H. P.; HENKENS, K. What makes a scientific article influential? The case of demographers. Scientometrics, Budapest, v. 50, n. 3, p. 455-482, 2001. Disponível em: <https://link.springer.com/content/pdf/10.1023%2FA%3A1010510831718.pdf>. Acesso em: 10 out. 2015.

VINTHER, S.; ROSENBERG, J. Impact factor trends for general medical journals: non-english-language journals are lagging behind. Swiss Medical Weekly, [S.l.], v. 142, p. w13572, 2012.

Downloads

Publicado

22/08/2018

Como Citar

Rodrigues, K. de O., & Oliveira, M. (2018). Comportamento de citação no campo da Cancerologia brasileira. Ciência Da Informação Em Revista, 5(2), 3–13. https://doi.org/10.28998/cirev.2018v5n2a

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa | Research Reports