O perfil dos professores de Sociologia do município de Uberaba e suas percepções sobre sua formação e atuação docente

Autores

Palavras-chave:

Perfil profissional do professor de Sociologia, Ensino de Sociologia, Formação de professores, Educação básica,

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar o perfil profissional dos professores de Sociologia em atuação nas escolas estaduais de Ensino Médio do município de Uberaba, MG, durante o ano de 2019. Pretende, ainda, analisar as percepções desses professores sobre a sua formação e sobre sua prática docente, enquanto professor de Sociologia. Trata-se de um trabalho fundamentado nos princípios da pesquisa qualitativa, de abordagem exploratória, utilizando como instrumentos para a coleta de dados o questionário e a entrevista semiestruturada. Para a análise de dados, utilizou-se da Técnica de Análise de Conteúdo, alicerçada em Bardin (2016). Os resultados da investigação apontam para as seguintes questões: os professores participantes da pesquisa são, em sua maioria, do sexo feminino, com faixa etária entre 25 e 39 anos e com mais de 6 anos de experiência docente; 96% são formados em Ciências Sociais, percebem fragilidades em sua formação para a docência, entretanto, caracterizam-se como profissionais autônomos e criativos em sua prática docente. Com base nos resultados da pesquisa, conclui-se que a consolidação da Sociologia, como disciplina escolar, ainda está em construção; assim como estão o “como fazer”, a didática, o currículo e a própria imagem do professor de Sociologia.

Abstract

This article aims to present the profile of Sociology teachers working in state high schools in the city of Uberaba, MG during 2019. It also intends to analyze the perceptions of these teachers about their education and their teaching practice as a professor of Sociology. This is a work based on the principles of qualitative research, with an exploratory approach, using the questionnaire and semi-structured interview as instruments for data collection. For data analysis, we used the Content Analysis Technique, based on Bardin (2016). The results of the investigation point to the following questions: the teachers participating in the research are mostly female, aged between 25 and 39 years old and with more than 6 years of teaching experience; 96% are graduated in Social Sciences, perceive weaknesses in their training for teaching, however, they are characterized as autonomous and creative professionals in their teaching practice. Based on the results of the research, it is concluded that the consolidation of Sociology, as a school discipline, is still under construction; as well as the “how to do it”, the didactics, the curriculum and the own image of the Sociology teacher.


Biografia do Autor

Natalia Aparecida Morato Fernandes, Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)

Doutora em Sociologia. Professora do Departamento de Filosofia e Ciências Sociais (DFICS) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UFTM.

Patrícia de Oliveira Branquinho Silva, Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais

Mestra em Educação (UFTM), especialista em Ensino de Sociologia no Ensino MÉDIO(UNB), especialista em Tecnologias educaionais para o ensino em saúde (UNSP/FIOCRUZ), professora. 

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BODART, Cristiano das Neves; AZEVEDO, Gustavo Cravo de; TAVARES, Caio dos Santos. Ensino de Sociologia: processo de reintrodução no Ensino Médio brasileiro e os cursos de Ciências Sociais/Sociologia (1984-2008). Debates em Educação, Maceió, v. 12, n. 27, p. 214-235, jun. 2020. ISSN 2175-6600. Disponível em: <https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/8964>. Acesso em: 19 set. 2020. doi: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n27p214-235.

BRASIL. Lei n.º 11.684, de 2 de junho de 2008. Diário Oficial da União, Brasília, 3 de junho de 2008. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11684.htm>. Acesso em: 14 jun. 2019.

GATTI, Bernadete. A formação inicial de professores para a Educação Básica: as licenciaturas. Revista USP, n. 100, p. 33-46, 2014.

GUIMARÃES, Elisabeth da Fonseca. Sociologia no Ensino Médio: Experiência da prática da disciplina. In: CARVALHO, Lejeune (org.). Sociologia e ensino em debate: experiências e discussão de sociologia no ensino médio. Ijuí: Unijuí, 2004. p. 181-190.

GUIMARÃES, E. DA F. Ensino de sociologia no nível médio: de um passado intermitente à necessidade de reconhecimento presente. Ensino em Re-Vista, 16 abr. 2012. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/emrevista/article/view/14904>. Acesso em: 10 mai. 2019.

GUIMARÃES, Elisabeth da Fonseca; TOMAZINI, Daniela Aparecida. Sociologia no Ensino Médio: Historicidade e Perspectivas da Ciência da Sociedade. In: CARVALHO, Lejeune (org.). Sociologia e ensino em debate: experiências e discussão de sociologia no ensino médio. Ijuí: Unijuí, 2004. p. 195-218.

HANDFAS, Anita. Formação de Professores de Sociologia: reflexões sobre os modelos formativos. In: HANDFAS, Anita.; OLIVEIRA, Luz Fernandes de. (Org.) A sociologia vai à escola: história, ensino e docência. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2009.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, A. (org.). Vidas de Professores. Porto: Porto Editora, 2000. p. 31-62.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo Escolar 2017: Notas Estatísticas. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2018/notas_estatisticas_Censo_Escolar_2017.pdf>. Acesso em: 27 nov. 2018.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Resumo Técnico: Censo da Educação Básica 2018 [recurso eletrônico]. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2019. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/resumos_tecnicos/resumo_tecnico_censo_educacao_basica_2018.pdf>. Acesso em: 16 de jun. de 2020.

LENNERT, Ana Lucia. Professores de sociologia: relações e condições de trabalho. 2009. [131 p.]. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/251108>. Acesso em: 16 dez. 2019.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 5. ed. rev. ampl. Goiânia: MF Livros, 2008.

LIMA, Rogerio Mendes de. A sociologia no ensino básico: desafios e dilemas. In: HANDFAS, Anita.; OLIVEIRA, Luz Fernandes de. (Org.) A sociologia vai à escola:

história, ensino e docência. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2009.

LINS, Carla Patrícia Acioli. Processo de profissionalização docente: o contexto das práticas. Estudos de Sociologia, [S.l.], v. 1, n. 19, ago. 2014. Disponível em <https://periodicos.ufpe.br/revistas/revsocio/article/view/235531/28508>. Acesso em: 12 fev. 2020.

MORAES, Amary César. Desafios para a implantação do ensino de sociologia na escola média brasileira. In: HANDFAS, Anita.; OLIVEIRA, Luz Fernandes de. (Org.) A sociologia vai à escola: história, ensino e docência. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2009.

PIMENTA, Selma Garrido (org.) Saberes Pedagógicos e atividade docente. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

SILVA, Ileizi Luciana Fiorelli. A Sociologia no Ensino Médio: perfil dos professores, dos conteúdos e das metodologias no primeiro ano de reimplantação nas escolas de Londrina – PR e Região – 1999. In: CARVALHO, Lejeune (org.). Sociologia e Ensino em Debate: experiências e discussões de sociologia no ensino médio. Ijuí: Unijuí, 2004.

SILVA, Ileizi Luciana Fiorelli. Fundamentos e metodologias do ensino de sociologia da educação básica. In: HANDFAS, Anita.; OLIVEIRA, Luz Fernandes de. (Org.) A sociologia vai à escola: história, ensino e docência. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2009.

SILVA, Patrícia de Oliveira Branquinho. A percepção dos professores de Sociologia do município de Uberaba, MG sobre sua prática docente. 2020 [97f.]. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG, 2020.

SOBRAL, Laísse Silva Lemos. As condições de trabalho docente do cientista social no ensino médio: um estudo de caso em Goiânia-Goiás. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, 2015.

Downloads

Publicado

22/10/2020

Como Citar

Fernandes, N. A. M., & Silva, P. de O. B. (2020). O perfil dos professores de Sociologia do município de Uberaba e suas percepções sobre sua formação e atuação docente. Latitude, 14(1), 25–49. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/10633

Edição

Seção

Artigos