O Ensino de Sociologia no currículo integrado: o que nos diz a experiência docente com a disciplina nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFETs)

Autores

Palavras-chave:

Sociologia, Ensino, Educação, Currículo Integrado,

Resumo

O presente artigo busca refletir acerca do papel exercido pelo Ensino de Sociologia no currículo do Ensino Médio-técnico integrado ao Ensino Médio. Para isto, tomaremos como ponto de análise como essa relação se consolida nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFETs). Para tal, refletiremos sobre a formação da rede e seus pressupostos teórico-metodológicos, a consolidação ainda em curso do Ensino Médio-técnico integrado e o papel das ciências humanas e sociais no currículo. Enfocaremos primordialmente nas discussões sobre a presença do Ensino de Sociologia nestes currículos de forma a capturar percepções sobre o papel da disciplina e o seu potencial, por meio de questionários aplicados a professores que a lecionam na Rede IF. De antemão, podemos dizer que a relação do Ensino de Sociologia, com os currículos integrados, permanece tensa sob alguns aspectos, apesar de termos mais de uma década de criação dos IFETs e da consolidação da Sociologia na escola. Tentaremos pensar em possíveis caminhos para o equacionamento das questões mais candentes que se relacionam à permanência da disciplina no currículo dos Institutos Federais.

Abstract

This article seeks to reflect on the role played by the Teaching of Sociology in the curriculum from technical high school integrated. For this, we will take as a point of analysis how this relationship is consolidated in the Federal Institutes of Education, Science and Technology (IFETs). To this end, we will reflect on the formation of the network and its theoretical-methodological assumptions, the ongoing consolidation of integrated technical and secondary education and the role of human and social sciences in the curriculum. We will focus primarily on discussions about the presence of Teaching Sociology in these curricula in order to capture perceptions about the role of the discipline, through questionnaires applied to teachers who teach it in the IF Network. In advance, we can say that the relationship between the teaching of Sociology and the integrated curricula remains tense in some aspects that we will explore and that, despite having both more than a decade of creation of the IFETs and the consolidation of Sociology at school. In this sense, we will try to think of possible ways to solve the most burning questions in the sense of thinking about the permanence of the discipline in the curriculum of the Federal Institutes.


Biografia do Autor

Vinícius Carvalho Lima, Instituto Federal do Rio de Janeiro

professor de sociologia do quadro permanente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ). Graduado e licenciado em Ciências Sociais (IFCS), especialista em Ensino de Sociologia (FE) e mestre em Planejamento Urbano e Regional (IPPUR), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutor em Sociologia pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Integra, como pesquisador, o Grupo de Pesquisa Interdisciplinar de Culturas e Linguagens (IECL/IFRJ) e o Laboratório de Ensino de Sociologia Florestan Fernandes (LABES-FE/UFRJ). Tem experiência em pesquisa nas área ensino de sociologia e sociologia urbana, atuando nas seguintes temáticas: ensino de sociologia, institucionalização da sociologia no Brasil, juventude, direitos humanos, periferia urbana e movimentos sociais.

Referências

ANDRADE, Nivea Maria da Silva. Práticas escolares como táticas criadoras: os praticantes nas tessituras de currículos. Tese de Doutorado. ProPEd/UERJ, 2011.

APPLE, Michael Whitman. Política cultural e educação. São Paulo: Cortez, 2000.

BODART, Cristiano das Neves; TAVARES, Caio dos Santos. O ensino da sociologia nos institutos federais: um balanço da produção acadêmica. In: O ensino de sociologia e os dez anos dos institutos federais (2008-2018). NEUHOLD, Roberta dos Reis; POZZER, Márcio Rogério Olivato (Orgs.). Macéio, AL: Café com Sociologia, 2019.

BOURDIEU, Pierre. Escritos de Educação. Organização de Maria Alice Nogueira e Afrânio Catani. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

BRASIL. Orientações curriculares para o Ensino Médio. Ciências humanas e suas tecnologias. Secretaria de Educação Básica. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica), 2006. 133 p. (; volume 3, 2006).

BRASIL. Decreto-lei no 4.073/1942. Lei orgânica do ensino industrial. Rio de Janeiro, 1942. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-4073-30-janeiro-1942-414503-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em: out. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017: Altera as Leis n º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13415.htm>. Acesso em: out. 2020.

BRASIL. Lei 11.892/2008: Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Art 7º: I - ministrar educação profissional técnica de nível médio, prioritariamente na forma de cursos integrados, para os concluintes do Ensino Fundamental e para o público da educação de jovens e adultos. Brasília, 2008. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11892.htm>. Acesso em: out. 2020.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008: Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm>. Acesso em: out. 2020.

CORREIA da Silva, Katia; ROMEIRO, Julieta Ferreira. O desafio da institucionalização da Sociologia no Ensino Técnico Integrado: o caso do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. In: André Figueiredo; Luiz Fernandes de Oliveira; Nalayne Pinto. (Orgs.). Sociologia na sala de aula: reflexões e experiências docentes no Estado do Rio de Janeiro. 1ed.Rio de Janeiro: Imperial Novo Milênio, 2012, v. 1, p. 5-352.

FERREIRA, Eliza Bartolozzo; FONSECA, Marilia; SCAFF, Elisangela Alves da Silva. A interferência do Banco Mundial no ensino secundário brasileiro: experiências históricas e desafios atuais. Revista ibero-americana de estudos em educação, v. 14, p. 1733-1749, 2019.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capitalismo real. São Paulo: Cortez, 1995.

GOODSON, Ivor Frederick. A construção social do currículo. Lisboa: Educa, 1996.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, vol.2,

MANFREDI. Silvia Maria. Educação Profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

OTRANTO, Celia Regina. Criação e implantação dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia – IFETs. Revista RETTA (PPGEA/UFRRJ), Ano I, nº1, jan-jun 2010, p. 89-110.

RAMOS, Marise. Ensino Médio integrado: lutas históricas e resistências em tempos de regressão in: Ensino Médio integrado no Brasil: fundamentos, práticas e desafios / Adilson Cesar Araújo e Cláudio Nei Nascimento da Silva (orgs.) – Brasília: Ed. IFB, 2017.

SANTOS, Elisângela da Silva; PINTO, Gustavo Louis Henrique. Apontamentos sobre a Sociologia no Ensino Médio técnico integrado e o pensamento social brasileiro. In: O ensino de sociologia e os dez anos dos institutos federais (2008-2018). NEUHOLD, Roberta dos Reis; POZZER, Márcio Rogério Olivato (Orgs.). Macéio, AL: Café com Sociologia, 2019.

SAVIANI, Demerval. O choque teórico da politecnia. Em: Trabalho, Educação e Saúde, v.1, n1, 2003.

SAVIANI, Demerval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Em: Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34 jan./abr., 2007.

Downloads

Publicado

25/01/2021

Como Citar

Lima, V. C. (2021). O Ensino de Sociologia no currículo integrado: o que nos diz a experiência docente com a disciplina nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFETs). Latitude, 14(Esp.), 90–114. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/11310