Ensino de Sociologia na França, Portugal e Brasil – uma perspectiva comparada diante das idiossincrasias da reforma do Ensino Médio brasileiro

Autores

Palavras-chave:

Ensino de sociologia, Ensino Médio, Portugal, França, Brasil,

Resumo

Este artigo objetiva investigar os modelos curriculares no Ensino Médio brasileiro e os equivalentes na França e em Portugal para reunir elementos de compreensão do novo modelo brasileiro, tendo como parâmetro a reforma do Ensino Médio, considerando suas similaridades, em uma perspectiva comparativa entre os países. O investimento metodológico de caráter qualitativo, de base documental descritivo, permitiu traçar categorias analíticas comparativas na configuração de fundamentos pedagógicos, a partir dos itinerários formativos, integralidade do ensino e matriz curricular disciplinar para a Sociologia. Os resultados revelam que o modelo de carreira proposto nos três países traz inferências diferenciadas a partir do contexto da institucionalização do campo disciplinar do quadro da disciplinarização e profissionalização do conhecimento sociológico.

Abstract

The article aims to investigate the curricular models in Brazilian high school and the equivalent models in France and Portugal to gather elements of understanding to the new Brazilian model, from the reform of high school, considering its similarities, in a comparative perspective between countries. The methodology applied is of a qualitative character, based on documents, of a descriptive nature. This method allowed to draw comparative analytical categories in the configuration of pedagogical foundations from the formative itineraries; integrality of teaching and disciplinary curricular matrix for sociology. The results reveal that the career model proposed in the three countries brings different inferences in contexts in which the institutionalization of the disciplinary field within the framework of “disciplinarization” and professionalization of sociological knowledge.


Biografia do Autor

Rogéria da Silva Martins, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professora Associada do Departamento de Ciências Sociais, da Universidade Federal de Juiz de Fora - MG

Paulo Cesar Pontes Fraga, UFJF

Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora

Referências

APSES. Association des professeurs de sciencies économique et sociale. Des effets de La reforme Blanquer sur le lycée en general, et lês SES en particulier. AOC, France, 11 fev. 2020. Disponível em: <https://aoc.media/analyse/2020/02/10/des-effets-de-la-reforme-blanquer-sur-le-lycee-en-general-et-les-ses-en-particulier/> Acesso em: 25 dez. 2020.

BARROS, Maurício da Costa. A Percepção da Sociologia em uma Escola de Classe Média. Revista Habitus: Revista eletrônica dos alunos de graduação em Ciências Sociais - IFCS/UFRJ. Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 18-34, 31 dez. 2013.

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro, Ed. Zahar, 2001.

BRASIL. Lei n. 11.684, de 02 de junho de 2008. Altera o art. 36 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir a Filosofia e a Sociologia como disciplinas obrigatórias nos currículos do Ensino Médio, Brasília, 2008. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2008/lei-11684-2-junho-2008-575857-norma-pl.html> Acesso em: nov. 2020.

BRASIL. Lei n. 13.415, de 16 de fevereiro de 2017.

Altera as Leis n º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, Brasília, 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Lei/L13415.htm > Acesso em: nov. 2020.

CHATEL, Elisabeth et al. Enseigner les Sciences Économiques et Sociales: le projet et son histoire. Paris: INRP, 1990.

CUNHA, Luiz Antônio. A educação na Sociologia: um objeto rejeitado? Cadernos Cedes, n. 27, p. 9-22, 1992.

DUBAR, C. A socialização. Construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FERNANDES, Antonio Teixeira. O conhecimento científico e social: elementos para análise de seu processo em Portugal. Sociologia – problemas e práticas, n. 20, 1996.

FERNANDES, Florestan. A Sociologia no Brasil. Contribuição para o estudo de sua formação e desenvolvimento, Petrópolis, Vozes, 1977; 2a. ed., 1980.

FERNANDEZ, Daniela; OLIVEIRA, Amurabi. As outras histórias da Sociologia escolar na América Latina: um olhar desde o Uruguai com Daniela Fernandez. Cadernos da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais. v.1, n.2, p.134-141, 2017.

FIORENTINO, José Augusto; RODRIGUES, Léo Peixoto. Disciplinaridade, interdisciplinaridade e complexidade na educação: desafios à formação docente. Porto Alegre, Revista Educação por escrito. v. 06, n. 01, p. 54-67, jan-jun, 2015.

FLEURY, Maria Tereza Leme; MATTOS, Maria Isabel Leme de. Sistemas educacionais comparados. Estudos Avançados, São Paulo , v. 5, n. 12, p. 69-89, Aug. 1991.

FRANCE. Loi n. 2019-791 du 26 juillet pour un école de la confiance. Disponível em: <https://www.legifrance.gouv.fr/loda/id/JORFTEXT000038829065/2020-12-28/> Acesso em: 28/12/2020.

FRANCE. Programme de sciences économiques et sociales de seconde générale et technologique. Disponível em < https://cache.media.education.gouv.fr/file/SP1-MEN-22-1-2019/05/3/spe638_annexe_1063053.pdf >Acesso em: dezembro de 2020.

HELPES, Sintia. Reflexões sobre o ensino de Sociologia na educação de jovens e adultos: berve retrospectiva sobre a EJA no Brasil e a perspectiva dos alunos matriculados em curso de PROEJA. In: MARTINS, Rogéria e FRAGA, Paulo. O ensino de Sociologia nas modalidades diferenciadas de ensino – experiências, reflexões e desafios. RJ: Ed. Gramma, 2018.

HANDFAS, Anita. As pesquisas sobre o ensino de Sociologia na educação básica. In: SILVA, I. F. GONÇALVES, Danielly Nillin (Org.) Sociologia na educação básica. São Paulo, SP: Annablume, 2017.

LIBANEO, José Carlos. O dualismo perverso da escola pública brasileira: escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres. Educação e Pesquisa. [online], vol.38, n.1, pp.13-28, Oct 21, 2011.

MAÇAIRA, Julia Polessa. O ensino de Sociologia e ciências sociais no Brasil e na França: recontextualização pedagógica nos livros didáticos. 2017, 342 f. Tese (doutorado em Sociologia) – UFRJ.

MACHADO, Fernando Luis. Sociologia em Portugal – da Pré-história a institucionalização avançada. Porto : Ed. Afrontamento, 2020.

MARTINS, Rogéria. S. e FRAGA, Paulo. Cesar. P. Modalidades diferenciadas de ensino e ensino de Sociologia: uma questão de reconhecimento ou redistribuição? Revista Ciências Sociais Unisinos, v. 52, p. 268-278, 2015.

MERLE, Pierre. La loi Blanquer: une révolution conservatrice? Essais La vie dês idées, France, 03/09/2019. Disponível em: < https://laviedesidees.fr/La-loi-Blanquer-une-revolution-conservatrice.html > Acesso em: 28/12/2020.

MEUCCI, Simone. Institucionalização da Sociologia no Brasil: primeiros manuais e cursos. São Paulo: Hucitec: Fapesp, 2011.

MEUCCI, Simone. Notas sobre a introdução das Ciências Sociais no Ensino Médio francês. XII Congresso Sociedade Brasileira de Sociologia, 2007.

MEUCCI, Simone; BEZERRA, Rafael Ginane. Sociologia e educação básica: hipóteses sobre a dinâmica de produção de currículo. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 45, n. 1, p. 87-101, jan./jun. 2014.

MORAES, Amaury. Licenciatura em ciências sociais e ensino de Sociologia: entre o balanço e o relato. Rev. Tempo Social, SP, v. 15, n. 01, p. 5-20, abr. 2003.

MUNHOZ, Izildinha Maria Silva e Melo-Silva, Lucy Leal. Educação para carreiras: concepções, desenvolvimento e possibilidades no contexto brasileiro. Rev. Bras. De Orientação Profissional, v. 12, 2011.

NETO, Hernâni Veloso – Principais estádios evolutivos da Sociologia em Portugal Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Vol. XXVI, p. 37-59, 2013.

OLIVEIRA, Amurabi. Ensino de Sociologia: novas temáticas e experiências internacionais. Rev. Educação & Realidade, v. 39, p. 11-16, 2014.

OLIVEIRA, Amurabi. O Ensino de Sociologia em Santa Fé (Argentina): algumas pistas comparativas com o caso brasileiro. Revista TOMO (UFS), v. S/V, p. 393-418, 2019.

OLIVEIRA, Amurabi; DEVEGILI, Luiz Alexandre. O Ensino de Sociologia em perspectiva comparada: uma análise dos currículos da província de Santa Fé (Argentina) e do estado de Santa Catarina (Brasil). Revista Espaço do Currículo, v. 13, p. 153-165, 2020.

PINTO, J. Madureira. Formação, tendências recentes e perspectivas de desenvolvimento da Sociologia em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas, nº 46, p. 11-31, 2004.

PORTUGAL. Decreto - Lei n. 55, de 06 de julho de 2018. Estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário e os princípios orientadores da avaliação das aprendizagens. Disponível em: <https://dre.pt/home/-/dre/115652962/details/maximized#:~:text=Decreto%2DLei%20n.%C2%BA%2055%2F2018,Publica%C3%A7%C3%A3o%3A%20Di%C3%A1rio%20da&text=O%20programa%20do%20XXI%20Governo,via%2C%20a%20igualdade%20de%20oportunidades.> Acesso em: nov. 2020.

PORTUGAL. Aprendizagens essenciais – Sociologia – 12º ano/Ensino Secundário, ago. 2018. Disponível em: <https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Curriculo/Aprendizagens_Essenciais/12_sociologia.pdf. Acesso em: 29 dez. 2020.

PORTUGAL. Currículo do ensino básico e secundário - Revisão do Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Disponível em: < https://www.portugal.gov.pt/download-ficheiros/ficheiro.aspx?v=%3d%3dBAAAAB%2bLCAAAAAAABAAzMTE3BwCd%2bNVVBAAAAA%3d%3d > Acesso em: 28 dez. 2020

PROENÇA-LOPES, Leandro; ZAREMBA, Fellipe de Assis. O discurso de crise da educação: crítica ao modelo de competências desde a epistemologia da educação. Rev. Hist. Edu.Latinoamericana, v. 15, n. 21, p. 283 – 304, jul./dec. 2013.

PROST, Antoine. Razões e efeitos da sistematização do ensino. Reflexões sobre o modelo de ensino francês. Revista Pro-Posições, v. 15, n. 02, p. 151-162, 2004.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da educação no Brasil (1930/1973). Petrópolis, RJ: Vozes, 2007,

RAMOS, Marise Nogueira. A pedagogia das competências: autonomia ou adaptação? São Paulo: Cortez, 2001.

SILVA, Augusto de e COSTA, Rosalina. Évora, 1964: contributos para institucionalização da Sociologia em Portugal. Revista População e Sociedade – CEPESE, v. 21, p. 185-196, 2013.

SILVA, Ileizi Fiorelli. O Ensino das Ciências Sociais/ Sociologia no Brasil: histórico e perspectivas. MEC, Brasília, 2010. (Col. Explorando o Ensino – Sociologia. Cood. Amaury César Moraes).

SILVA, Ileizi Fiorelli; VICENTE, Daniel.; ALVES NETO, Henrique. A proposta da Base Nacional Comum Curricular e o debate entre 1988 e 2015. Revista Ciências Sociais Unisinos, v. 51, p. 330-342, 2015.

SILVA, Manuel Carlos. A Sociologia no ensino básico e secundário: um imperativo científico e de cidadania. O Público, Portugal, 17/03/2017. Opinião. Disponível em: < https://www.publico.pt/2017/03/17/sociedade/opiniao/a-Sociologia-no-ensino-basico-e-secundario-um-imperativo-cientifico-e-de-cidadania-1765450 > Acesso em: 05 nov. 2020.

SOARES, Rosemary. Ensino Técnico no Brasil: 90 anos das Escolas Técnicas Federais. Rev. Universidade e Sociedade, Brasília, v.18, p.108-115, 1999.

STOER, Stephen. Notas sobre o desenvolvimento da Sociologia da educação em Portugal. Rev. Educação, Sociedade & Culturas, v. 26, p. 113-132, 2008.

TRINDADE, Hélgio. “Disciplinarização” e construção institucional da Sociologia nos países fundadores e sua reprodução na América Latina. Sociologias, Porto Alegre, v. 20, n. 47, p. 210-256, Apr. 2018.

VIEIRA, Maria Manuel. A nova reforma curricular do ensino secundário: questões para um debate. A Sociologia e o Ensino Secundário: Lugares, Saberes e Itinerários. Actas do Encontro Temático Intercongressos, Oeiras, APS, 2002.

VILLA-BOAS, Glaucia. Mudança Provocada – passado e futuro no pensamento sociológico brasileiro. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2006.

Downloads

Publicado

25/01/2021

Como Citar

Martins, R. da S., & Fraga, P. C. P. (2021). Ensino de Sociologia na França, Portugal e Brasil – uma perspectiva comparada diante das idiossincrasias da reforma do Ensino Médio brasileiro. Latitude, 14(Esp.), 161–188. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/11387