A PRODUCÃO CULTURAL NO CEARÁ: PERCURSOS E CONFORMAÇÕES

Autores

  • Alexandre Barbalho Universidade Estadual do Ceará
  • Rachel Gadelha UECE

Palavras-chave:

Produção cultural, Campo cultural, Estado, Política pública, Financiamento da Cultura.

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender como as políticas de financiamento da cultura conformaram o setor da produção cultural no Ceará. Interessa-nos investigar a complexidade de relações que se estabelecem, como se configuram e o que podem revelar sobre a própria categoria. Optamos como recurso metodológico pela entrevista semiestruturada e em profundidade com produtores culturais atuantes em Fortaleza. Por meio de suas narrativas, os produtores culturais expõem suas trajetórias, reflexões e inquietações sobre o campo, possibilitam constituir a lógica de funcionamento do setor. Para tanto, foram selecionados 20 produtores culturais que atuam em diversas linguagens e ocupam lugares distintos no campo. Como conclusões principais, constatamos que em um mercado relativamente restrito de consumidores de cultura, os produtores atuam no campo sob influência direta das políticas de financiamento. Contudo, longe de ser uma relação passiva, o que ocorre são influências mútuas que conformam o campo e formam novas configurações. 

Biografia do Autor

Alexandre Barbalho, Universidade Estadual do Ceará

Professor dos PPGs em Sociologia e em Políticas Públicas da UECE e em Comunicação da UFC

Rachel Gadelha, UECE

Mestra em Políticas Públicas e Sociedade pela UECE

Referências

ALVES, Elder (org). Políticas culturais para as culturas populares no Brasil contemporâneo. Maceió: UFAL, 2011.

BARBALHO, Alexandre. Política cultural e orçamento participativo: ou as possibilidades da democracia cultural na cidade contemporânea. Políticas culturais em revista, vol. 05, n. 01, pp. 156-169, 2012. Disponível em http://www.portalseer.ufba.br/index.php/pculturais/issue/view/662

_____. A Modernização da cultura: políticas para o audiovisual nos governos Tasso Jereissati e Ciro Gomes – 1987 / 1988. Fortaleza: UFC, 2005.

______. Relações entre Estado e Cultura no Brasil. Ijuí: Unijuí, 1998.

______; BEZERRA, Jocastra Holanda. O ‘partido da cultura’: política cultural no Ceará na Era Lula. In: BARBALHO, Alexandre; BARROS, José Márcio; CALABRE, Lia (org.). Federalismo e políticas culturais no Brasil. Salvador: UFBA, 2013.

______; RUBIM, Albino (org). Políticas culturais no Brasil. Salvador: UFBA, 2007.

______; BEZERRA, Jocastra Holanda; GADELHA, Rachel. Políticas públicas de cultura e governamentalidade: as dimensões de participação e controle nos editais de ação afirmativa. XVI CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA. Anais... Salvador: UFBA, 201.

BEZERRA, Jocastra Holanda. (2014). Quando o popular encontra a política cultural: a discursividade da cultura popular nos Pontos de Cultura "Fortaleza dos Maracatus", "Cortejos Culturais do Ancuri" e "Boi Ceará". Fortaleza, 2014. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Sociedade) - Universidade Estadual do Ceará.

BOLAÑO, C.; MOTA, J.; MOURA, F. Leis de incentivo à cultura via renúncia fiscal. In: CALABRE, Lia. (org) Políticas culturais: pesquisa e formação. Rio de Janeiro: Fund. Casa de Rui Barbosa, 2012.

BOURDIEU, Pierre. A Produção da Crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos. Porto Alegre: Zouk, 2008.

_____. A Distinção: Crítica Social do Julgamento. São Paulo: Edusp, 2007.

_____. A Economia das Trocas Simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2005.

_____. O Poder Simbólico. Lisboa: Editora Bertrand, 1989.

CALABRE, Lia. Políticas Culturais no Brasil dos anos 1930 ao século XXI. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2009.

CHAUI, Marilena. Cidadania Cultural. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2006.

CUNHA, Maria Helena. Gestão Cultural. Profissão em Formação. Belo Horizonte: Duo Editorial, 2007.

DOMINGUES, João. Programa Cultura Viva: políticas culturais para a emancipação das classes populares. Rio de Janeiro: Multifoco, 2010.

GADELHA, Rachel. O campo da produção cultural no Ceará: conformações, configurações e paradoxos. Fortaleza, 2014. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Sociedade) - Universidade Estadual do Ceará.

GONÇALVES, Nádia G.; GONÇALVES, Sandro A. Pierre Bourdieu: A Educação para além da reprodução. Petrópolis: Vozes. 2011.

LEMOS, Nayana Silva Lemos. A participação no debate das políticas públicas de cultura: da Rouanet ao Procultura. Fortaleza, 2014. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal do Ceará.

MICELI, Sérgio (org.). Estado e cultura no Brasil. São Paulo: Difel, 1984.

ROGÉRIO, Pedro. A viagem como um princípio na formação do habitus dos músicos que na década de 1970 ficaram conhecidos como “Pessoal do Ceará”. Fortaleza, 2010. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Ceará.

RUBIM, Albino (org). Políticas culturais no governo Lula. Salvador: UFBA, 2010.

RUBIM, Linda (Org). Organização e Produção da Cultura. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2005.

SALGADO, G.; PEDRA, L.;CALDAS, R. As políticas de financiamento à cultura: a urgência de uma reforma. In RUBIM, Albino (org). Políticas culturais no governo Lula. Salvador: UFBA, 2010. p. 87-122.

Downloads

Publicado

15/06/2020

Como Citar

Barbalho, A., & Gadelha, R. (2020). A PRODUCÃO CULTURAL NO CEARÁ: PERCURSOS E CONFORMAÇÕES. Latitude, 13(1), 03–25. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/3652

Edição

Seção

Artigos