Bordado Boa-Noite da Ilha do Ferro: patrimônio cultural, geração de renda e desenvolvimento regional

Autores

Palavras-chave:

Patrimônio cultural, Artesanato alagoano, Bordado Boa-Noite da Ilha do Ferro, Desenvolvimento Local, Indicação Geográfica.

Resumo

Este artigo apresenta e discute dados de pesquisa realizada junto a uma comunidade de artesãs produtora do bordado Boa-Noite, situada na Ilha do Ferro, município de Pão-de-Açúcar-AL trazendo como reflexão alguns dos efeitos da implantação de projetos com vistas ao seu upgrading produtivo. Através de ações junto à Associação de Artesãos da Ilha do Ferro, Art-Ilha, visando o pedido de registro de Indicação Geográfica do bordado Boa-Noite da Ilha do Ferro junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial -INPI , observou-se que as intervenções decorrentes de ações nacionais e locais em prol do desenvolvimento econômico da comunidade revelam que condicionantes sociopolíticos e culturais das bordadeiras entram em choque com as expectativas que regulam a inserção da comunidade no mercado competitivo. Por outro lado, o movimento da cultura tornada patrimônio estabelece igualmente limites às ações de intervenção, produzindo discussões sobre a originalidade dos produtos e as expectativas de um consumo norteado por releituras estéticas do bem tradicional. Essas constatações demandam uma intervenção reflexiva por parte de órgãos envolvidos em ações naquela comunidade, produzem novos argumentos sobre os limites das ações envolvendo bens culturais, território e desenvolvimento local, e sugere direções alternativas para essas práticas.

Palavras chave: Patrimônio cultural; Artesanato alagoano; Bordado Boa-Noite da Ilha do Ferro; Desenvolvimento Local; Indicação Geográfica.

Biografia do Autor

Rachel Rocha de Almeida Barros, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Doutora em Antropologia pela École des Hautes Études en Sciences Sociales - EHESS, Paris, FR, é professora Adjunta doInstituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Desenvolve pesquisas nas áreas do patrimônio imaterial e da cultura afrobrasileira.

Referências

Bibliografia

ARTESANATO SOLIDÁRIO. Bordados da Ilha do Ferro. PROGRAMA ARTESANATO SOLIDÁRIO/SEBRAE/SUDENE/CAIXA ECONÔMICA FEDERAL e CENTRO NACIONAL DE FOLCLORE E CULTURA POPULAR, s.r.l., s.r.e., s/d.

BLAEU, Joan. Primeiro Mapa da Capitania de Sergipe Del Rey. Sergipe: Imprensa Oficial de Sergipe, s/d [1665].

BORGES, Adélia. Design + Artesanato: o caminho brasileiro. São Paulo: Editora Terceiro Nome, 2011.

BOURDIEU, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento. Porto Alegre: Editora Zouk, 1979.

BOURDIEU, Pierre. “What makes a social class? On the theoretical and practical existence of groups” in Berkeley Journal. Vol. 01. Sociology, Nº. 32, p. 1-49, 1987.

BRITO, Eneida Viana Sá (coord.) Mapeamento cultural dos municípios do Vale do Rio São Francisco no Estado de Alagoas. S.r.l., s.r.e., 2000, 182p., ill.

CAVALCANTE, José Osvaldo. Conhecendo Alagoas. S.r.l. Ed. Jocilan, 2005, 471p, ill.

COSTA, Craveiro e CABRAL, Torquato. Indicador Geral do Estado de Alagoas. Maceió, Typographia Commercial, 1902.

DECRETO nº 5.563/05 que regulamenta a Lei da Inovação.

GONÇALVES, José Reginaldo Santos. “O Mal Estar no Patrimônio: identidade, tempo e destruição” in Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 28, nº 55, pp. 211-228, janeiro-junho 2015, disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21862015000100012

______________________________ “Ressonância, Materialidade e Subjetividade: as culturas como patrimônios” in Horizontes Antropológicos. Vol.11. Nº 23 Porto Alegre Jan./June 2005, disponível em http://dx.doi.org/10.1590/S0104-71832005000100002

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de informações básicas estaduais. Pesquisa de informações básicas municipais. Brasília, 2014.

INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Indicações de Procedência Reconhecidas, 2015. disponível em: file:///C:/Users/Rachel/Downloads/lista_com_as_indicacoes_geograficas_concedidas_-_10-03-2015.pdf

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequena Empresa. Indicações Geográficas brasileiras. Catálogo Nacional de Indicações Geográficas. Brasília, 2014.

INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE ALAGOAS. Viagens de José Bento da Cunha Figueiredo Jr. à Província das Alagoas em 1869. Maceió: Grafmarques, 2010.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL/UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS/ FUNDAÇÃO UNIVERSITÁRIA DE DESENVOLVIMENTO DE EXTENSÃO E PESQUISA. Mapeamento do Patrimônio Cultural Imaterial de Alagoas – Relatório Final. Maceió, 2008.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. Patrimônio Arqueológico e Paleontológico de Alagoas. Organizado por Luana Teixeira, Henrique Pozzi e Jorge Luíz Lopes da Silva. Maceió: IPHAN, 2012.

JUNGMANN, Diana de Mello e BONETTI, Diana Esther Aquemi. Inovação e propriedade intelectual: guia para o docente. Brasília: SENAI, 2010, il.

LEI da Inovação nº 10.973/04 – PICTE

LEI de Incentivos à Inovação Tecnológica nº 11.196/05

Lei estadual nº 7.285, de 30 de novembro de 2011. Institui o registro de bens culturais de natureza imaterial que constituem patrimônio cultural alagoano e dá outras providências. Governo de Alagoas.

MENDONÇA, Aldemar de. Pão de Açúcar - História e Efemérides. 2ª edição, revista e ampliada por Amorim, Etevaldo Alves. Maceió-AL: Ecos, 2004.

MINISTERIO do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior/Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Instrução Normativa nº 25/2013. Estabelece as condições para o Registro das Indicações Geográficas.

MINISTERIO do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior/Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Resolução nº 55/2013. Dispõe sobre o depósito dos pedidos de registro de desenho industrial e dos pedidos de registro de indicação geográfica e dos procedimentos relativos à numeração destes pedidos.

ROCHA, José Maria Tenório. Folguedos e danças de Alagoas - sistematização e classificação. Maceió: Secretaria de Educação e Cultura de Alagoas, 1984, 239p., ill.

Downloads

Publicado

12/07/2018

Como Citar

Barros, R. R. de A. (2018). Bordado Boa-Noite da Ilha do Ferro: patrimônio cultural, geração de renda e desenvolvimento regional. Latitude, 11(2). Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/4043

Edição

Seção

Dossiê "Processos sociopolíticos e desenvolvimento econômico no Brasil"