Capital social, instituições democráticas e o dilema da causalidade

Autores

  • Denisson da Silva Santos UFAL
  • Gabriel Augusto Miranda Setti

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2010.n.1.820

Palavras-chave:

Instituições Democráticas, Capital Social, Cultura Política

Resumo

Este artigo tem como objetivo fazer uma revisão bibliográfica sobre a discussão recorrente em torno do conceito de capital social na ciência política. O artigo descreve elementos das correntes “culturalista” e “institucionalista” na abordagem e operacionalização de tal conceito. Ao que tudo indica as duas correntes convergem quanto à importância do capital social nos estudos de cultura política, no entanto, divergem quanto à relação causal, ou seja, discordam se o capital social é um fator gerador de instituições democráticas ou se são essas mesmas instituições que geram o espírito cívico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-17

Como Citar

SANTOS, Denisson da Silva; SETTI, Gabriel Augusto Miranda. Capital social, instituições democráticas e o dilema da causalidade. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 4, n. 1, 2018. DOI: 10.28998/lte.2010.n.1.820. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/820. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.