A aplicação da escrita de sinais, SignWriting, no Brasil

Autores

  • Valdenise Simone Melo Moulin Breda Ifes Campus de Alegre

DOI:

https://doi.org/10.28998/2317-9945.2016v1n57p286-305

Palavras-chave:

surdez, escrita de sinais, signwriting, LIBRAS

Resumo

O presente trabalho aborda um tema muito discutido atualmente: a inclusão do ensino adaptado às necessidades da pessoa surda. A pesquisa fundamentou-se na tradução adaptada de Stumpf [1999?] da obra de Sutton, que desenvolveu o sistema para representação de gestos, aplicado às línguas de sinais chamado SignWriting. Além disso, foram analisadas algumas publicações que relataram, aplicaram e desenvolveram este sistema. O objetivo deste artigo foi estudar a aplicação da escrita de sinais no Brasil, divulgando as obras e sítios eletrônicos que a utilizam e demonstrando sua eficácia na transmissão de informações. O sistema SignWriting pode se tornar uma ferramenta de tradução dos conteúdos necessários ao ensino-aprendizagem, porque funciona como um canal de comunicação entre educadores e alunos surdos e vice-versa. E um exemplo desta funcionalidade é a produção de apostilas e apresentações digitais com textos e legendas nesta escrita, agilizando e facilitando a comunicação de conteúdos curriculares.

 

DOI: 10.28998/2317-9945.2016v1n57p286-305

Biografia do Autor

Valdenise Simone Melo Moulin Breda, Ifes Campus de Alegre

Protocolista do Ifes Campus de Alegre

Licenciada em Letras Português / Inglês (FAFILE)

Pós-Graduada em LIBRAS (FAEL) e em Língua Portuguesa (FAFILE)

Graduanda em Letras Espanhol (UNESA)

Downloads

Publicado

31/10/2017

Como Citar

BREDA, V. S. M. M. A aplicação da escrita de sinais, SignWriting, no Brasil. Leitura, [S. l.], v. 1, n. 57, p. 286–305, 2017. DOI: 10.28998/2317-9945.2016v1n57p286-305. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/2827. Acesso em: 22 out. 2021.

Edição

Seção

Teorias Linguísticas - Línguas de Sinais