Contando Histórias e Encantando nos Espaços de Leitura

Autores

  • Adriana Lourenço Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.28998/cirev.2014v1n2d

Palavras-chave:

Contação de histórias. Contador de histórias. Encantamento. Programa Nacional da Biblioteca na Escola (PBNE).

Resumo

Discorre sobre a contação de história como arte, uma experiência estética, possível de encantar sua audiência. Percorre o conceito de encantamento como um estado de êxtase, destacando que esse estado de além-consciência propicia um retorno ao “eu” do agente, ou seja, um auto-encantar-se do contador de histórias, que poderá, primeiramente, fruir desse encantamento. Reflete sobre o Plano Nacional da Biblioteca na Escola (PNBE) como um fomentador de livros que o contador de histórias pode e deve se alimentar.

Biografia do Autor

Adriana Lourenço, Universidade Federal de Alagoas

Mestra em Ciência da Informação

Professora Assistente do Curso de Biblioteconomia

Universidade Federal de Alagoas

drilou@yahoo.com

Downloads

Publicado

24/08/2021

Como Citar

Lourenço, A. (2021). Contando Histórias e Encantando nos Espaços de Leitura. Ciência Da Informação Em Revista, 1(2), 28–31. https://doi.org/10.28998/cirev.2014v1n2d

Edição

Seção

Pontos de Vista | Viewpoints