O JOVEM ESCREVENTE E SEUS DUPLOS

Autores

  • Claire Doquet-Lacoste Université Paris 3/ITEM

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2013v5n10p111

Palavras-chave:

Genética textual, Dialogismo, Escritura.

Resumo

Na escola primária, a concepção de escritura oscila entre imitação e originalidade, evidenciando uma concepção restrita de dialogismo que tende, paradoxalmente, a se petrificar em critérios pré-construídos e didatizáveis. Este artigo se apoia sobre a reconstrução da escritura de um conto produzido por um aluno de dez anos, analisado segundo as ferramentas da Genética Textual. Ele visa mostrar, através da variedade dos traços dialógicos na escritura, o caráter constitutivo do dialogismo na aprendizagem e seu papel motor na progressão da escritura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claire Doquet-Lacoste, Université Paris 3/ITEM

Université Paris 3/ITEM

Downloads

Publicado

2014-01-25

Como Citar

DOQUET-LACOSTE, Claire. O JOVEM ESCREVENTE E SEUS DUPLOS. Debates em Educação, [S. l.], v. 5, n. 10, p. 111, 2014. DOI: 10.28998/2175-6600.2013v5n10p111. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/1137. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.