O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA) e a economia criativa

Autores

  • Gustavo Henrique dos Santos Vale UFG

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2012.n.2.882

Palavras-chave:

Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), economia criativa, cultura, desenvolvimento, cidade de Goiás.

Resumo

O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), sediado na histórica cidade de Goiás, é o maior e um dos mais importantes projetos culturais do Estado de Goiás. Resultado de um contexto sócio-histórico e político específico, o festival atende a campos e a demandas socioculturais distintas, caracterizando-se como um evento multifocal e inventivo. Destarte, o presente trabalho procura analisar o FICA, buscando visualizá-lo a partir do prisma da economia criativa. O objetivo é refletir acerca das convergências e divergências entre o arcabouço de ações do festival e alguns dos princípios dessa nova perspectiva de desenvolvimento, baseada no conhecimento, na cultura, no intangível. Para a análise dessas questões, valho-me de observação participante, realizada durante as 13ª e 14ª edições do FICA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-16

Como Citar

VALE, Gustavo Henrique dos Santos. O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA) e a economia criativa. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 6, n. 2, 2018. DOI: 10.28998/lte.2012.n.2.882. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/882. Acesso em: 15 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.