Um referencial curricular para as crianças dos 3 aos 6 anos

a realidade portuguesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2021v13n33p113-128

Palavras-chave:

Educação pré-escolar, Orientações curriculares, Educação para a cidadania

Resumo

As atuais Orientações Curriculares para a Educação pré-escolar (crianças dos 3 aos 6 anos) foram definidas pelo Ministério da Educação em 2016, depois de um processo muito participado que envolveu profissionais de educação de infância de todo o país, assim como docentes de instituições de ensino superior que formam educadores e desenvolvem pesquisas na área da educação e formação para as primeiras idades. Neste artigo, partindo de uma reflexão do percurso anterior a 2016, que antecedeu a definição destas orientações, serão analisados testemunhos de algumas profissionais, formadoras e pesquisadoras, ligadas à educação de infância, duas delas autoras do documento. Pretende-se compreender a influência destas Orientações, analisando as inovações que implicaram relativamente ao anterior referencial curricular. Será feita uma análise mais detalhada do que está previsto para a área de conteúdo da “Formação pessoal e social” e como estas orientações se articulam com o referencial nacional que foi definido para todo o sistema educativo a nível da “Educação para a cidadania”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARDONA, Maria João (coord.) LOPES DA SILVA, Isabel; MARQUES, Liliana; RODRIGUES, Pedro Planear e avaliar na educação pré-escolar, Lisboa, Ed. Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação (DGE) in https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/EInfancia/documentos/planearavaliar.pdf ( 2021)

CARDONA, Maria João. A educação de infância: primeira etapa no processo de formação ao longo da vida, Organização do Sistema Educativo, Lei de bases do sistema educativo. Balanço e Prospetiva. Volume I. Encontro Organização do Sistema Educativo, Lisboa: CNE p. 361. 2017.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO , A voz das crianças e dos jovens na educação escola. Recomendação 2/2021 Diário da República II Série , N.º 135 de 14 de julho de 2021, Pág. 75

DGE/ME. Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania, DGE/ME. 2017. https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Projetos_Curriculares/Aprendizagens_Essenciais/estrategia_cidadania_original.pdf

EURIDYCE. L’éducation et l’accueil des jeunes enfants en Europe: réduire les inégalités

sociales et culturelles. Bruxelas: CE, 2009.

LOPES DA SILVA, Isabel, & NÚCLEO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR (1997). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa: Ministério da Educação, Departamento de Educação Básica, Núcleo de Educação Pré-Escolar. Retirado de:

https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Basico/orientacoes_curriculares_pre_escolar.pdf

LOPES DA SILVA, Isabel, MARQUES, Liliana, MATA, Lourdes., ROSA, Manuela. Orientações curriculares para a educação pré-escolar. Lisboa: Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação 2016. http://www.dge.mec.pt/ocepe/sites/default/files/orientacoes_curriculares.pdf

MARTINS, G. O., (Coord.), GOMES, C. A., BROCARDO, J. M., PEDROSO, J. V., CARILLO, J. L., SILVA, L. M., RODRIGUES, S. M. (2017). Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória. Lisboa: Ministério da Educação, Direção-Geral da Educação.

https://dge.mec.pt/sites/default/files/Curriculo/Projeto_Autonomia_e_Flexibilidade/perfil_dos_alunos.pdf

MOSS, Peter. Introduzindo a política na creche: a educação infantil como prática democrática. Psicologia USP, São Paulo, v. 20, n. 3, p. 417-436, jul./set. 2009

OECD, Starting Strong 2011, OECD Publishing, Paris,2011.

PORTUGAL. LEI n.º 46/86, de 14 de outubro. Lei de Bases do Sistema Educativo, alterada pelas Leis n.os 115/97, de 19 de Setembro, e 49/2005, de 30 de Agosto). 1986. https://dre.pt/application/conteudo/245336

PORTUGAL. LEI n.º 5/97, de 10 de fevereiro. Lei-Quadro da Educação pré-escolar. 1997. https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/EInfancia/documentos/lei-quadro_educacao_pre-escolar.pdf

RAYNA, Sylvie Participação e qualidade do cuidado e da educação na creche, Pro-Posições | v. 24, n. 3 (72) | p. 65-80 | set./dez. 2013.

Publicado

2021-12-22

Como Citar

CARDONA, Maria Joao. Um referencial curricular para as crianças dos 3 aos 6 anos: a realidade portuguesa. Debates em Educação, [S. l.], v. 13, n. 33, p. 113–128, 2021. DOI: 10.28998/2175-6600.2021v13n33p113-128. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/12665. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Educação Infantil e currículo(s):culturas, docência e formação em debate

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.