Os “anúncios” da gestão público-privada na educação

Autores

  • Vanyne Freitas Universidade Federal de Uberlândia
  • Cíntia Rodrigues de Oliveira Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2023v15n37pe14849

Palavras-chave:

políticas públicas, educação, público-privado

Resumo

Com o objetivo de compreender o posicionamento do governo do estado brasileiro de Minas Gerais em relação aos mecanismos privatistas na educação, foram analisados os anúncios gráficos de seus principais programas educacionais, por meio de uma pesquisa qualitativa-interpretativa, com a análise dos discursos inspirada em Michel Foucault. As formações discursivas destes anúncios evidenciaram que o governo mineiro se posiciona como avaliador e regulador dos serviços educacionais, que divulga as parcerias público-privadas na educação como eficientes, e identifica o indivíduo – sob a égide do gerencialismo - como o responsável pelo avanço do estado; e assim, tenta direcionar e promover mudanças nas relações de poder entre sociedade e governo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

COSTA, F. Z. N.; LEÃO, A. L. M. S. Formações discursivas de uma marca global num contexto local: um estudo inspirado no método arqueológico de Michel Foucault. Organizações & Sociedade, v. 19, n. 62, p. 453-469, 2012.

DARDOT, P.; LAVAL, C. A nova razão do mundo. Boitempo editorial, 2016.

DENZIN, N. K. Symbolic interactionism. In: FLICK, U.; VON KARDOFF, E.; STEINKE, I. (Ed.). A companion to qualitative research. London: Sage, 2004

DOE. Diário do Executivo de Minas Gerais. Minas Gerais, 07 ago. 2019. Disponível em: https://www.institutounibanco.org.br/wp-content/uploads/2020/06/DOE-publica%C3%A7%C3%A3o-Acordo_07.08.2019.pdf. Acesso em: 01 fev. 2022.

FAUSTINI, L. A. et al. Estrutura administrativa da educação básica. In: MENEZES, J. G. de C.; BARROS, R. S. M. de; NUNES, R. A. da C. Estrutura e funcionamento da educação básica - Leituras. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 1998. Cap. 6, p. 137-151.

FISCHER, R. M. B. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de pesquisa, p. 197-223, 2001.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 7 ed., 2008.

______ . Ordem do discurso (A). Edições Loyola, 24 ed., 2014.

HAWKINS, J.M.; ALLEN, R. (eds). The Oxford Encyclopedic English Dictionary. Oxford: Clarendon Press, 1991.

INSTITUTO UNIBANCO (Brasil) (org.). Relatório de Atividades Jovem de Futuro 2019 MG. Minas Gerais: Instituto Unibanco, 2019. Disponível em: https://www.institutounibanco.org.br/wp-content/uploads/2020/06/IU-Relatorio_Atividades_MG_2019-digital.pdf. Acesso em: 01 fev. 2022.

KOSLINSKI, M. C.; RIBEIRO, E.; DE OLIVEIRA, L. X. Indicadores educacionais e responsabilização escolar: um estudo do “Prêmio Escola Nota Dez”. Estudos em Avaliação Educacional, v. 28, n. 69, p. 804-846, 2017.

LACERDA, C. C. O.; MELLO, S. C. B. Se essa Rua Fosse Minha eu Mandava Ladrilhar: Conflitos Sociais no Organizar do Espaço Urbano e a Luta pela Significação entre Discursos e [R]Existência. Organizações & Sociedade, v. 27, n. 95, p. 787-819, 2020.

MARQUES, L. R. Repercussões da nova gestão pública na gestão da educação: um estudo da rede estadual de Goiás. Educar em Revista, v. 36, 2020.

MERQUIOR, J. G. O liberalismo antigo e moderno. 3. ed. São Paulo: É Realizações, 2014.

MINAS GERAIS. Agência Minas. Governo do Estado de Minas Gerais (org.). 2022a. Disponível em: https://www.agenciaminas.mg.gov.br/. Acesso em: 20 mar. 2022.

______. Prodemge. Governo do Estado de Minas Gerais (org.). Transforma Minas. 2022b. Disponível em: https://www.mg.gov.br/transforma-minas. Acesso em: 20 mar. 2022.

______. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO. (org.). Cartilha Projeto Somar. 2022c. Disponível em: https://www2.educacao.mg.gov.br/images/documentos/cards%20Projeto%20SOMAR.pdf. Acesso em: 18 mar. 2022.

______. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO. (org.). Orientações para o credenciamento de instituições. TRILHAS DE FUTURO. 2022d. Disponível em: https://www2.educacao.mg.gov.br/images/documentos/Orienta%C3%A7%C3%B5es%20para%20o%20Credenciamento%20de%20Institui%C3%A7%C3%B5es.pdf . Acesso em: 09 jun. 2022.

MOTTA, P. R. de M. O estado da arte da gestão pública. RAE, vol. 53, n. 1, 2013.

OSBORNE, J. Arguing to learn in science: The role of collaborative, critical discourse. science, v. 328, n. 5977, p. 463-466, 2010.

PARO, V.H. Formação de gestores escolares: a atualidade de José Querino Ribeiro. Educação e Sociedade, v. 30, n. 107, p. 453-467, 2009.

PARTIDO NOVO. Liberdade Ainda que Tardia. Plano de Governo de Romeu Zema. 2018. Disponível em: http://divulgacandcontas.tse.jus.br/candidaturas/oficial/2018/BR/MG/2022802018/130000600702//proposta_1533160671813.pdf. Acesso em: 22 jan. 2021.

RODRIGUES, E. C. et al. Indicadores educacionais e contexto escolar: uma análise das metas do Ideb. Estudos em Avaliação Educacional, v. 27, n. 66, p. 662-688, 2016.

SAUNDERS, M.; LEWIS, P.; THORNHILL, A. Research methods for business students. 6a Ed. London: Pearson education, 2009.

SILVA, M. S. P. da; VALENTE, L. de F.; PEREIRA, M. S. F. O “novo” nas trilhas da educação: políticas e prioridades para a educação básica nas Minas Gerais em 2019 (janeiro a junho). In: Políticas e prioridades para educação básica dos governos estaduais eleitos em 2018: para onde os sistemas estaduais caminham? ANPAE, 2019.

SINPROMINAS. Sindicado dos Professores do Estado de Minas Gerais. Professores contestam propaganda do governo estadual. 2022. Disponível em: https://www.sinprominas.org.br/professores-contestam-propaganda-do-governo-estadual/ . Acesso em: 20 abr. 2022.

STILES, D. R. Pictorial representation. In: CASSELL, C.; SYMON, G. (orgs.) Essential guide to qualitative methods in organizational research. London: Sage Publications, 2004.

VERGER, A.; NORMAND, R. Nueva gestión pública y educación: elementos teóricos y conceptuales para el estudio de un modelo de reforma educativa global. Educação & Sociedade, v. 36, p. 599-622, 2015.

Publicado

2023-06-05

Como Citar

FREITAS, Vanyne; OLIVEIRA, Cíntia Rodrigues de. Os “anúncios” da gestão público-privada na educação. Debates em Educação, [S. l.], v. 15, n. 37, p. e14849, 2023. DOI: 10.28998/2175-6600.2023v15n37pe14849. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/14849. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.