ENTREATOS: PRECISAMOS DE BNCC OU SERIA MELHOR CONTAR COM A BASE?

Autores

  • Marcia Aparecida Gobbi Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2016v8n16p118

Palavras-chave:

Base curricular, educação infantil, campos de experiências

Resumo

Esse artigo, apresentado aqui como ensaio de reflexão, tem como objetivo problematizar a Base Nacional Comum Curricular de Educação Infantil. Num breve percurso, procura abranger a ideia contida numa proposta geral de Base Curricular nesse período histórico em que a mesma se apresenta e, posteriormente,debruça-se em temáticas voltadas para os campos de experiências. 

Biografia do Autor

Marcia Aparecida Gobbi, Universidade de São Paulo

Professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Cientesta Social.

Downloads

Publicado

29/12/2016

Como Citar

GOBBI, M. A. ENTREATOS: PRECISAMOS DE BNCC OU SERIA MELHOR CONTAR COM A BASE?. Debates em Educação, [S. l.], v. 8, n. 16, p. 118, 2016. DOI: 10.28998/2175-6600.2016v8n16p118. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/2401. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)