Estágio de observação supervisionado em Ciências e Biologia: contribuições da pedagogia histórico-crítica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n26p440-458

Palavras-chave:

Estágio de Observação Supervisionado. Pedagogia Histórico-Crítica. Escola Pública. Licenciatura.

Resumo

No presente artigo apresentamos os primeiros resultados de uma pesquisa maior que visa articular o estágio supevisionado aos fundamentos da Pedagogia Histórico-Crítica. Aqui tratamos do estágio supervisionado de observação em Ciências e Biologia. A sistematização da proposta busca contribuir com a formação inicial dos licenciandos partido do processo de observação, pois este caracteriza-se pelo momento em que os licenciandos se inserem nas escolas assistindo ao seu funcionamento e às aulas, tendo por base uma fundamentação teórica que permita aos estagiários potencializar sua capacidade analítica e crítica em relação ao seu futuro universo de atuação profissional. Apresentamos sua estruturação em dois momentos; o primeiro diz respeito à observação da situação escolar, compreendendo suas implicações à prática educativa, e o segundo, elencamos os elementos a serem observados durante as aulas de Ciências Naturais na perspectiva histórico-critica.

Biografia do Autor

Mateus Luiz Biancon, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Doutor em Educação para a Ciência e a Matemática, pelo PCM, na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Ensino de Ciências e Educação Matemática, pelo PECEM, na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Professor Adjunto A na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Jacarezinho, curso de Ciências Biológicas. Atua na Área de Ciências Biológicas e Educação para o Ensino de Ciências e Biologia, com Pesquisas em Humanidades, Formação de Professoras/es com Fundamentos na Pedagogia Histórico-Crítica, Educação em Sexualidades Crítica e Educação Ambiental Crítica. Atua como Coordenador do Curso de Ciências Biológicas, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP-CJ).

Carolina Borghi Mendes, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Doutoranda e Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Bauru/SP e graduada em Licenciatura em Ciências Biológicas pela mesma instituição. Integrante do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental (GPEA), vinculado ao mesmo Programa de Pós-Graduação e do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Ensino de Ciências (LEPEC), da Universidade Estadual do Norte do Paraná, campus Jacarezinho/PR (UENP-CJ). Atualmente é Professora Colaboradora nas disciplinas de Didática, Políticas Públicas Educacionais para a Educação Básica e Metodologia e Prática de Ensino de Ciências e Estágio Supervisionado e Coordenadora de Estágio Supervisionado, do Colegiado de Ciências Biológicas, no Centro de Ciências Humanas e da Educação na UENP-CJ, e Professora Bolsista das disciplinas de Metodologia e Prática de Ensino de Ciências nas relações entre Ciência, Sociedade e Temas Ambientais e Estágio Supervisionado, vinculada aos Departamentos de Educação e de Ciências Biológicas da Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru/SP. Atua como mediadora pedagógica de EaD na Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP). Foi Professora bolsista das disciplinas de Educação Ambiental e de História da Educação Brasileira, vinculadas aos mesmos departamentos da Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru/SP.

Jorge Sobral da Silva Maia, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Biólogo (UFSCar). Pós-doutorado Junto ao Instituto de Biociências da UNESP em Botucatu/SP; Doutor em Educação para a Ciência pela Faculdade de Ciências - Universidade Estadual Paulista (UNESP). Consultor do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Atuou como Pró-Reitor de Pesquisa e Pós Graduação e Diretor de Pós Graduação na Universidade Estadual do Norte do Paraná; Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Jurídicas do Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Professor Adjunto do Centro de Ciências Humanas da Universidade Estadual do Norte do Paraná. Coordenador do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Educação para a Ciência. Pesquisador do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental ligado ao Programa de Pós-Graduação em Educação Para a Ciência da UNESP em Bauru/SP. Atua na área de Ciências Biológicas e Ensino de Ciências com ênfase em Educação Ambiental, com pesquisa em Fundamentos da Educação, Formação de professores e políticas públicas, Ecologia e ambiente. Tem experiências na Educação Básica, no Ensino Superior e em Gestão Universitária.

Referências

BIANCON, Mateus Luiz. Educação em sexualidades crítica: formação continuada de professoras/es com fundamentos na pedagogia histórico-crítica. 2016.186 f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência e Matemática) - Universidade Estadual de Maringá, Maringá-PR, 2016.

CARVALHO, Saulo R. O estágio supervisionado da teoria à prática: reflexões a respeito da epistemologia da prática e estágio como pesquisa a luz da pedagogia histórico-crítica. Revista HISTEDBR Online, Campinas-SP, n. 52, p. 321-339, set. 2013.

CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.

DUARTE, Newton. A individualidade para-si: contribuições a uma teoria histórico-social da formação do indivíduo. Campinas-SP: Autores Associados, 1993.

DUARTE, Newton. Concepções Afirmativas e Negativas Sobre o Ato de Ensinar. In: Duarte, N. (org.), O Professor e o Ensino, Novos Olhares, Cadernos CEDES n. 44. Campinas-SP: CEDES, p. 85-106, 1998.

DUARTE, Newton. Limites e contradições da cidadania na sociedade capitalista. Pro-Posições, Campinas-SP, v. 21, n. 1 (61), p. 75-87, jan./abr. 2010.

GIL, Antonio C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GRAMSCI, Antônio. Cadernos do Cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000. v. 2.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. São Paulo: Paz e Terra, 1995.

LUKÁCS, György. Introdução a uma estética marxista: sobre a particularidade como categoria da estética. Tradução de Carlos Nelson Coutinho e Leandro Konder. São Paulo: Instituto Lukács, 2018.

MAIA, Jorge Sobral da S. Educação ambiental crítica e formação de professores: construção coletiva de uma proposta na escola pública. 2011. 250f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) - Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru-SP, 2011.

MAIA, Jorge Sobral da S. Educação ambiental crítica e formação de professores. Curitiba-PR: Appris, 2015.

MAIA, Jorge Sobral da S. Trabalho pedagógico e formação continuada de professores em educação ambiental crítica na escola pública. Ambiência - Revista do Setor de Ciências Agrárias e Ambientais, v. 13, Edição Especial dez. 2017. Disponível em: https://revistas.unicentro.br/index.php/ambiencia/article/view/4795. Acesso: 03 fev. 2019.

MARSIGLIA, Ana Carolina G. A prática pedagógica histórico-crítica na educação infantil e ensino fundamental. Campinas-SP: Autores Associados, 2011. (Coleção Educação contemporânea).

MARTINS, Lígia M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da psicologia histórico cultural e da pedagogia histórico-crítica. 2011. 250 f. Tese (Livre-Docenteem Psicologia da Educação) - Departamento de Psicologia, Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru-SP, 2011.

MARTINS, Lígia M. Os fundamentos psicológicos da pedagogia histórico-crítica e os fundamentos pedagógicos da psicologia histórico-cultural. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador-BA, v. 5, n. 2, p. 130-143, dez. 2013.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política - Livro I: O processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

MAZZEU, Fernando J. C. Uma proposta metodológica para a formação continuada de professores na perspectiva histórico-social. Cadernos Cedes, v. 19, n. 44, p. 59-72, abr. 1998.

MENDES, Carolina B.; BIANCON, Mateus L.; FAZAN, Paulo B. Interlocuções entre a Pedagogia Histórico-Crítica e a Psicologia Histórico-Cultural para o ensino de Ciências. Revista Ciência & Educação. 2019. No prelo.

PASQUALINI, Juliana C. Contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a educação escolar de crianças de 0 a 6 anos: desenvolvimento infantil em Vigotski, Leontiv e Elkonin. 2006. 207f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara-SP, 2006.

PASQUALINI, Juliana C.; MARTINS, Lígia M. Dialética singular-particular-universal: implicações do método materialista dialético para a psicologia. Psicologia & Sociedade, v. 27, n. 2, p. 362-371, 2015.

PINHEIRO, Bárbara C. S. Pedagogia histórico-crítica na formação de professores de ciências. Curitiba-PR: Appris, 2016.

RIBEIRO, Maria Luisa S. Educação Escolar: que prática é essa? Campinas-SP: Autores Associados, 2001.

SANTOS, Celso S. dos. Ensino de Ciências: abordagem histórico-crítica. 2ª ed. Campinas-SP: Armazém do Ipê, 2012.

SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. A formação humana na perspectiva histórico-ontológica*. Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 45, set./dez. 2010.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 34ª ed. Campinas-SP: Autores Associados, 2010.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 11ª ed. Campinas-SP: Autores associados, 2012.

SAVIANI, Dermeval. A Pedagogia Histórico-Crítica na Educação do campo. In: BASSO, J. D.; NETO, J. L. S.; BEZERRA, M. C. S. (orgs.). Pedagogia Histórico-Crítica e Educação no campo: histórias, desafios e perspectivas atuais. São Carlos-SP: Pedro & João Editores e Navegando, 2016, p. 16-43.

TEIXEIRA, Lucas A. Formação do educador ambiental: reflexões de um professor da escola pública. 2013. 277 f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) – Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru-SP, 2013.

VIEIRA, Emília P. Gramsci e suas contribuições para a compreensão do trabalho docente. Revista Trabalho e Educação, v. 17, n. 1, jan./abr. 2008.

VIGOTSKI, Lev S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução de Paulo Bezerra. 1ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VIGOTSKI, Lev S. A psique, a consciência, o inconsciente. In: Teoria e método em psicologia. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004, p. 137-160.

Downloads

Publicado

06/04/2020

Como Citar

BIANCON, M. L.; MENDES, C. B.; MAIA, J. S. da S. Estágio de observação supervisionado em Ciências e Biologia: contribuições da pedagogia histórico-crítica. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 26, p. 440–458, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12n26p440-458. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/7315. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê “Pedagogia histórico-crítica, psicologia histórico cultural e ensino de ciências”