Escola e democracia, extensão universitária e a formação de professores no Brasil

uma concepção pedagógica em defesa da educação escolar como instrumento de transformação social

Autores

  • Rosimeri da Silva Pereira Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Dalton José Alves Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2024v16n38pe17567

Palavras-chave:

“Escola e Democracia”, extensão universitária, formação de professores

Resumo

Considerando a diversidade de conhecimentos teóricos e operacionais que atravessam a formação docente no Brasil, a Extensão se efetua como um dos instrumentos fundamentais no campo de ações  teórico-práticas, atentas ao movimento de transformação do real. Se esse trabalho é o que dá sentido à prática educativa fundada nos princípios do materialismo histórico-dialético, ganha relevo o estudo de caso da obra “Escola e Democracia” e sua relação com a história de organização e funcionamento do Grupo de Estudos da Pedagogia Histórico-Crítica, sediado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (GEPHC/UNIRIO). As evidências identificadas nesta investigação confirmam a relevância das ações desse Grupo de Estudos, considerando o fomento de espaços de debates e publicações decorrentes deste núcleo extensionista atento a um dos fundamentos da obra “Escola e Democracia” que é a defesa da educação escolar como instrumento da transformação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosimeri da Silva Pereira, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Com Doutorado em Historia da Educação pela UNICAMP (2013). Graduada em Pedagogia (2000) e Mestre em Educação (2005) pela - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS e Especialista em Docência do Ensino Superior pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2001). Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em História, Sociedade e Educação no Brasil - HISTEDBR,/ UNICAMP. Presidente do Fórum Continuo de Assuntos Históricos e Educacionais - FOCAHE

Dalton José Alves, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professor Associado IV da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Possui Graduação em Filosofia, com Bacharelado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1992) e Licenciatura pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1996), bem como Mestrado e Doutorado em Educação, na área de Filosofia e História da Educação, pela Universidade Estadual de Campinas (Ano de 2000 e 2005, respectivamente). Atua na área de Filosofia e História da Educação com pesquisas e trabalhos sobre o tema do ensino de filosofia, bem como na área de Trabalho e Educação, com pesquisa sobre a educação do trabalhador na escola pública brasileira e o papel da Filosofia como Disciplina no Ensino Médio na formação do estudante trabalhador. Docente da disciplina Educação e Trabalho do Curso de Licenciatura em Pedagogia da UNIRIO, na modalidade presencial (vespertino e noturno) e na modalidade de educação a distância (LIPEAD), desde o seu ingresso na Instituição, em setembro de 2009. Eventualmente, atua na docência de Educação e Filosofia, Educação e Economia Política na Graduação, de acordo com a necessidade. Atua na Extensão, na Coordenação e/ou Vice-Coordenação de Projetos, na área de ensino de filosofia e/ou sobre a Pedagogia Histórico-Critica, em defesa da escola pública como instrumento de transformação social. Professor permanente do Mestrado Profissional em Filosofia em Rede (PROF-FILO) da UNIRIO. 

Referências

BEZERRA, A. N. S. SOUSA, F. M. L. COLARES, A. A. C. Curricularização da extensão na formação docente: aproximações e contradições para uma práxis emancipadora. In Revista Olhar de professor. Ponta Grossa, PR, v. 25, p. 1-22, e-20879.072, 2022. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/20879. Acesso em: 10 mar. 2024.

BRASIL, Ministério da Educação e Cultura. Reforma Universitária. In Jornal Correio da Manhã. 22/08/1968.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ Constituiçao.htm. Acesso em: 30 fev. 2024.

BUFFA, E.; CANALES, R. P. Extensão: meio de comunicação entre universidade e comunidade. Eccos Revista Científica, São Paulo, v. 9, n 1, p. 157-169, jan./jun. 2007. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/eccos/article/view/492. Acesso em: 12 fev. 2024.

CORREIO DA MANHÃ. Relatório Final do Grupo de Trabalho da Reforma Universitária. 22 de agosto de 1968.

CUNHA, L. A. O Ensino Superior no Octênio FHC. In Revista Educação & Sociedade. Campinas, SP: v. 25, n. 55, p-14-29, abr. 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/kLKQrxCM8hVbjsQ5vs4SY9n/. Acesso em: 29 de jan. 2024.

FÁVERO, M. L. A Universidade do Brasil: das origens à construção. Rio de Janeiro: Editora UFRJ; INEP, 2000.

FERREIRA, M. C.; GUIMARÃES, R. G. M. A gestão da Extensão na UNIRIO no período 2004-2008: seguindo as trilhas do FORPROEX para avaliação. In: Interagir: pensando a extensão. Rio de Janeiro, n. 14, p. 59-64, jan./dez. 2009. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/interagir/article/view/1803/1372. Acesso em: 23 jan. 2024.

FORPROEX. Conceito de extensão, institucionalização e financiamento. Encontro Nacional de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras. Brasília: UNB, 04 e 05 nov. 1987. Disponível em: https://www.ufmg.br/proex/renex/images/documentos/1987-I-Encontro-Nacional-do-FORPROEX.pdf . Acesso em: 22 jan. 2024.

FORPROEX. Extensão Universitária: Organização e Sistematização. Belo Horizonte: COOPMED, 2007. (Coleção Extensão Universitária; v.6).

LEHER, R. Movimentos sociais, padrão de acumulação e crise da universidade. In Reunião Nacional da ANPED. Florianópolis: Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação, 2015. Disponível em: https://www.anped.org.br/biblioteca/item/movimentos-sociais-padrao-de-acumulacao-e-crise-da-universidade. Acesso em: 20 mar. 2023.

MARX, K. A questão judaica. 4ª. ed. São Paulo: Centauro, 2002.

MENEGHEL, S. M. A crise da universidade moderna no Brasil. Tese de doutorado. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2001. Disponível em: https://repositorio.unicamp.br/acervo/detalhe/212015. Acesso em: 21 jan. 2024.

MICHELETTO, R. M. A liberação do acesso e a extensão como estratégias de democratização da universidade: a experiência da Itália e do Brasil. Tese de doutorado. Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 1999.

MORI, R. C. Comunicar o conhecimento para (re)produzí-lo: O lema da extensão universitária. Rev. Cult. Ext. USP, São Paulo, v. 17, p. 83-95, mai. 2017. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rce/article/view/141929. Acesso em: 13 fev. 2024.

PEREIRA. R. S.; ALVES, J. D.; ÁLVARES. D. M.; SOUSA, F. R. Material didático carioca e suas relações com a BNCC: a teoria é uma coisa e a prática pode não ser outra? HOLOS, Ano 37, v.8, e13201, 2021. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/13201/pdf. Acesso em: 23 fev. 2024.

PEREIRA, R. S. Relatório final do Grupo de Estudos da Pedagogia Histórico-Crítica - GT UNIRIO. In Anais do Grupo de Estudos sobre a pedagogia histórico-crítica - Fase II - 2018. Arquivo administrativo do GEPHC/UNRIO, 2018.

RESOLUÇÃO Nº 7, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2018. Estabelece as Diretrizes para a Extensão na Educação Superior Brasileira e regimenta o disposto na Meta 12.7 da Lei nº 13.005/2014, que aprova o Plano Nacional de Educação - PNE 2014-2024 e dá outras providências.

PETTO, D. S.; NASCIMENTO, M. N. M. A extensão universitária: Contribuições da Universidade Federal de São Carlos / UFSCAR para as relações étnico-raciais. Revista HISTEDBR on-line, Campinas, SP, v.18, n.4 [78], p.1016-1045, out./dez. 2018.

SÁNCHEZ VÁZQUEZ, A. Filosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1968.

SAVIANI, Demerval. Ensino público e algumas falas sobre Universidade. São Paulo: Cortez Autores Associados, 1986.

SAVIANI, Demerval. Escola e democracia. 27. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1993. (Polêmicas do nosso tempo).

SAVIANI, Demerval. Pedagogia histórico-crítica: Primeiras aproximações. 11. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013

SAVIANI, Demerval. Educação: Do senso comum à consciência filosófica. 18. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2009. (Educação contemporânea).

SAVIANI, Demerval. A pedagogia no Brasil: História e teoria. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, Demerval. Ética, Educação e Cidadania. PhiloS - Revista Brasileira de Filosofia no 1° grau, ano 8, n.15, p. 19-37, jan./jun. 2001. Disponível em: http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/ccs/pebII/saviani.pdf. Acesso em: 04 jan. 2024.

SEMERARO, G. Intelectuais “orgânicos” em tempos de pós-modernidade. Caderno Cedes. Campinas, vol. 26, n. 70, p. 373-391, set./dez. 2006.

SEMERARO, G. Ética, educação e cidadania. In PhiloS - Revista Brasileira de Filosofia no 1° grau, ano 8, n. 15, p. 19-37, jan./jun. 2001.

SILVA, W. P. Extensão universitária: Um conceito em construção. Revista Extensão & Sociedade. Edição 2020.2. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/extensaoesociedade/article/view/22491. Acesso em: 25 mar. 2024.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Ata da 405ª reunião ordinária do DFE, de 21/03/2018, institui-se a criação do Grupo de Estudos sobre a pedagogia histórico-crítica no Brasil. Disponível em: Departamento de Fundamentos da Educação.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Ata Especial da 1ª reunião de abertura do Grupo de Estudos em pedagogia histórico-crítica (GEPHC/UNIRIO) realizada em 29/03/2018. (Arquivo administrativo do Grupo de Estudos sobre a pedagogia histórico-crítica no Brasil).

VIGOTSKI, L. S. (1999a). A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes.

Downloads

Publicado

2024-05-29

Como Citar

PEREIRA, Rosimeri da Silva; ALVES, Dalton José. Escola e democracia, extensão universitária e a formação de professores no Brasil: uma concepção pedagógica em defesa da educação escolar como instrumento de transformação social. Debates em Educação, [S. l.], v. 16, n. 38, p. e17567, 2024. DOI: 10.28998/2175-6600.2024v16n38pe17567. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/17567. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: 40º aniversário do livro Escola e Democracia: contribuição e novos desafios

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.