A Pedagogia Histórico-Crítica como caminho possível para uma Educação Ambiental Crítica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n26p283-301

Palavras-chave:

Pedagogia Histórico-Crítica. Educação Ambiental. Materialismo Histórico Dialético.

Resumo

A educação ambiental crítica vem avançando no sentido de marcar sua diferença com as perspectivas pedagógicas mais conservadoras. Contudo, sob esta denominação, foram englobadas concepções de educação ambiental com fundamentos bastante distintos, como a fenomenologia, a hermenêutica, a dialética idealista, a dialética materialista, a teoria crítica e a complexidade. Diante desta realidade, é necessário definir um posicionamento sobre qual crítica está sendo realizada e com qual objetivo. Assim, apesar da educação ambiental crítica mostrar a necessidade de enfrentar a crise socioambiental, enfrentando a profunda desigualdade social, é importante definirmos a pedagogia histórico-crítica e o materialismo histórico dialético como fundamentos filosófico e pedagógico radicais enquanto caminho concreto possível de enfrentamento necessário na superação dos problemas socioambientais.

Biografia do Autor

Marcela de Moraes Agudo, Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)

Professora do Magistério Superior do Instituto de Recursos Naturais (IRN) da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), leciona no curso de Ciências Biológicas Licenciatura. Licenciada e Bacharel em Ciências Biológicas pela UNESP/Botucatu. Pedagoga pela UNESP/Bauru. Mestra e Doutora em Educação para a Ciência na UNESP/Bauru (bolsista CAPES - Proex e FAPESP), pesquisando a educação ambiental na formação de professores. Participa, desde 2011, do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental (GPEA), liderado pela Profa Dra Marília Freitas de Campos Tozoni-Reis. Foi estagiária da UNESP/Botucatu de 2006 a 2011, participando de projetos de iniciação científica, e bolsista de órgãos de fomento (CNPQ e FAPESP). Tem experiência profissional na Educação Básica, atuando na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e na Secretaria Municipal de Educação de Bauru/SP; e no Ensino Superior, como professora nos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e Pedagogia na UNESP/Bauru. Principais temas de pesquisa: Sociedade e Natureza. Ensino de Ciências da Natureza e Biologia. Educação Ambiental. Formação de Professores. Fundamentos da educação. Trabalho docente. Escola pública.

Lucas André Teixeira, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Possui graduação em Geografia - Licenciatura Plena - pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Catanduva (2001), Mestrado (2009) e Doutorado (2013) em Trabalho Docente e Educação Ambiental pelo Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência (UNESP/Bauru/SP). É Professor Assistente do Departamento de Didática e do Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar, na UNESP Araraquara (SP). Desenvolve ações de ensino, pesquisa e extensão nos seguintes temas: trabalho docente; estágio supervisionado em Ciências Sociais, ensino de Sociologia, ensino de Geografia, História e educação ambiental. Possui experiência profissional como Professor de Geografia na Educação Básica II do Governo do Estado de São Paulo e nas Escolas Técnicas Estaduais (ETECs) vinculadas à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado de São Paulo. 

Referências

AGUDO, Marcela de Moraes. A educação ambiental na formação dos pedagogos: a unidade técnico política. 2017. 269 f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) – Faculdade de Ciências. Universidade Estadual Paulista, Bauru. 2017.

AGUDO, Marcela de Moraes; TEIXEIRA, Lucas André. Tendências epistemológicas na pesquisa em educação ambiental em trabalhos do ENPEC. In: X Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), 2015, Águas de Lindóia. Anais... Florianópolis (SC): ABRAPEC, 2015. v. 1.

AGUDO, Marcela de Moraes.; Teixeira, Lucas André. As contribuições da pedagogia histórico-crítica para a educação ambiental crítica. In: PASQUALINI, Juliana Campregher; TEIXEIRA, Lucas André; AGUDO, Marcela de Moraes. (Orgs.). Pedagogia histórico-crítica: legado e perspectivas. 1 ed. Campinas: Navegando, 2018, v. 1, p. 213-234.

BERBEL, Neusi Aparecida Navas. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface: Comunicação, Saúde, Educação, v. 2, n. 2, 1998.

DUARTE, Newton. A importância da concepção de mundo para a educação escolar: porque a pedagogia histórico crítica não endossa o silêncio de Wittgenstein. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 8-25, jun. 2015.

FOLADORI, Guillermo. Bases marxistas para la educación ambiental. Ambiente e Educação, v. 23, n. 3, p. 159-169, 2018.

GRÜN, Mauro. Ética e educação ambiental: a conexão necessária. 11 ed. Campinas: Papirus, 2007.

JUNQUEIRA, Juliana Neves. Por uma educação ambiental histórico-crítica na escola. Tese (Doutorado) – UNESP, Faculdade de Ciências, Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência. Bauru, 2014.

LAVOURA, Tiago Nicola; MARSÍGLIA, Ana Carolina Galvão. A pedagogia histórico-crítica e a defesa da transmissão do saber elaborado: apontamentos acerca do método pedagógico. Perspectiva, Florianópolis, v. 33, n. 1, 345-376, jan./abr. 2015.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Sustentabilidade e educação: um olhar da ecologia política. São Paulo: Cortez, 2012.

MAIA, Jorge Sobral da Silva; TEIXEIRA, Lucas André; AGUDO, Marcela de Moraes Agudo. Educação ambiental como campo de disputas: a necessária discussão epistemológica. Planeta Amazônia, Macapá, n. 7, p. 75-87, 2015.

MALANCHEN, Julia. O realismo social de Michael Young e a pedagogia histórico-crítica: perspectivas e aproximações na definição de conhecimento escolar. Nuances, v. 29, p. 45-68, 2018.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 14 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2002.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 9 ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

SILVA, Maria Cristina Bolela. A perspectiva crítica nas pesquisas em educação ambiental – dissertações e teses. Dissertação (Mestrado), Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, 2015.

TEIXEIRA, Lucas André; NEVES, Juliana Pereira; SILVA, Fabiane de Paula; TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos; NARDI, Roberto. Referenciais teóricos da pesquisa em educação ambiental em trabalhos acadêmicos. In: VI Encontro Nacional de Pesquisa em educação para a Ciência, 2007, Florianópolis. Anais... São Paulo: ABRAPEC, 2007.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Contribuições para uma pedagogia crítica na educação ambiental: reflexões teóricas. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; TREIN, Eunice; PEDROSA, José Geraldo; TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos; LEHER, Roberto; NOVICKI, Victor. (Orgs.). A questão ambiental no pensamento crítico: natureza, trabalho e educação. Rio de Janeiro: Quartet, 2007.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Educação ambiental: natureza, razão e história. 2 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

TREIN, Eunice Schilling. A educação ambiental crítica: crítica de que? Revista Contemporânea de Educação. v. 7, n 14, Rio de Janeiro, 2012.

Downloads

Publicado

06/04/2020

Como Citar

AGUDO, M. de M.; TEIXEIRA, L. A. A Pedagogia Histórico-Crítica como caminho possível para uma Educação Ambiental Crítica. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 26, p. 283–301, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12n26p283-301. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/7295. Acesso em: 20 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê “Pedagogia histórico-crítica, psicologia histórico cultural e ensino de ciências”