O trabalho pedagógico como aspecto nuclear da formação inicial em educação física

encaminhamentos a partir de uma pesquisa-ação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2021v13nEsp2p571-597

Palavras-chave:

Formação de professores, Projeto político pedagógico, Estruturação curricular

Resumo

Com o objetivo de refletir sobre os desafios da prática docente em Educação Física (EF) para propor possibilidades para a Formação Inicial (FI), foi desenvolvida uma elaboração teórica a partir dos dados produzidos em uma pesquisa-ação realizada com dois professores de EF que atuam no Ensino Fundamental. Os resultados indicam que pode haver enorme potencial formativo quando o trabalho pedagógico do professor assume uma posição nuclear na FI de professores de EF. Isto permite vislumbrar possibilidades para maior tomada de consciência acerca da docência, da complexidade do ato educativo e do seu “entorno”, o que inaugura novas possibilidades para que os acadêmicos sejam formados e se formem com maior potencial emancipatório, desenvolvendo uma espécie de “inteligência de navegação”.

Biografia do Autor

Ivan Carlos Bagnara, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS - Campus Erechim.

Doutor em Educação nas Ciências. Professor do Ensino Báscio, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS - campus Erechim. Área: Educação Física.

Paulo Evaldo Fensterseifer, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijuí.

Doutor em Educação. Professor do Programa de Pós-Graduação - Mestrado e Doutorado - em Educação nas Ciências da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijuí.

Sidinei Pithan da Silva, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijuí.

Doutor em Educação. Professor do Programa de Pós-Graduação - Mestrado e Doutorado - em Educação nas Ciências da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijuí.

Referências

BAGNARA, I. C. A interlocução pedagógica na Educação Física escolar: horizontes para pensar a Formação Inicial. 2017. 309 f. Tese (Doutorado em Educação nas Ciências) – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, 2017.

BAGNARA, I. C.; FENSTERSEIFER, P. E. Formação inicial em educação física: tematizando um contexto com múltiplos desafios. In: SALÃO DO CONHECIMENTO; JORNADA DE PESQUISA, 20., 2017, Ijuí. Anais eletrônicos [...]. Ijuí, RS: Unijuí, 2017.

BAGNARA, I. C.; FENSTERSEIFER, P. E. Educação física escolar: política, currículo e didática. Ijuí: Editora Unijuí, 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edição revista e ampliada. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRACHT, V. et al. Pesquisa em ação: educação física na escola. 3. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2014.

BRAYNER, F. H. A. Educação e republicanismo: experimentos arendtianos para uma educação melhor. Brasília: Liber Livro, 2008. 144 p.

CAPARROZ, E. F.; BRACHT, V. O tempo e o lugar de uma didática da EF. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas, SP, v. 28, n. 2, p. 21-37, jan. 2007. Disponível em: http://rbce.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/viewFile/53/61. Acesso em: 12 dez. 2019.

CARNOY, M. A vantagem acadêmica de Cuba: por que seus alunos vão melhor na escola. São Paulo: Ediouro, 2009.

CONCEIÇÃO, V. J. S.; MOLINA NETO, V. Formação e prática educativa do professor na Educação Física: o início da docência sob olhar da pedagogia crítica. In: CONCEIÇÃO, V. J. S.; FRASSON, J. S. Textos e contextos sobre o trabalho do professor de educação física no início da docência. Porto Alegre: Sulina, 2016. p. 23-44.

FENSTERSEIFER, P. E. Formação em educação física: para sair da menoridade. In: KRUG, H. N.; PEREIRA, F. M.; AFONSO, M. R. (org.). Educação física: formação e prática pedagógica. Pelotas: UFPel, 2009. p. 103-119.

FENSTERSEIFER, P. E. Função da escola pública. In: SANTIAGO, A. R. F.; FEIL, I. T. S.; ALLEBRANDT, L. I. (org.). O curso de pedagogia da Unijuí – 55 anos. Ijuí: Editora Unijuí, 2013. p. 123-147.

FENSTERSEIFER, P. E.; GONZÁLEZ, F. J. La educación física como disciplina curricular en una escuela republicana: notas para pensar la formación del profesorado. Ágora para la Educación Física y el Deporte, n. 13, v. 3, p. 299-320, sept./dec. 2011. Disponível em: https://www5.uva.es/agora/revista/13_3/agora13_3d_fensterseifer_et_al. Acesso em: 25 jul. 2019.

FERNANDEZ, C. PCK – conhecimento pedagógico do conteúdo: perspectivas e possibilidades para a formação de professores. In: ENCONTRO Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 8., 2011. Campinas. Atas [...]. Campinas, SP, 2011. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/viiienpec/resumos/R0370-1.pdf. Acesso em: 19 jul. 2019.

GARCÍA, C. M. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Revista Brasileira de Pesquisa Sobre Formação Docente, Belo Horizonte, v. 3, n. 3, p. 11-49, ago./dez. 2010. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br. Acesso em: 20 abr. 2019.

GONZÁLEZ, F. J. Projeto curricular e educação física: o esporte como conteúdo escolar. In: REZER, Ricardo (org.). O fenômeno esportivo: ensaios crítico-reflexivos. Chapecó: Argos, 2006. p. 69-109.

GONZÁLEZ, F. J.; FENSTERSEIFER, P. E. Desconstrucción, construcción y reconstrucción de la Educación Física: desafíos para la formación inicial. Revista de Didáticas Específicas, n. 1, p. 191-203, 2009. Disponível em: http://www.didacticasespecificas.com. Acesso em: 25 jul. 2019.

GONZÁLEZ, F. J.; FRAGA, A. B. Afazeres da educação física na escola: planejar, ensinar, partilhar. Erechim: Edelbra, 2012.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 6. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2006.

ISSE, S. F. O estágio supervisionado na formação de professores de educação física: saberes e práticas dos estudantes-estagiários. 2016. 234 f. Tese (Doutorado em Ciência do Movimento Humano) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança, Porto Alegre, 2016.

MARCELO, C.; MAYOR, C.; MURILLO; P. Monográfico: profesorado principiante e inserción profesional a la docencia. Revista de Curriculum y Formación del Profesorado, v. 13, n. 1, 2009. p. 1-5. Disponível em: https://recyt.fecyt.es/index.php/profesorado/article/view/41877. Acesso em: 17 jul. 2019.

MARCON, D. Construção do conhecimento pedagógico do conteúdo dos futuros professores de educação física. 2011. 574 f. Tese (Doutorado em Ciências do Desporto) – Universidade do Porto, Faculdade de Desporto, Porto, 2011.

MOLINA, R. M. K. Projeto político-pedagógico. In: GONZÁLEZ; GONZÁLEZ, F. J.; FENSTERSEIFER, P. E. Dicionário crítico de educação física. 3. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2014. p. 545-547.

MOLINA, R. M. K.; MOLINA NETO, V. Pesquisar com narrativas docentes. In: MOLINA NETO, V.; TRIVIÑOS, A. N. S. (org.). A pesquisa qualitativa na educação física: alternativas metodológicas. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2010. p. 165-176.

NÓVOA, A. Para una formación de profesores construída dentro de la profesión. Revista de Educación, 350, p. 203-218, set./dez. 2009. Disponível em: http://www.revistaeducacion.mec.es/re350/re350_09.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

OLIVEIRA, G. T. A.; SCHNETZLER, R. P. Marcos e marcas da formação e do desenvolvimento docente em Educação Física. Comunicações, Piracicaba, v. 23, n. 3, p. 91-112, set./dez. 2016. Disponível em: www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacoes/article/view/2710. Acesso em: 25 jul. 2019.

SANTOMÉ, J. T. Currículo escolar e justiça social: o cavalo de Troia da educação. Porto Alegre: Penso, 2013.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, Cambridge, v. 57, n. 1, p. 1-27, 1987.

SHULMAN, L. S. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Profesorado. Revista de Currículum y Formación de Profesorado, Granada, v. 9, n. 2, p. 1-30, 2005. Disponível em: https://www.ugr.es/~recfpro/rev92ART1.pdf. Acesso em: 17 ago. 2019.

SILVA, S. P. Conhecimento escolar e ensino de história no cenário da globalização: o professor como pesquisador. Curitiba: Editora CRV, 2018.

SILVA, T. T. Apresentação. In: GOODSON, I. F. Currículo: teoria e história. 8. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

SOUTO, N. Q. O. Diálogos entre a relação com o saber do professor, sua formação e o trabalho pedagógico. 2013. 221 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Brasília, 2013.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 16. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. 18. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

VEIGA, I. A. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: VEIGA, I. A. (org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 23. ed. Campinas, SP: Papirus, 2007.

Downloads

Publicado

30/11/2021

Como Citar

BAGNARA, I. C.; FENSTERSEIFER, P. E.; SILVA, S. P. da. O trabalho pedagógico como aspecto nuclear da formação inicial em educação física: encaminhamentos a partir de uma pesquisa-ação. Debates em Educação, [S. l.], v. 13, n. Esp2, p. 571–597, 2021. DOI: 10.28998/2175-6600.2021v13nEsp2p571-597. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/10953. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)