Formação em contexto

as percepções de professoras dos anos iniciais em Fortaleza (CE)

Autores

  • Petrônio Cavalcante UFPA
  • Francione Charapa Alves UFCA
  • Maria Socorro Lucena Lima UECE

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2023v15n37pe14074

Palavras-chave:

Formação continuada, formação em contexto, prática pedagógica

Resumo

Objetiva-se compreender as percepções de professoras dos anos iniciais, em Fortaleza-CE, sobre a formação em contexto. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, com entrevista semiestruturada junto a sete professoras de uma escola pública municipal, com dados examinados à luz da análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que é ofertada uma formação continuada sob uma perspectiva crítica e reflexiva, mas que as professoras não constroem essa formação coletivamente. Além disso, os temas da formação não são definidos por professores e coordenadores pedagógicos, mas pela Secretaria de Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Petrônio Cavalcante, UFPA

Professor efetivo da Secretária Municipal da Educação de Fortaleza, Ceará. Doutorando em Educação, na linha de pesquisa Formação de Professores, Trabalho Docente, Teorias e Práticas Educativas pela Universidade Federal do Pará (PPGED/UFPA, 2022-2026). Atualmente, integra o quadro de pesquisadores do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Pará (UFPA), coordenado pelo Prof. Dr. Benedito de Jesus Pinheiro Ferreira, a partir da Pedagogia Histórico-Crítica (PHC) e alfabetização.

 

 

Francione Charapa Alves, UFCA

Professora Adjunta da Universidade Federal do Cariri- UFCA.Pós-doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará-UECE. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará- UFC/CAPES-DS, linha Educação, Currículo e Ensino ( 2012-2016) com Doutorado Sanduíche na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa- UL, Portugal (2015-2016). Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará- UECE, linha de pesquisa Didática e Formação Docente/CAPES (2009-2011)

Maria Socorro Lucena Lima, UECE

Doutora em Educação na área de Didática, Teorias de Ensino e Práticas Escolares pela Universidade de São Paulo - USP (2001) com Pós-doutorado em Educação junto ao Departamento de Metodologia de Ensino e Educação Comparada na Universidade de São Paulo-USP (2007), com Estágio na Universidade do Minho-Portugal. Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará - UFC (1995), Graduada em Letras (1971) e em Pedagogia (1978) pela Universidade Regional do Cariri - URCA. Integra o quadro de pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Educação-PPGE da Universidade Estadual Estadual - UECE, na linha Docência no Ensino Superior e na Educação Básica. Foi Professora Visitante na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB 2017-2019. Pertence ao Grupo de Estudos e Pesquisas em Formação de Educadores - GEPEFE e Grupo de Estudos e Pesquisas sobre a Formação do Educador e ELOSS - Educação e Cooperação Su -Sul - UNILAB.Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Didática e Estágio Curricular Supervisionado, trabalho docente, práticas escolares, docência no ensino superior e formação continua e professores. 

Referências

ÁVILA, M. A et al. Entrevista não estruturadas. In: LOMBARDI, M. R.; ÁVILA, M.; BOCCARA, M. A. (Orgs.). O prazer da entrevista em pesquisas qualitativas. Curitiba: CRV, 2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Institui a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

COSTA, L. R et al. O “relato de vida” como método das ciências sociais: Entrevista com Daniel Bertaux. Tempo Social, v. 32, n. 1, p. 319-346, 2020.

FORTALEZA. Secretaria Municipal de Educação. Orientações gerais para o desenvolvimento do trabalho pedagógico no Ensino Fundamental. Fortaleza: SME, 2019.

FORTALEZA. Projeto Político Pedagógico (PPP). E. M. João Saraiva Leão. Fortaleza, 2020.

FUSARI, J. C.; FRANCO, A. P. Formação contínua em serviço e projeto pedagógico: uma articulação necessária. In: GHEDIN, E. (Org.). Perspectivas em formação de professores. Manaus: Editora Valer, 2007.

GADOTTI, M. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. 2. ed. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 2011.

GATTI, B. A. Análise das políticas públicas para formação continuada no Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação, v. 13 n. 37, jan./abr. 2008.

GIVIGI, R. C. do N. et al. Formação continuada dos professores em contexto: espaços de diálogo/formação no ensino fundamental. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 15, n. 41, p. 126-148, 2018.

GOTTARDI, A et al. A. A escola como espaço de formação continuada de professores. In: Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3. Anais... nov. 2021. Disponível em: https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/SIEPE/article/view/110918 Acesso em: 22 mar. 22.

GUMBE, J. S. V. Terminologia do Subsistema de Formação de Professores: Proposta de um glossário terminológico. Tese (Doutorado) – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade de Novo Lisboa, Lisboa, Portugal, 2017.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2011.

IMBERNÓN, F. Qualidade do ensino e formação do professorado: uma mudança necessária. São Paulo: Cortez, 2016.

LIMA, M. S. L. A formação contínua do professor nos caminhos e descaminhos do desenvolvimento profissional. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

LINS, C. P. et al. Os modos de ser estar e os saberes fazeres da docência atravessados pelas “parcerias” público-privado na Rede Pública de Ensino Municipal do agreste de Pernambuco. Debates em Educação, v. 12, p. 610-623, 2020.

MARTINS, E. S. Educação das relações étnico-raciais e formação de professores de ciências da natureza e matemática: um estudo em escolas de ensino médio do Maciço de Baturité/CE. Relatório de Pós-Doutorado. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, J.; KISHIMOTO, T. M. (Orgs.). Formação em contexto: uma estratégia de integração. São Paulo: Nova Fronteira, 2002.

ORSOLON, L. A. M. O coordenador/formador como um dos agentes de transformação da/na escola. In: ALMEIDA, L. R.; PLACCO, V. M. N. de S. (Orgs.). O Coordenador pedagógico e o espaço da mudança. São Paulo: Ed. Loyola, 2014. p. 17-26.

PIMENTA, S. G. Pedagogo na escola pública. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. São Paulo: Editora Vozes Limitada, 2012.

TOZETTO, S. S. Docência e formação continuada. In: Formação de professores: contextos, sentidos e práticas. IV Seminário Internacional de Representações Sociais, subjetividade e educação. VI Seminário Internacional sobre Profissionalização Docente. Anais... 2017. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/23503_13633.pdf Acesso em: 22 mar. 2022.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman editora, 2015.

Publicado

2023-03-25

Como Citar

CAVALCANTE, Petrônio; ALVES, Francione Charapa; LIMA, Maria Socorro Lucena. Formação em contexto: as percepções de professoras dos anos iniciais em Fortaleza (CE). Debates em Educação, [S. l.], v. 15, n. 37, p. e14074, 2023. DOI: 10.28998/2175-6600.2023v15n37pe14074. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/14074. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.