Contribuições da Escola de Frankfurt à Escola Contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n27p50-59

Palavras-chave:

Escola Contemporânea. Escola de Frankfurt. Teoria Crítica.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo, relacionar as produções dos teóricos da Escola de Frankfurt, por meio das contribuições educacionais à Escola Contemporânea. Mesmo sem tratar diretamente à educação, considerou-se examinar textos de Adorno e Benjamim, por embasar-se no discurso crítico-reflexivo para a sociedade atual.  Como método, recorreu-se a revisão literária, ao analisar se houve um legado aos indivíduos do século XXI, e se os conceitos de Teoria Crítica e Indústria Cultural pode ser discutidos como aporte educacional. Os resultados da pesquisa, remetem a junção entre teoria e prática, como ação dos educadores e pesquisadores. Concluiu-se que Adorno e Benjamim apresentam inúmeros subsídios para uma compreensão na função educativa do refletir, na importância do resgate da formação cultural como postulado pedagógico da emancipação e na responsabilidade da escola no processo de experiência e desbarbarização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner Feitosa Avelino, Faculdade de Americana (FAM)

Mestre em Educação pela Unesp de Rio Claro, Especialização em História pela Unicamp, Especialização em Gestão Escolar pela Faculdade Net Work, Especialização em História do Brasil pelas Faculdades Integradas Simonsem, Graduação em História pela FEUC, Graduação em Pedagogia pela Faculdade da Aldeia de Carapicuiba. Possui experiência como Professor de História e Geografia na Escola de Ensino Integral da Educação Básica, Coordenador Pedagógico e Diretor Escolar. Atualmente é Professor III na Faculdade de Americana no Curso de Pedagogia

Tácio José Natal Rapozo, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Doutorando em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Roraima - UFRR (2015) e Máster en Educación: Planificación, Innovación y G - Universidad de Alcalá de Henares (2010), Especialista em Planejamento, Inovação e Gestão da Prática Educativa pela Universidade Gama Filho (2010). Especialista em Educação Internacional pela Universidad de Alcalá de Henares (2009), Especialista em Psicopedagogia pela Faculdade de Teologia de Boa Vista - RR (2009) e Graduado em Geografia pelo Centro Universitário de Votuporanga (2001).

Referências

AMBROSINI, Tiago Felipe. Educação e Emancipação Humana: Uma Fundamentação Filosófica. Thaumazein, Ano V, Número 09, Santa Maria, pp. 40-56. 2012. Disponível em: https://www.periodicos.unifra.br/index.php/thaumazein/article/view/85/pdf Acesso em 04 fev. 2019.

ADORNO, T. W. Educação e Emancipação. Trad. Wolfgang Leo Maar. 3ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

ADORNO, T. W. “Teoria da Semicultura”. Tradução de Newton Ramos-de-Oliveira, Bruno Pucci e Cláudia B. Moura Abreu. In: Educação e Sociedade: Revista quadrimestral de ciência da educação. Ano XVII, nº 56, Campinas: Editora Papirus, 1996.

ADORNO, T. W. Teoria da Semiformação. In: Pucci, B. Zuin, A. A. S. & Lastoria, L. A. C. N. (Orgs) Teoria Critica e inconformismo – novas perspectivas de pesquisa. Campinas: Autores Associados, pp. 7 – 40. 2010.

BENJAMIN, W. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Summus.1984.

COSTA, B.C.G. Indústria cultural. Análise crítica e suas possibilidades de revelar ou ocultar a realidade. In: PUCCI, B. (Org.). Teoria crítica e educação. A questão da formação cultural na Escola de Frankfurt/1. Petrópolis, RJ: Vozes; São Paulo, SP: EDUFSCar, 1995.

DOS SANTOS, Sandro Vinicius Sales. Walter Benjamin e a experiência infantil: contribuições para a educação infantil. Pro-Posições, v. 26, n. 2 (77) p. 223-239 mai./ago. 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-7307201507711 Acesso em: 02 fev. 2019.

ECO, U. Apocalípticos e integrados. São Paulo, Perspectiva, 386 p. 1979.

GUEDES, Lizandra; DEPIERI, Adriana. Educação e resistência: relato de experiência. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.32, n.2, p. 311-324, maio/ago. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v32n2/a07v32n2.pdf Acesso em 04 fev. 2019.

LOUREIRO, R. Aversão à teoria e indigência da prática: crítica a partir da filosofia do Adorno. Educ. Soc. [online]. vol.28, n.99, pp. 522-541. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n99/a12v2899.pdf Acesso em 05 fev. 2019.

KANT, Immanuel. Resposta à Pergunta: que é o Iluminismo? In: A paz perpétua e outros opúsculos. (Trad.) Artur Mourão. Lisboa: Edições 70, 2009.

MARQUES LEISTNER, Rodrigo. O debate da Escola de Frankfurt e suas contribuições para uma reflexão crítica da sociedade contemporânea. Ciências Sociais, Unisinos, vol. 51, núm. 2, maio-agosto, p. 110-122, 2015.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações. Comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro, UFRJ,356 p. 2003.

PEREIRA, R. M. R. Um pequeno mundo próprio inserido em um mundo maior. In R. M. R. Pereira, & N. M. R. Macedo. Infância em pesquisa. p. 25-57. Rio de Janeiro: NAU. 2012.

PUCCI, B. Teoria Crítica e Educação: Contribuições da Teoria Crítica para a formação do professor. Espaço Pedagógico, v. 8, p. 13-30, 2001. Disponível em: http://www.unimep.br/~bpucci/teoria-critica-e-educacao.pdf Acesso em: 04 jan. 2019.

RÜDIGER, F. Comunicação e teoria crítica da sociedade: Adorno e a Escola de Frankfurt. Porto Alegre, Edipucrs, 1999.

SANTOS, S. V. S. dos. A gente vem brincar, colorir e até fazer atividade – a perspectiva das crianças sobre a experiência de frequentar uma instituição de Educação Infantil. Dissertação de mestrado em Educação, UFMG, Belo Horizonte. 2013.

SANTOS, Tamires Dias dos. Theodor Adorno: uma crítica à indústria cultural. Revista Trágica: estudos de filosofia da imanência – Vol. 7 – nº 2 – p.25-36, 2º quadrimestre de 2014.

Downloads

Publicado

2020-06-22

Como Citar

AVELINO, Wagner Feitosa; RAPOZO, Tácio José Natal. Contribuições da Escola de Frankfurt à Escola Contemporânea. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 27, p. 50–59, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12n27p50-59. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/7326. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.