Práticas avaliativas do processo de leitura nos ciclos finais da educação de jovens e adultos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2021v13nEspp358-379

Palavras-chave:

Leitura, Avaliação da aprendizagem, Práticas avaliativas, Práticas leitoras, Educação de Jovens e Adultos.

Resumo

O presente estudo tem como objetivos analisar a concepção de avaliação que subsidia as práticas avaliativas, executadas por professores de Língua Portuguesa, no campo da leitura, nos ciclos finais da Educação de Jovens e Adultos, como também identificar as principais dificuldades do processo de avaliação da aprendizagem das práticas leitoras vivenciadas pelos discentes. A pesquisa está fundamentada na abordagem metodológica qualitativa. Para a geração e a coleta de dados foram utilizados como instrumentos a observação participante e a entrevista semiestruturada. Participaram como colaboradores, um professor e uma professora que atuam na Educação de Jovens e Adultos nos municípios de Cabedelo-PB e João Pessoa-PB, respectivamente. As dificuldades mais significativas identificadas pelos profissionais no processo avaliativo são a interpretação e a compreensão leitora dos alunos, resultante da ausência de instrumentos e critérios avaliativos capazes de possibilitar o acompanhamento eficaz da aprendizagem neste domínio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joseval dos Reis Miranda, Universidade Federal da Paraíba-UFPB/Centro de Educação-CE/Departamento de Metodologia da Educação-DME.

Doutor em Educação. Professor da Universidade Federal da Paraíba, Centro de Educação, Departamento de Metodologia da Educação. Professor do Programa de Mestrado Profissional em Letras - PROFLETRAS/UFPB, na unidade Mamanguape, Campus IV- Litoral Norte e Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação-PPGE, Campus I, João Pessoa-PB.

João Batista Condado de Matos, Universidade Federal da Paraíba-UFPB.

Mestre em Letras pelo Programa Profletras (UFPB). Professor das redes municipais de Cabedelo-PB e João Pessoa-PB.

Referências

BARRIGA, Ángel Díaz. Uma polêmica em relação ao exame. In: ESTEBAN, Maria Teresa (Org.). Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. 5.ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2003, p. 51-82.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei nº 9.394/96. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: Diário Oficial 23 dezes 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998.

CABRAL, Leonor Sciliar. Processos psicolinguísticos de leitura e a criança. Letras de Hoje. 19(1): 7-20, 1986.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. SP: Cortez, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança. 13ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

GOODMAN, Kenneth S. O processo de leitura: considerações a respeito das línguas e o desenvolvimento. In: FERREIRO, Emília; PALÁCIO, Margarita Gomes (Org.). Os processos da leitura e escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

JOLIBERT, Josette (Coord.). Formando crianças leitoras. Trad. B. C. Magne. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

KLEIMAN, Ângela. Leitura: ensino e pesquisa. 3. ed. Campinas: Pontes Editora, 2008.

KLEIMAN, Ângela. Oficina de leitura: teoria e prática. 9. ed. Campinas-SP: Pontes, 2002.

KOCH, Ingedore Villaça. & ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender: os sentidos do texto, São Paulo, Contexto, 2006.

LEFFA, Vilson. Fatores da compreensão na leitura. Cadernos do IL. Porto Alegre, UFRGS, n. 15, p. 143-159, 1996.

LEFFA, Vilson. Perspectiva no estudo da leitura: texto, leitor e interação social. In: LEFFA, Vilson; PEREIRA, Aracy E. O Ensino de leitura e produção textual. Pelotas: Educat, 1999.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22. ed. 4ª reimpressão. São Paulo: Cortez, 2015.

MARTINS, Maria Helena. O que é leitura. 7 ed. São Paulo: Brasiliense, 1986.

MIRANDA, Joseval dos Reis. A Avaliação das Aprendizagens na Educação de Jovens e Adultos por meio do Portfólio. 2011. Tese de Doutorado. Universidade de Brasília.

PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens, entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

SANTOS, Wlademir. Avaliação do aproveitamento. Alguns conceitos para a prática em sala de aula. Revista de Estudos Universitários. Sorocaba (SP). V. 22, no. 1, p. 09 -22, jun 1996.

SILVA, Ezequiel Theodoro. Concepções de leitura e suas consequências no ensino. Revista Perspectiva. Florianópolis, v. 17, n. 31, p. 11-19, jan./jun., 1999.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de Leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Downloads

Publicado

2021-09-29

Como Citar

MIRANDA, Joseval dos Reis; MATOS, João Batista Condado de. Práticas avaliativas do processo de leitura nos ciclos finais da educação de jovens e adultos. Debates em Educação, [S. l.], v. 13, n. Esp, p. 358–379, 2021. DOI: 10.28998/2175-6600.2021v13nEspp358-379. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/12064. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Formação de Professores e Práticas Pedagógicas: estratégias, inclusão e superações

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.