Por uma educação de promoção e salvaguarda dos jogos tradicionais

entrevista com Pere Lavega-Burgués

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2022v14n34p430-441

Palavras-chave:

Jogos Tradicionais, Patrimônio, Educação, Educação Física

Resumo

Este texto apresenta a entrevista realizada com o Pere Lavega-Burgués, uma das pessoas mais influentes na promoção e salvaguarda dos jogos e esportes tradicionais (JETs) no mundo. É professor do Instituto Nacional de Educação Física da Catalunha da Universidade de Lleida/Espanha, membro do Comitê Consultivo da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e presidente da Associação Europeia de Jogos e Esportes Tradicionais (AEJeST). A entrevista está centrada na sua atuação à frente da AEJeST, Organização não Governamental de caráter continental que atua para o reconhecimento dos JETs como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, por meio da formação de redes locais, nacionais e continentais; da promoção de eventos, festivais e formações pedagógicas; do desenvolvimento de pesquisas; da produção de materiais pedagógicos; e da intervenção em instituições globais, tais como a International Traditional Sports an Games Association e a UNESCO. Reconhecer, salvaguardar e nutrir o patrimônio cultural é fator essencial nos processos educativos e na continuidade de grupos sociais minoritários e ancestrais. 

Biografia do Autor

Elizara Carolina Marin, Universidade Federal da Paraíba

Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria (1988), mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (1996), doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2006), doutorado Sanduíche pela Universidade Autônoma de Barcelona (2005), Pós-doutorado (Estágio Sênior no Exterior) na Università degli Studi di Roma "La Sapienza" (2015-2016), Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (nível de mestrado) da UFSM (período 2011-2013), colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UFPel ( 2009-2018), Presidente da Associação Pan-americana de Jogos e Esportes Autóctones e Tradicionais (2017-2019), professora (Associado 4) da Universidade Federal da Paraíba. Atua principalmente nos seguintes temas: educação física; lazer; jogo; formação de professores

Referências

AEJeST. Red Mundial de Profesores e Investigadores de Juegos y Deportes Tradicionales. Disponível em: https://jugaje.com/red-profesores/. Acesso em: 21 fev. 2021.

AEJeST. Verona declaration – September 20th 2015 – Italy. 2015. Disponível em: https://jugaje.com/morbi-lectus-dui-rhoncus-dignissim-neque-vitae-tempor-justo-elementum/?lang=en. Acesso em: 20 jun. 2021.

ARANTES, Antônio Augusto. Sobre o inventário e outros instrumentos de salvaguarda do Patrimônio Cultural Intangível: Ensaio de antropologia pública. Anuário Antropológico, v. 1, n. 1, p. 173-222, 2008. Disponível em: https://www.sumarios.org/artigo/sobre-invent%C3%A1rios-e-outros-instrumentos-de-salvaguarda-do-patrim%C3%B4nio-cultural-intang%C3%ADvel. Acesso em: 21 fev. 2021.

LAGARDERA, Francisco; LAVEGA, Pere. Introducción a la Praxiología motriz. Barcelona: Editorial Paidotribo, 2003.

LAVEGA, Pere. Juegos y Deportes Populares Tradicionales. Múrcia, Espanha: Editorial Indi, 2000.

LAVEGA, Pere et al. Enhancing Multimodal Learning Through Traditional Sporting Games: Marro360◦. Front. Psychol, p.5-25, 2020. Disponível em: https://repositori.udl.cat/handle/10459.1/69487. Acesso realizado em: 11 jun. 2021.

LAVEGA, Pere, PRAT; Queralt, SÁEZ DE OCÁRIZ, Unai; SERNA, Jorge; MUÑOZ-ARROYAVE, Verónica. Reflection-on-action learning through traditional games. The case of la Pelota Sentada (sitting ball). Culture and Education, p.1-17, 2018. Disponível em: https://libgen.ggfwzs.net/book/68445503/17427e. Acesso em: 11 jun. 2021.

PELEGRINI, Sandra de Cássia Araújo; FUNARI, Pedro Paulo. O que é Patrimônio Cultural Imaterial. São Paulo: Brasiliense, 2013.

UNESCO. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Intangível. 2003. Disponível em: http://www.Unesco.org. Disponível em: 3 fev. 2021.

UNESCO. Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO. Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Paris, 1978. Disponível em: https://www.confef.org.br/arquivos/235409POR.pdf. Acesso em: 11 jun. 2021.

UNESCO. Informe preliminar sobre la conveniencia y el alcance de una carta internacional de juegos y deportes tradicionales. UNESCO. General Conference, 33., 2005. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000141146_spa?posInSet=2&queryId=16787e15-3015-43e4-86a5-3b96ac6f427e. Acesso em: 11 jun. 2021.

UNESCO. Terceira Conferência de Ministros e Altos Funcionários Encarregados da Educação Física e do Esporte – MINEPS III. Declaração de Punta del Este. Punta del Este,1999.

Downloads

Publicado

27/04/2022

Como Citar

MARIN, E. C. Por uma educação de promoção e salvaguarda dos jogos tradicionais: entrevista com Pere Lavega-Burgués. Debates em Educação, [S. l.], v. 14, n. 34, p. 430–441, 2022. DOI: 10.28998/2175-6600.2022v14n34p430-441. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/12681. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Entrevistas