Atuação do coordenador pedagógico no desenvolvimento do trabalho coletivo em Mato Grosso do Sul

Autores

  • Mary Ane de Souza SEMED-Dourados
  • Paulo Vitor Ferreira Gonçalves Prefeitura de Novo Horizonte do Sul - MS
  • Marsiel Pacífico Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2022v14nEspp658-679

Palavras-chave:

Trabalho Coletivo, Ambiente escolar, Coordenador pedagógico

Resumo

O trabalho investiga como o coordenador pedagógico tem atuado na promoção do trabalho coletivo nos ambientes escolares em Mato Grosso do Sul. Para tanto, inicialmente foi realizado uma revisão de literatura, depois a aplicação de um formulário online para professores com questões sobre o trabalho coletivo e por fim traz uma análise quanti-qualitativa das respostas dos formulários. A pesquisa mostrou que a maior parte dos professores consideram que são desenvolvidas atividades de cunho coletivo, em contrapartida, também responderam que há posturas individualistas, de superioridade e competitividade entre os docentes. Pode-se chegar à conclusão que o coordenador pedagógico tem sugestionado de maneira latente o trabalho coletivo, mas que a carga burocrática do trabalho impossibilita a efetivação dessa esfera nos ambientes escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mary Ane de Souza, SEMED-Dourados

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Mestre em educação, na linha de Políticas e gestão da Educação na UFGD/ Faculdade de Educação (FAED). Psicopedagoga pelo Centro Universitário da Grande Dourados. Especialista em Autismo pela Faculdade Futura e Especialista em Coordenação Pedagógica pela Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul. Participa do Grupo de Estudos e pesquisa em práticas pedagógicas escolares, trabalho docente e formação de professores para infâncias (GEPinfâncias), do Grupo de Estudos e Pesquisa em Política e Avaliação da Educação Superior (PAES) e do Grupo de Pesquisa Teoria Crítica, Educação e Sociedade(TCEducS). Já trabalhou como coordenadora pedagógica e professora da primeira infância. É membro do Forúm Municipal de Educação de Dourados-MS. Atualmente trabalha como professora de Educação Infantil no município de Dourados-MS e pesquisa sobre educação infantil, gestão escolar e avaliação.

Paulo Vitor Ferreira Gonçalves , Prefeitura de Novo Horizonte do Sul - MS

Pós Graduado em Psicopedagogia Clínica e Institucional - Instituto Z; Pós Graduado no MBA em Gestão Escolar - USP, graduação em Pedagogia - UNINOVE (2015), em Letras - Inglês - Faculdades Integradas de Naviraí(2010). Atuou como coordenador pedagógico da Escola Municipal Professor Eduardo Pereira Calado, coordenador local do Programa Mais Alfabetização, Presidente do Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - Fundeb. Atualmente é Secretário de Educação Municipal do município de Novo Horizonte do Sul - MS. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em planejamento educacional, orientação e supervisão.

Marsiel Pacífico, Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

Professor Permanente do Programa de Mestrado Profissional em Educação - PROFEDUC/UEMS. Professor Adjunto da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS) Unidade Universitária de Jardim. Líder dos Grupos de Estudo e Pesquisa: TCEducS - Teoria Crítica, Educação e Sociedade & NeuroPraPe - Neuroeducação e as Práticas Pedagógicas. Doutor em Educação (2013-2017) na linha de pesquisa do PPGE/UFSCAR "Educação, Cultura e Subjetividade", Mestre em Educação (2010-2012) na linha de "Filosofia, História e Sociologia da Educação" pela Universidade Federal de São Carlos onde também graduou-se em Pedagogia (2006-2009). Além disso é Especialista em Docência do Ensino Superior e Educação à Distância (FAVENI) e em Neuroeducação (Faculdades Campos Elíseos). Atuou nas instituições de ensino superior: UFAM, UEPG, UNESP/Araraquara, UNIFRAN e Faculdades Campos Elíseos (FCE); além de ter sido professor de ensino fundamental (2010-2012) e gestor escolar (2013-2017) na rede municipal de São Carlos.

Referências

ALONSO, M. O Trabalho Coletivo na Escola. In: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Formação de Gestores Escolares para a Utilização de Tecnologias de Informação e Comunicação. PUC-SP, 2002. p. 23-28.

BOY, L. C. G.; DUARTE, A. M, C. A dimensão coletiva do trabalho docente: uma experiência em duas escolas municipais de Belo Horizonte. Educ. rev., Belo Horizonte, v. 30, n. 4, p. 81-104, Dec. 2014. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/edur/a/QNgY6h5Jyhwhf7S8jgkStCC/?lang=pt >. Acesso em:10 de jan. 2021.

BRAGA, F. M.; MELLO, R. R. Comunidades de Aprendizagem e a participação educativa de familiares e da comunidade: elemento-chave para uma educação de êxito para todos. Educação Unisinos, 18(2):165-175, maio/agosto 2014. doi:10.4013/edu.2014.182.07

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996.

BRASIL. Lei Federal 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília, DF, 25.

DOMINGUES, I. O Coordenador pedagógico e a formação contínua do docente na escola. Tese (doutorado em educação) - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo, p. 235. 2009.

DOMINGUES, I.; BELLETATI, V. C. F.. A formação contínua em terreno colonizado: desafio para a coordenação pedagógica. In: FRANCO, Amélia Santoro, CAMPOS, Elisabete F. Esteves. A coordenação do trabalho pedagógico na escola [e-book]: processos e práticas Santos (SP) : Editora Universitária Leopoldianum, 2016. 142 p.

EAGLETON-PIERCE, M. On individualism in the neoliberal period. PSA 66th Annual International Conference, 21–23 March 2016, Hilton Brighton Metropole, Brighton, 2016.

ENGELS, F. O papel do trabalho na transformação do macaco em homem (1876). Revista Trabalho Necessário, v. 4, n. 4, 12 dez. 2006.

FERNANDES, A. A. VARANI, A. Do trabalho coletivo docente: o conceito revisitado. Crítica Educativa (Sorocaba/SP), v. 3, n. 1, p. 50-66, jan./jun. 2017.

FRANCO, M. A. S. Da pedagogia à coordenação pedagógica: Um caminho a ser re-desenhado 2016. In: FRANCO, M. A. S.; CAMPOS, E. F. E.. A coordenação do trabalho pedagógico na escola. Santos (SP): Editora Universitária Leopoldianum, 2016. 142 p.

FULLAN, M. HARGREAVES, A. A escola como organização aprendente: buscando uma educação de qualidade. Porto Alegre: Artes Médicas. 2000.

FUSARI, J. C.. A Construção da Proposta Educacional e do Trabalho Coletivo na Unidade Escolar. In: BORGES, A. S. et al. A autonomia e a qualidade do ensino na escola pública. São Paulo: FDE, 1992, p. 69-77.

GADOTTI, M. O Trabalho Coletivo como Princípio Pedagógico. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, n.24, p. 160-163, 2013.

HARARI, Y. N. Sapiens – uma breve história da humanidade. Editora L&PM. Rio Grande do Sul, RS: 2015.

HARGREAVES, A. Os Professores em Tempos e Mudança: O Trabalho e a Cultura dos Professores na Idade Pós-Moderna. Portugal: McGraw-Hill, 1998. 308 p.

LEME, M. I. S. A gestão da violência escolar. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 9, n. 28, p. 541-555, set./dez. 2009.

LIMA, P. G.. SANTOS, S. M.. O coordenador pedagógico na educação básica: desafios e perspectivas. Educere et Educare. Vol. 2 nº 4 jul./dez. 2007.

MALTÊZ, C. R.; et al. Educação e Patrimônio: O papel da Escola na preservação e valorização do Patrimônio Cultural. Pedagogia em ação, v.2, n.2, p. 39-49, nov. 2010.

MINAYO, M. C. S; SANCHES, O. Quantitativo-qualitativo: oposição ou complementaridade? Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 239-262, jul./sep.1993.

MIZIARA. L. A. S.; RIBEIRO, R.; BEZERRA, G. F. O que revelam as pequisas sobre a atuação do coordenador pedagógico. R. bras. Est. Pedag. Brasília. v 95, n. 241, p.609-635, set/dez. 2014.

NOGUEIRA, M. A. A relação família-escola na contemporaneidade: fenômeno social/interrogações sociológicas. Análise Social, vol. XL (176), p. 563- 578, 2005.

PACÍFICO, M.; DIAS, A. C.; ALMEIDA, T. C. O trabalho coletivo pedagógico e os fatores para sua não efetivação. Ipê Roxo. Jardim, ano 1, n 1, p. 29-47, jul-dez, 2019.

PACÍFICO, M.; GOMES, L. R. Comun. Mídia Consumo, São Paulo, v. 16, n. 45, p. 101-121, Jan./Abr. 2019. DOI 10.18568/CMC.V16I45.1778.

PLACCO, V. M. N. de S.; SOUZA, V. L. T. de; ALMEIDA, L. R. de. O/a coordenador/a pedagógico/a: aportes à proposição de políticas públicas. Caderno de pesquisa. São Paulo, v. 42, n. 147, p. 754-771, set./dez. 2012.

PARO, V. H. Gestão da Escola Pública: a participação da comunidade. R. bras. Est. pedag., Brasília. v 73, n.l 74, p.255-290, maio/ago. 1992.

SOUZA, C. F de; ARANDA, M. A. M. O papel do coordenador pedagógico na gestão da formação continuada de professores: desafios e possibilidades. Anais do Seminário Formação Docente: Intersecção entre Universidade e Escola. p.1505-1520, 2019. Disponível em: https://anaisonline.uems.br/index.php/. Acesso em: 1 ago. 2021.

VARANI, A. Da constituição do Trabalho docente coletivo: re-existência docente na descontinuidade das políticas educacionais. Tese Doutorado, Universidade Estadual de Campinas, 2005.

VICENTINI, A. A. F. O trabalho coletivo docente: contribuições para o desenvolvimento profissional dos professores. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP. Dissertação de Mestrado, 2006.

Downloads

Publicado

2022-06-10

Como Citar

SOUZA, Mary Ane de; GONÇALVES , Paulo Vitor Ferreira; PACÍFICO, Marsiel. Atuação do coordenador pedagógico no desenvolvimento do trabalho coletivo em Mato Grosso do Sul. Debates em Educação, [S. l.], v. 14, n. Esp, p. 658–679, 2022. DOI: 10.28998/2175-6600.2022v14nEspp658-679. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/13391. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.