World Café e o empreendedorismo no ensino de Biologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n27p141-162

Palavras-chave:

Professor Empreendedor. Transposição Didática. World Café.

Resumo

Este estudo de caso apresenta a inquietação de um professor de Anatomia e Fisiologia Humana que ao sentir-se insatisfeito com os resultados obtidos no processo avaliativo de estudantes de uma turma do curso de Licenciatura em Biologia de um campus do Instituto Federal em Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins, aplicou a metodologia World Café com a finalidade de favorecer o processo de ensino e aprendizagem. A construção teórica que embasou a compreensão do fenômeno em análise sustentou-se nos conhecimentos acerca da Transposição Didática, do Professor Empreendedor e da metodologia World Café. Os resultados obtidos na operacionalização, apontam o World Café como uma abordagem capaz de proporcionar através do diálogo a interação entre o saber, o professor e o aluno. As impressões deixadas pelos alunos em relação à metodologia World Café permitem vislumbrar a sala de aula como um território de possibilidades, portanto, ideal para a prática de métodos que permitam ao estudante ser o protagonista desse processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Masson Prediger, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins (IFTO)

Pós-graduanda no Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (PROFEPT) pelo IFTO. Bacharela em Administração de Empresas pela Faculdade Gamaliel. Atualmente pesquisa sobre o Ensino do Empreendedorismo para estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, cujo objeto da pesquisa aplicada é a execução de Oficinas de ensino do Empreendedorismo para os estudantes norteadas pelos principíos da omnilateralidade.

Weimar Silva Castilho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins (IFTO)

Possui Licenciatura em Física pela Universidade Federal de Goiás - (2003), pós-graduação Lato Sensu em Métodos e Técnicas de Ensino pela Universidade Salgado de Oliveira (2005), Mestre em Sistemas Mecatrônicos pela Universidade de Brasília (2008) e Doutor em Sistemas Mecatrônicos pela Universidade de Brasília (2016), na área de concentração de materiais funcionais e estruturas adaptativas, com o foco da pesquisa em ligas com memória de forma. Tem experiência na área de Ensino de Ciências e Matemática, com ênfase no Ensino de Física. Atualmente é professor do Instituto Federal do Tocantins ? IFTO, Campus Palmas, onde atua no Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) e Professor do curso do curso de Licenciatura em Física.

 

Raimundo Laerton de Lima Leite, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins (IFTO)

Professor Titular do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins. Possui graduação em Licenciatura em Ciências Agrícolas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1992), especialista em Agricultura Tropical pela Universidade Federal Rural de Pernambuco(1995), especialista em Plantio Direto pela Universidade de Brasília (2002), mestre em Ciência Animal Tropical pela Universidade Federal do Tocantins (2007) e doutor em Ciência Animal Tropical pela Universidade Federal do Tocantins (2012). É professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, Campus Araguatins desde o ano de 1995. Atualmente é professor do curso de Agronomia, onde ministra as disciplinas de Química e Fertilidade do Solo, Manejo e Conservação do Solo e Agricultura III e a disciplina de Culturas Anuais no Curso Técnico em Agropecuária Subsequente. Docente do Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional Tecnológica no IFTO.

 

Marco Aurélio Gomes de Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins (IFTO)

Licenciado pleno em Educação Física pela Universidade do Estado do Pará (UEPA), realizou Iniciação Científica pelo Laboratório de Biociências e Comportamento e Laboratório de Exercício Resistido com Ênfase na Saúde, trabalhando com exercício resistido e densidade mineral óssea em idosas osteoporóticas, com hipertensão arterial e biologia do sono. Mestre em Neurociências e Comportamento pela Universidade de São Paulo (USP), integra o Grupo Multidisciplinar de Desenvolvimento e Ritmos Biológicos (GMDRB) e atualmente é professor EBTT do Instituto Federal de Tocantins (IFTO.

Downloads

Publicado

2020-06-22

Como Citar

PREDIGER, Juliana Masson; CASTILHO, Weimar Silva; LEITE, Raimundo Laerton de Lima; OLIVEIRA, Marco Aurélio Gomes de. World Café e o empreendedorismo no ensino de Biologia. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 27, p. 141–162, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12n27p141-162. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/8081. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.