Leitura e escrita na Educação Infantil: caminhos possíveis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12nEspp263-274

Palavras-chave:

Leitura e Escrita. Infância. Prática docente

Resumo

O presente artigo é proveniente do curso denominado Questões em Torno do Ensino da Leitura e da Escrita na Escola, ministrado por Anne-Marie Chartier, vinculado ao projeto Currículo e avaliação, leitura e escrita: diálogos entre Brasil/França e Brasil/Portugal, aprovado pelo edital CAPES, Programa Escola de Altos Estudos - EAE Edital 14/2018. Aborda questões relativas ao ensino da leitura e da escrita na escola obrigatória. Adotamos a pesquisa bibliográfica utilizando como base teórica os textos utilizados durante o curso. O objetivo foi compreender e valorizar a inserção da leitura e escrita na infância, enquanto instrumento cultural e social. Os resultados alcançados foram positivos para a internacionalização dos programas de pós-graduação.

 

Biografia do Autor

Rosana Carla Gonçalves Gomes Cintra, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Graduação em Pedagogia (Licenciatura Plena) com habilitação em Administração Escolar, Educação Infantil, Séries Iniciais do Ensino Fundamental e Ensino Médio:magistério-formação de professores pela FUCMAT, atualmente, Universidade Católica Dom Bosco UCDB (1988). Mestrado em Educação pela mesma Universidade (1999) e Doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP (2003), Pós-Doutorado em Educação área de concentração Psicologia da educação, sub área Educação Especial na Universidade de Lisboa- Instituto de Educação 2015/2016. Atualmente é Professora Associada 4 da Faculdade de Educação-FAED da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul UFMS. Professora de graduação e pós-graduação, pesquisadora-orientadora e coordenadora da Linha de Pesquisa Educação, Psicologia e Prática Docente do Programa de Pós-graduação(Mestrado e Doutorado) em Educação PPGEdu-FAED-UFMS.

Jucileia Obregon Pires, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (PPGEdu/FAED/UFMS). Foi bolsista de mestrado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Licenciada em Pedagogia pela UFMS/CPAQ (2004).Epecialista em Educação Inclusiva, formação LIBRAS( FAEL/2013) E professora efetiva no quadro Professora de Educação Infantil no Município de Jardim/MS. Foi professora Colaboradora na UEMS, ministrando a disciplina de LIBRAS no Curso de Geografia e Letras,(2016 -2017). Foi coordenadora de educação Infantil pré escolar e series iniciais na escola Beracy Brunet Barbosa (2017). Atualmente é Membra do Grupo de Estudos e Pesquisa em Múltiplas Linguagens. GEPEMULT.

 

Luci Carlos de Andrade, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Possui Graduação em Pedagogia com Habilitação em Educação Infantil pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2000), Mestrado em Educação (agosto/2005) e Doutorado em Educação (2015), pela mesma Universidade. Professora Adjunta nos Cursos de Pedagogia, Letras e Licenciatura Intercultural Indígena na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Unidade Aquidauana. Integrante no Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Múltiplas Linguagens/UFMS. Desenvolve atividades de pesquisas na área da Educação Infantil, com ênfase nos seguintes temas: Formação de Professores, Infância e Ludicidade. Educação Escolar Indígena, Infância Indígena

Downloads

Publicado

10/12/2020

Como Citar

CINTRA, R. C. G. G.; PIRES, J. O.; DE ANDRADE, L. C. Leitura e escrita na Educação Infantil: caminhos possíveis. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. Esp, p. 263–274, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12nEspp263-274. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/9879. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê "Ensinar a ler e a escrever: múltiplos contextos e perspectivas"