É necessário ensinar a ler para formar leitores: saberes-fazeres mobilizados por uma professora alfabetizadora considerada bem-sucedida

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12nEspp132-153

Palavras-chave:

Saberes-fazeres. Leitura. Práticas de ensino consideradas bem-sucedidas.

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de analisar os saberes-fazeres mobilizados por uma alfabetizadora considerada bem-sucedida, no que concerne ao ensino de leitura. Dialogamos com autores como Soares (2016), Morais (2012), Tardif (2008) e Certeau (1994). Participou do estudo uma professora do 3º ano do ensino fundamental considerada bem-sucedida por diferentes grupos da comunidade escolar. Para produção e análise dos dados, utilizamos observação participante, entrevista de autoconfrontação e análise do conteúdo. Constatamos que a professora compreendia a leitura como um processo de compreensão e produção de sentidos; entendia que só se aprende a ler lendo e que, para alunos com diferentes níveis de apropriação da leitura, era necessário realizar intervenções também diferentes.

Biografia do Autor

Maria Geiziane Bezerra Souza, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Educação (UFPE-CE), na linha de Educação e Linguagem, desenvolvendo o projeto de tese voltado para as contribuições dos saberes-fazeres mobilizados por professores alfabetizadores, cujas práticas de ensino são consideradas bem-sucedidas, para aprendizagem da leitura e da escrita de alunos do último ano da Educação Infantil ao 1º ano do Ensino Fundamental, projeto financiado pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE). Mestre em Educação (2018), pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Contemporânea, pela Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico do Agreste (UFPE-CAA), tendo desenvolvido a pesquisa intitulada: Saberes-fazeres mobilizados por professoras alfabetizadoras: uma análise de práticas de ensino da leitura e da escrita consideradas bem-sucedidas, financiado pela FACEPE. É graduada em Pedagogia (2015), pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE-CAA), tendo atuado como bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), em que desenvolveu estudos relacionados ao currículo e as práticas curriculares de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental (2013-2015). Tem experiência na área de Educação, atuando como professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental, na rede municipal de Ensino de ensino de Brejo da Madre de Deus, Pernambuco, desde 2011. Seus principais temas de interesse na pesquisa são, principalmente, alfabetização e letramento, práticas de ensino bem-sucedidas e saberes-fazeres docentes

Alexsandro da Silva, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Graduado em Pedagogia (2000), mestre (2003) e doutor (2008) em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, com período sanduíche no Institut National de Recherche Pédagogique (INRP) - Paris (2007). Pós-doutor, na área de Didática da Língua, pela Université Sorbonne-Nouvelle - Paris 3 , em Paris (2015-1016). Atualmente, é Professor Associado 2 do Núcleo de Formação Docente do Centro Acadêmico do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco, onde atua no curso de graduação em Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Educação Contemporânea. É também docente do Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação e membro do Centro de Estudos em Educação e Linguagem - CEEL da mesma universidade. Participa dos grupos de pesquisa Didática da Língua Portuguesa e Práticas de Leitura e Escrita na Educação Infantil, ambos da UFPE, e do Grupo de Estudo e Pesquisa em Alfabetização, Letramento e Práticas de Ensino, da UnB. Tem experiência na área de Educação, dedicando-se, principalmente, ao estudo de temas relativos ao ensino e à aprendizagem da língua portuguesa, como alfabetização, leitura, escrita e reflexão sobre a língua.

Downloads

Publicado

10/12/2020

Como Citar

SOUZA, M. G. B.; SILVA, A. da. É necessário ensinar a ler para formar leitores: saberes-fazeres mobilizados por uma professora alfabetizadora considerada bem-sucedida. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. Esp, p. 132–153, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12nEspp132-153. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/10116. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê "Ensinar a ler e a escrever: múltiplos contextos e perspectivas"

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)